Category Archives: Entrevista

Augusto Nogueira, futuro Presidente da IFNGO, sobre a nova lei da droga em Macau

Augusto Nogueira

Não podemos esperar pelos juízes.

Augusto Nogueira, nomeado presidente da Federação das Organizações Não-Governamentais para a Prevenção de Droga e Abuso de Substâncias (IFNGO), quer dar maior visibilidade à entidade que vai passar a liderar a partir de Novembro, “abrindo-a” a outras ideologias para além da tolerância zero. A’O CLARIM, o presidente da Associação de Reabilitação de Toxicodependentes de Macau deixa reparos à revisão da legislação sobre a droga, defendendo que deve haver maior envolvimento de especialistas da Saúde na aplicação da lei local.

Arthur Brito, Presidente do “Macau Arts Culture and Heritage Institute” da Califórnia

Arthur Britto

«Os jovens não estão integrados».

A propósito do “Simpósio Macaense”, que decorre amanhã na Califórnia por ocasião da 41ª conferência da “Luso-American Education Foundation”, Arthur Britto falou a’O CLARIM sobre o evento e os seus intervenientes. Os problemas dos jovens macaenses e das instituições com sede na América do Norte foram outros dos assuntos abordados pelo presidente do “Macau Arts Culture and Heritage Institute”.

Paul Chan Wai Chi, Ex-Deputado e Director do Observatório de Macau

Entrevista

Governo tem medo dos interesses instalados.

Abordar assuntos pouco debatidos na RAEM foi o objectivo do convite ao cardeal D. Joseph Zen para vir ao território falar sobre as relações sino-vaticanas, assume Paul Chan Wai Chi. Em entrevista a’O CLARIM, o antigo deputado sustenta que o Governo não resolve determinados problemas que afectam a população porque tem medo dos interesses instalados. A candidatura à Assembleia Legislativa pela Associação de Novo Macau e a importância da língua portuguesa foram outros dos temas abordados pelo director do Observatório de Macau.

António Nobre, ex-ajudante de campo do Governador Almeida e Costa

António Nobre

«Não estou surpreendido com o desenvolvimento de Macau».

Três décadas após os acontecimentos, António Nobre desmistifica a governação de Almeida e Costa em Macau. Embora polémico, foi um homem de coragem, não oferecendo de mão beijada o aeroporto aos interesses estrangeiros, afirma o ex-ajudante de campo do então Governador, que também não está surpreendido com o exponencial desenvolvimento da RAEM. A’O CLARIM lembra a amizade com Ho Yin e elogia o general Ramalho Eanes, de quem conta um dos muitos episódios reveladores da sua incontestável honestidade.

Fernando Airosa Branco, ex-membro da banda “The Grey Coats”, integra a comunidade macaense de São Paulo

Fernando Airosa Branco

«Ser macaense é um estado de alma».

Natural de Macau, Fernando Airosa Branco ficou famoso nos anos sessenta ao integrar a banda “The Grey Coats”. Eram outros tempos, o que também se traduz nas transformações que paulatinamente foram atingindo a comunidade a que pertence. «Ser macaense é um estado de alma», sustenta o antigo funcionário do Banco Nacional Ultramarino e da Fundação Macau, agora a residir em São Paulo, no Brasil. A’O CLARIM, diz que a habitação é o principal problema da RAEM, dado que há muita especulação imobiliária.

Carlos Albano descobre Portugal a viajar na Ásia

CARLOS ALBANO

«Macau sempre mexeu com o meu imaginário».

Ávido por literatura de ficção ou histórica, ficou a conhecer Macau sem nunca cá ter estado antes. Carlos Albano deve-o a Henrique de Senna Fernandes, Rodrigo Leal de Carvalho e Luís Gonzaga Gomes. No entanto, ficou decepcionado com a realidade nua e crua quando esteve pela primeira vez no território no passado mês de Dezembro. A’O CLARIM, o algarvio descreveu as suas aventuras no périplo por antigos lugares de presença portuguesa na Tailândia, Malásia e Sri Lanka.

Ricardo Machado, Gerente-Executivo na Thunderbird Resorts & Casinos (Filipinas)

Ricardo Machado

«Macau marca a tendência e os outros vão segui-la».

O turismo nas Filipinas pode ter um exponencial desenvolvimento ao ponto de poder concorrer com Macau, sustenta o português Ricardo Machado, para quem o território irá mesmo assim continuar a marcar a tendência no sector do Jogo e os outros mercados vão segui-la. A’O CLARIM o gerente-executivo de “Food and Beverage” na Thunderbird Resorts & Casinos fala sobre Rodrigo Duterte, Donald Trump e o Japão.

José Cardoso, ciclista em viagem pelo mundo

JOSÉ CARDOSO, CICLISTA EM VIAGEM PELO MUNDO

Duas rodas na rota dos portugueses.

