Category Archives: Entrevista

António Nobre, ex-ajudante de campo do Governador Almeida e Costa

António Nobre

«Não estou surpreendido com o desenvolvimento de Macau».

Três décadas após os acontecimentos, António Nobre desmistifica a governação de Almeida e Costa em Macau. Embora polémico, foi um homem de coragem, não oferecendo de mão beijada o aeroporto aos interesses estrangeiros, afirma o ex-ajudante de campo do então Governador, que também não está surpreendido com o exponencial desenvolvimento da RAEM. A’O CLARIM lembra a amizade com Ho Yin e elogia o general Ramalho Eanes, de quem conta um dos muitos episódios reveladores da sua incontestável honestidade.

Fernando Airosa Branco, ex-membro da banda “The Grey Coats”, integra a comunidade macaense de São Paulo

Fernando Airosa Branco

«Ser macaense é um estado de alma».

Natural de Macau, Fernando Airosa Branco ficou famoso nos anos sessenta ao integrar a banda “The Grey Coats”. Eram outros tempos, o que também se traduz nas transformações que paulatinamente foram atingindo a comunidade a que pertence. «Ser macaense é um estado de alma», sustenta o antigo funcionário do Banco Nacional Ultramarino e da Fundação Macau, agora a residir em São Paulo, no Brasil. A’O CLARIM, diz que a habitação é o principal problema da RAEM, dado que há muita especulação imobiliária.

Carlos Albano descobre Portugal a viajar na Ásia

CARLOS ALBANO

«Macau sempre mexeu com o meu imaginário».

Ávido por literatura de ficção ou histórica, ficou a conhecer Macau sem nunca cá ter estado antes. Carlos Albano deve-o a Henrique de Senna Fernandes, Rodrigo Leal de Carvalho e Luís Gonzaga Gomes. No entanto, ficou decepcionado com a realidade nua e crua quando esteve pela primeira vez no território no passado mês de Dezembro. A’O CLARIM, o algarvio descreveu as suas aventuras no périplo por antigos lugares de presença portuguesa na Tailândia, Malásia e Sri Lanka.

Ricardo Machado, Gerente-Executivo na Thunderbird Resorts & Casinos (Filipinas)

Ricardo Machado

«Macau marca a tendência e os outros vão segui-la».

O turismo nas Filipinas pode ter um exponencial desenvolvimento ao ponto de poder concorrer com Macau, sustenta o português Ricardo Machado, para quem o território irá mesmo assim continuar a marcar a tendência no sector do Jogo e os outros mercados vão segui-la. A’O CLARIM o gerente-executivo de “Food and Beverage” na Thunderbird Resorts & Casinos fala sobre Rodrigo Duterte, Donald Trump e o Japão.

José Cardoso, ciclista em viagem pelo mundo

JOSÉ CARDOSO, CICLISTA EM VIAGEM PELO MUNDO

Duas rodas na rota dos portugueses.

Antigo militar das Forças Armadas Portuguesas e jornalista, José Cardoso, natural de Vila Nova de Gaia, cumpre neste momento um dos sonhos da sua vida: dar uma volta ao mundo de biclicleta inspirada nos feitos dos lusos argonautas. O CLARIM contactou-o via e-mail e pediu-lhe que fizesse o ponto da situação da sua épica jornada.

Padre Peter Thoai, Dominicano Vietnamita em Missão no Japão

PADRE PETER THOAI

Novos escravos disfarçados de estudantes.

A exploração dos trabalhadores migrantes provenientes dos países em vias de desenvolvimento, ou sub-desenvolvidos, é uma chaga que persiste em muitos países desenvolvidos, sendo particularmente preocupante no Japão. A’O CLARIM o padre dominicano vietnamita Peter Thoai fala sobre o seu ministério pastoral na “Terra do Sol Nascente” e aborda as condições precárias do mercado de trabalho, as agências de recrutamento e os problemas sociais que advêm de toda uma política discriminatória. Aqui e ali, são notadas semelhanças com a realidade de Macau.

Irmã Beatrice Leung, Professora e Investigadora da Universidade Ursulina Wenzao de Línguas de Taiwan

IRMÃ BEATRICE LEUNG

Liberdade religiosa difere da China para o Ocidente.

Estudiosa das relações do Vaticano com a República Popular da China e com Taiwan, a irmã Beatrice Leung desacredita as notícias distorcidas da Imprensa secular sobre a nomeação de bispos no continente chinês. A’O CLARIM, a professora e investigadora da Universidade Ursulina Wenzao de Línguas aconselha a Santa Sé a ter em atenção os prós e contras dentro da Igreja sobre a política chinesa antes de chegar a acordo com Pequim, dado que a equipa de negociação da Santa Sé não está preparada para entender a correcta mensagem do homólogo chinês. O Natal em Taiwan foi outro tema de conversa.

