Category Archives: Local

Padre Franz Gassner e o desperdício alimentar

Combustível para tufões e furacões

Combustível para tufões e furacões.

O professor-assistente da Universidade de São José (USJ), padre Franz Gassner, disse a’O CLARIM que Macau deve adoptar, o quanto antes, medidas que previnam o excesso de desperdício alimentar, especialmente nos hotéis, dado que o problema, sendo pouco debatido, tem sérias consequências por haver uma ligação directa com os tufões e furacões que assolam cada vez mais o planeta.

«Estamos a testemunhar o aumento alarmante de alterações climáticas extremas à escala mundial, seja em Macau, no sul da China, no Golfo do México ou nas Caraíbas.

Padre João Lau apela ao voto dos católicos

Cumprir um dever cívico

Cumprir um dever cívico.

O padre João Evangelista Lau pede aos católicos de Macau que votem em consciência nas legislativas marcadas para Domingo, dia 17 de Setembro.

«O católico, como cidadão, tem o direito e o dever de participar nos assuntos políticos que digam respeito aos civis, como é o caso destas eleições legislativas», disse o pároco da igreja de São Lázaro, para quem «os cristãos devem construir uma sociedade nova, com valores ao nível da justiça e da dignidade humana».

Conhecer as Leis de Macau

Lei n.º 8/2017 (Alteração ao Código Penal) – II - Parte 1

Lei n.º 8/2017 (Alteração ao Código Penal) – II – Parte 1

Em resposta às aspirações da sociedade para que se proceda à revisão dos crimes sexuais e se confira uma maior protecção às vítimas destes crimes, a Lei n.º 8/2017 (Alteração ao Código Penal) vem introduzir algumas alterações aos crimes de violação (artigo 157.º) e de coacção sexual (artigo 158.º), entre outras. Iremos agora fazer uma breve apresentação sobre este conteúdo.

Madre Teresa de Calcutá

MADRE TERESA DE CALCUTÁ

Inspiração para a humanidade.

Cheryl Rocha, que entre 1997 e 2003 foi professora de Inglês no Ensino Primário em Macau, recorda Madre Teresa de Calcutá por ocasião do 20º aniversário do seu falecimento, assinalado na passada terça-feira, como sendo «uma inspiração para a humanidade».

«Era uma pessoa muito boa, ajudava os pobres, muitos deles com doenças incuráveis e famintos. Era muito humilde. Dedicou a sua vida aos mais desfavorecidos», disse a’O CLARIM Cheryl Rocha, a viver em Pangim, no Estado de Goa.

O CLARIM traduz manuais da Universidade de Navarra

O CLARIM TRADUZ MANUAIS DA UNIVERSIDADE DE NAVARRA

Objectivo anglófono.

O CLARIM está a traduzir uma série de manuais de Filosofia e de Teologia, de Castelhano para Inglês e Chinês, publicados pelo Instituto Superior de Ciências Religiosas da Universidade de Navarra (Espanha), com o objectivo de auxiliar na formação de futuros sacerdotes e professores de religião.

O projecto, apoiado pela diocese de Macau, visa atingir um público mais abrangente. «O nosso jornal espera, com esta iniciativa, poder fornecer um conjunto completo de livros de Filosofia e de Teologia a muitos países de língua inglesa, dado que actualmente dificilmente se pode encontrar uma colecção completa em qualquer lugar», explicou o director d’O CLARIM, padre José Mario Mandía.

Centenário das aparições de Fátima

Peregrinação a Portugal e Espanha

Peregrinação a Portugal e Espanha

Um grupo de 48 fiéis de Macau realizou, entre 8 e 22 de Agosto, uma peregrinação à Península Ibérica com o objectivo de comemorar o centésimo aniversário das aparições de Fátima.

«Passámos dois dias em Lisboa, onde visitámos importantes igrejas da cidade, tais como a Igreja de Santo António e a Sé Catedral. Fomos depois para Fátima, onde permanecemos seis dias», disse a’O CLARIM o pároco de São Lourenço, padre Jojo Ancheril, que liderou o grupo.

Formação de Professores de Religião na Universidade de São José

FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE RELIGIÃO NA UNIVERSIDADE DE SÃO JOSÉ

Guardiães para a vida.

A Universidade de São José (USJ) vai iniciar, a partir de Outubro, o 3º curso de formação de “Professores de Religião das Escolas Católicas”. O programa, sob alçada do Gabinete de Aprendizagem ao Longo da Vida da USJ, será ministrado em Cantonense, podendo alguns dos oito módulos ser leccionados em Mandarim.

Com 144 horas de duração, o curso abrange sete tópicos: “Homem e Religião”, “Homem e Outros”, “Homem e Eu”, “Homem e Deus”, “Homem e Natureza”, “Valores Positivos e Atitude para a Vida” e “Adaptabilidade às Situações de Vida”. As inscrições estão abertas até ao próximo dia 17 de Setembro.