Antigo militar das Forças Armadas Portuguesas e jornalista, José Cardoso, natural de Vila Nova de Gaia, cumpre neste momento um dos sonhos da sua vida: dar uma volta ao mundo de biclicleta inspirada nos feitos dos lusos argonautas. O CLARIM contactou-o via e-mail e pediu-lhe que fizesse o ponto da situação da sua épica jornada.

Padre Peter Thoai, Dominicano Vietnamita em Missão no Japão

PADRE PETER THOAI

Novos escravos disfarçados de estudantes.

A exploração dos trabalhadores migrantes provenientes dos países em vias de desenvolvimento, ou sub-desenvolvidos, é uma chaga que persiste em muitos países desenvolvidos, sendo particularmente preocupante no Japão. A’O CLARIM o padre dominicano vietnamita Peter Thoai fala sobre o seu ministério pastoral na “Terra do Sol Nascente” e aborda as condições precárias do mercado de trabalho, as agências de recrutamento e os problemas sociais que advêm de toda uma política discriminatória. Aqui e ali, são notadas semelhanças com a realidade de Macau.

Irmã Beatrice Leung, Professora e Investigadora da Universidade Ursulina Wenzao de Línguas de Taiwan

IRMÃ BEATRICE LEUNG

Liberdade religiosa difere da China para o Ocidente.

Estudiosa das relações do Vaticano com a República Popular da China e com Taiwan, a irmã Beatrice Leung desacredita as notícias distorcidas da Imprensa secular sobre a nomeação de bispos no continente chinês. A’O CLARIM, a professora e investigadora da Universidade Ursulina Wenzao de Línguas aconselha a Santa Sé a ter em atenção os prós e contras dentro da Igreja sobre a política chinesa antes de chegar a acordo com Pequim, dado que a equipa de negociação da Santa Sé não está preparada para entender a correcta mensagem do homólogo chinês. O Natal em Taiwan foi outro tema de conversa.

Luís Cunha, Jornalista e Investigador

LUÍS CUNHA

«A China almeja ser a maior potência do mundo».

Com a chancela do Instituto Internacional de Macau, e resultado de um trabalho investigação para o Instituto dos Estudos Europeus de Macau, o mais recente livro do jornalista Luís Cunha, “China’s Techno-Nationalism in the Global Era”, foi apresentado no território a semana passada. A respeito do mesmo, O CLARIM conversou com o autor.

Paul Pun, Secretário-Geral da Cáritas

Paul Pun

«O nosso principal serviço é para os idosos».

A propósito do 65º aniversário da Cáritas Macau, O CLARIM esteve à conversa com Paul Pun que falou sobre o presente e o passado da instituição que lidera. Em cima da mesa estiveram o modelo de actuação, os idosos, os sem-abrigo, a relação com a Diocese e as Linhas de Acção Governativa para a área dos Assuntos Sociais e Cultura.

Patipat Pumpongpaet, antigo Director do Parque Histórico de Ayutthaya

Patipat Pumpongpaet

Portugal na Tailândia através de Macau.

Ociosos, festivos, especialistas em variadíssimas artes e com lugar preferencial na corte siamesa, é assim que o arqueólogo e historiador Patipat Pumpongpaet descreve os portugueses do período de Ayutthaya. A’O CLARIM, o antigo director do Parque Histórico da ancestral capital do Reino do Sião, actual Tailândia, fala sobre a experiência que teve ao supervisionar as escavações da igreja dominicana no bairro português, as rivalidades com outras potências europeias e a razão para o alheamento generalizado dos tailandeses sobre Portugal. Quanto a Macau, pode funcionar como plataforma para que os portugueses voltem a ser lembrados no País dos Sorrisos.

Ronald Bartolome fala sobre os trabalhadores não-residentes

Ronald Bartolome

«Não há crescimento quando se exclui outras pessoas».

Feliz por fazer parte das mudanças que se verificam em Macau, o empresário Ronald Bartolome partilha o seu conceito de restauração assente num ambiente caseiro. A‘O CLARIM, o sócio-gerente do restaurante “La Cucina Italiana” salienta que os deputados devem ter maior abertura para os trabalhadores não-residentes, porque sem eles não há crescimento. Assumindo ser muito difícil para um estrangeiro fazer negócio no continente chinês, acrescenta que até mesmo na RAEM as operadoras de Jogo estão a fazê-lo cada vez mais à maneira chinesa.

Joaquim Gomes Canotilho, constitucionalista

JOAQUIM GOMES CANOTILHO

O sentido do voto e da democracia.

Numa época em que são cada vez mais os descrentes da política e dos projectos políticos O Clarim foi falar com o constitucionalista Joaquim Gomes Canotilho sobre o voto e a democracia, ou, melhor dizendo, o que resta de ambos.