Luís Cunha, Jornalista e Investigador

LUÍS CUNHA

«A China almeja ser a maior potência do mundo».

Com a chancela do Instituto Internacional de Macau, e resultado de um trabalho investigação para o Instituto dos Estudos Europeus de Macau, o mais recente livro do jornalista Luís Cunha, “China’s Techno-Nationalism in the Global Era”, foi apresentado no território a semana passada. A respeito do mesmo, O CLARIM conversou com o autor.

Paul Pun, Secretário-Geral da Cáritas

Paul Pun

«O nosso principal serviço é para os idosos».

A propósito do 65º aniversário da Cáritas Macau, O CLARIM esteve à conversa com Paul Pun que falou sobre o presente e o passado da instituição que lidera. Em cima da mesa estiveram o modelo de actuação, os idosos, os sem-abrigo, a relação com a Diocese e as Linhas de Acção Governativa para a área dos Assuntos Sociais e Cultura.

Patipat Pumpongpaet, antigo Director do Parque Histórico de Ayutthaya

Patipat Pumpongpaet

Portugal na Tailândia através de Macau.

Ociosos, festivos, especialistas em variadíssimas artes e com lugar preferencial na corte siamesa, é assim que o arqueólogo e historiador Patipat Pumpongpaet descreve os portugueses do período de Ayutthaya. A’O CLARIM, o antigo director do Parque Histórico da ancestral capital do Reino do Sião, actual Tailândia, fala sobre a experiência que teve ao supervisionar as escavações da igreja dominicana no bairro português, as rivalidades com outras potências europeias e a razão para o alheamento generalizado dos tailandeses sobre Portugal. Quanto a Macau, pode funcionar como plataforma para que os portugueses voltem a ser lembrados no País dos Sorrisos.

Ronald Bartolome fala sobre os trabalhadores não-residentes

Ronald Bartolome

«Não há crescimento quando se exclui outras pessoas».

Feliz por fazer parte das mudanças que se verificam em Macau, o empresário Ronald Bartolome partilha o seu conceito de restauração assente num ambiente caseiro. A‘O CLARIM, o sócio-gerente do restaurante “La Cucina Italiana” salienta que os deputados devem ter maior abertura para os trabalhadores não-residentes, porque sem eles não há crescimento. Assumindo ser muito difícil para um estrangeiro fazer negócio no continente chinês, acrescenta que até mesmo na RAEM as operadoras de Jogo estão a fazê-lo cada vez mais à maneira chinesa.

Joaquim Gomes Canotilho, constitucionalista

JOAQUIM GOMES CANOTILHO

O sentido do voto e da democracia.

Numa época em que são cada vez mais os descrentes da política e dos projectos políticos O Clarim foi falar com o constitucionalista Joaquim Gomes Canotilho sobre o voto e a democracia, ou, melhor dizendo, o que resta de ambos.

Jorge Neto Valente fala sobre a Plataforma de Macau para os PLP, na véspera de visitar Portugal

Jorge Neto Valente

Governo Central aprova o papel dos macaenses.

Jorge Neto Valente traça um futuro ambicioso para a Associação dos Jovens Macaenses, ao garantir que o seu programa de actividades é diversificado e há abertura para interagir com todas as comunidades locais, independentemente da língua falada. A’O CLARIM o presidente da instituição falou abertamente sobre os problemas e os desafios que atingem os jovens da diáspora, a relevância das Casas de Macau no mundo e a importância do Encontro das Comunidades Macaenses, sem esquecer as diferenças entre o Patuá cerrado e o Patuá corrente.

Francisco Leandro, especialista em Relações Internacionais, sobre o diferendo entre a RPC e as Filipinas

CHINA TEM O DIREITO A RECUSAR HAIA

A decisão do Tribunal Permanente de Arbitragem de Haia não remete para as questões de soberania das águas territoriais que opõem a República Popular da China às Filipinas, assegura Francisco Leandro, que tece críticas ao posicionamento dos Estados Unidos e reconhece em Hillary Clinton melhor capacidade para liderar a nação americana.

Exposição da “Carta do Achamento” de Pêro Vaz de Caminha

António Dias Rocha

«Belmonte tem uma ligação afectiva e cultural com o Brasil».

A exposição da Carta a El-Rei Dom Manoel sobre o Achamento do Brasil, de Pêro Vaz de Caminha, já apresentada na Sala do Relógio da Torre do Tombo, em Lisboa, encontra-se patente até dia 26 de Outubro, na Sala Pedro Ávares Cabral, no Castelo de Belmonte, constituindo uma das apostas turísticas por parte da edilidade local. O Clarim foi ouvir António Dias Rocha, presidente da Câmara Municipal de Belmonte.