Conhecer as Leis de Macau

Lei n.º 8/2017 (Alteração ao Código Penal) – Ⅰ - Parte 2

Lei n.º 8/2017 (Alteração ao Código Penal) – Ⅰ – Parte 2

  1. Revisão na tipificação de alguns crimes sexuais

(1) Tendo em conta que o grau de gravidade de ofensa à liberdade sexual da vítima de constrangimento ao coito oral e do acto sexual com penetração (introdução vaginal ou anal de partes do corpo ou objectos) é equiparável ao de constrangimento à cópula e ao coito anal e, com o objectivo de promover a igualdade entre géneros, procede-se a duas alterações no âmbito do crime de “Violação” previsto no artigo 157.º: i) o constrangimento ao coito oral e o acto sexual com penetração passam a ser condutas descritas como de violação; ii) de acordo com as disposições do anterior Código Penal, a vítima de violação por cópula só podia ser uma mulher, mas segundo as novas disposições, em todas as condutas descritas como de violação, tanto as vítimas como os agentes, podem ser homem ou mulher;

Férias: Residentes de Macau preferem o Japão

Hábitos que não mudam

Hábitos que não mudam.

Os residentes de Macau escolheram o Japão como o destino preferido de férias para o Verão de 2017, no período compreendido entre o início de Junho e finais de Julho, segundo dados divulgados por fonte da agência de viagens “Sincerity Travel (Macau)”.

A mesma fonte referiu que a tendência dos últimos anos não tem registado quaisquer alterações, acrescentando que os clientes são maioritariamente residentes permanentes de Macau, em vez de não-residentes.

Restaurantes portugueses menos frequentados no Verão

Turistas não “travam” ausência de locais

Turistas não “travam” ausência de locais.

A restauração tradicional portuguesa tem estado em queda este Verão, apurou O CLARIM junto de Nelson Rocha, sócio-gerente do “Mariazinha”, e de José Lúcio de Almeida, administrador e sócio-gerente de “A Petisqueira”.

Para Nelson Rocha, o abrandamento acontece porque os clientes do “Mariazinha” «são maioritariamente portugueses ou macaenses», facto que tem contribuído para realçar a componente económica. «Por um lado, as pessoas vão de férias e querem poupar um bocadinho. Por outro, porque vão de férias para Portugal e não sentem aquela necessidade de comer comida portuguesa antes de viajarem, ou até algum tempo depois de regressarem».

Ex-candidatos macaenses falam das Legislativas de Setembro

Listas étnicas partem em vantagem

Listas étnicas partem em vantagem.

Miguel de Senna Fernandes, Fernando Gomes e José Luís Sales Marques falaram a’O CLARIM sobre o tipo de legislativas que este ano podemos esperar no sufrágio directo. As listas de pendor étnico vão dar cartas.

Miguel de Senna Fernandes, candidato em 1992, disse que as legislativas, pela via directa, «vão ser as mais concorridas de sempre», devido ao «número de listas concorrentes», na sua maioria «de pendor étnico e social», tendo acrescentado que «as listas de natureza empresarial não terão grande sucesso», pois «vão concentrar-se mais na via indirecta».

Donativo

DONATIVO

Lucas Lo (à direita de D. Stephen Lee) entrega ao bispo de Macau um cheque no valor de dez milhões de patacas, com o objectivo de financiar a educação católica através da Universidade de São José (USJ).

Conhecer as Leis de Macau

Lei n.º 8/2017 (Alteração ao Código Penal) – Ⅰ - Parte 1

Lei n.º 8/2017 (Alteração ao Código Penal) – Ⅰ – Parte 1

O Código Penal está em vigor há já mais de 20 anos, desde 1 de Janeiro de 1996. Durante este período de tempo, embora fosse alvo de cinco alterações legislativas com a finalidade de dar resposta aos problemas específicos que surgiram na sociedade, verificou-se que, com o desenvolvimento contínuo da sociedade, algumas disposições previstas no código, sobretudo as diversas disposições relativas aos crimes contra a liberdade e autodeterminação sexuais, já deixaram de responder eficazmente às exigências de salvaguarda da estabilidade social. Perante tal, o Governo da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM) decidiu proceder, com prioridade, à revisão das disposições em causa.

Diáspora Macaense de Hong Kong

Fronteira com a China, Macau Joaquim Magalhães de Castro/LUMEWORLD

Vinte anos após o “handover”.

A comunidade portuguesa de Hong Kong foi de extrema importância para a vida económica e cultural daquela antiga colónia britânica. Ao longo das décadas os seus melhores filhos foram partindo para longínquas paragens e a comunidade está hoje muito reduzida e envelhecida. Para além do prestigiado Club Lusitano, do Club de Recreio (hoje com a maioria de sócios chineses), da Escola Camões, que de português tem o nome, de alguns pequenos restaurantes, de alguns técnicos e de uns tantos produtos portugueses ali vendidos, pouco mais existe. Até o Consulado de Portugal fechou e os assuntos dos cerca de trinta mil portugueses ali inscritos, dos quais muitos são de etnia chinesa, passaram para o Consulado Geral de Portugal em Macau.

Gualter Vera Cruz, Delegado de São Tomé e Príncipe no Fórum Macau

Gualter Vera Cruz

Aeroporto de São Tomé espera investimento chinês.

O delegado de São Tomé e Príncipe no Fórum Macau, Gualter Vera Cruz, disse ontem a’O CLARIM que o seu país conta com o investimento chinês para desenvolver a infra-estrutura aeroportuária situada na ilha de São Tomé e para a construção de um porto de águas profundas.

De igual forma, sustentou que um leque de novas oportunidades se abre após São Tomé e Príncipe ter aderido ao Fórum Macau no passado mês de Março, com realce para os sectores do turismo e das pescas.