Category Archives: Centrais

Fórmula 3

Mick Schumacher no centro do mundo

Mick Schumacher no centro do mundo

O alemão Mick Schumacher vai tentar este fim-de-semana repetir a façanha alcançada em 1990 pelo seu pai – o heptacampeão mundial de Fórmula 1, Michael Schumacher – e garantir o triunfo na Taça do Mundo de Fórmula 3, prova que vai coroar aquele que é presumivelmente o melhor piloto da actualidade na categoria.

Depois de há um ano se ter estreado no Circuito da Guia, o piloto germânico, agora com 19 anos, regressa ao território com a ambição reforçada pela conquista do título europeu de Fórmula 3.

Corrida da Guia – WTCR

Gabriele Tarquini perto de fazer história

Gabriele Tarquini perto de fazer história

O regresso de André Couto ao Circuito da Guia, após um ano de ausência devido a um grave acidente, e de Rui Valente às provas de principal cartaz do Grande Prémio de Macau, ao fim de dezanove anos a competir nas corridas de suporte do certame, são duas das notas de destaque da derradeira etapa da edição inaugural da Taça do Mundo de Carros de Turismo (WTCR).

O primeiro vencedor da competição será conhecido no fim-de-semana e são sete os pilotos com hipóteses matemáticas de chegar ao título, num grupo liderado pelo veterano Gabriele Tarquini.

Grande Prémio de Motos

“Rei da Guia” procura a nona vitória

“Rei da Guia” procura a nona vitória

Por razões ligadas à segurança, a ausência de Glenn Irwin, vencedor da edição de 2017 do Grande Prémio de Motos de Macau, é uma das principais notas de destaque da 52.ª edição da corrida, mas a decisão do piloto britânico dificilmente roubará magnitude à prova.

Vinte anos depois de ter vencido pela primeira vez no asfalto do território, o veterano Michael Rutter, rei incontestado de Macau em duas rodas, volta a afirmar-se como um dos grandes candidatos ao triunfo nos mais de seis mil e 200 metros do traçado da Guia.

Taça do Mundo de GT da FIA

Todos são favoritos... mas há Mortara!

Todos são favoritos… mas há Mortara!

Fazer o prognóstico para uma corrida como a Taça do Mundo de GT da FIA, ainda por cima disputada em Macau, é “brincar com o fogo” e fazer adivinhação pura. São apenas quinze carros, mas trata-se da nata do melhor que podemos encontrar.

No habitual duelo alemão pelos louros da vitória, a BMW vem a Macau este ano com apenas um M6 GT3, a Mercedes alinha três dos seus habituais AMG GT3, a Audi volta em força com quatro R8 LMS, e a Porsche também se apresenta com quatro bólides 911 GT3 R. Do País do Sol Nascente, vêm três Nissan Nismo GT-R GT3 de fábrica com o intuito (difícil) de aproveitar eventuais erros dos adversários. De facto, são poucos, mas todos bons!

Onde param Peter Dumbreck, Ricardo Maurício e Henrique Bernoldi?

Foi há 20 anos

Foi há 20 anos

Onde estão, o que fizeram e no que se tornaram os três pilotos da Fórmula 3 que subiram ao pódio do Grande Prémio de Macau há vinte anos? Em primeiro lugar ficou Peter Dumbreck, britânico; em segundo, Ricardo Maurício, brasileiro; e em terceiro, Enrique Bernoldi, também brasileiro.

Peter Dumbreck, depois de ter dominado como quis a Fórmula Vauxhall britânica em 1997/98, ter vencido o campeonato japonês de Fórmula 3 (com oito vitórias em dez provas) e o Grande Prémio de Macau, foi à conquista do mundo com os sport-protótipos da Mercedes no Mundial de Resistência da FIA.

Reflexão

Europa, terra de missão, de volta aos primórdios do Cristianismo?

Europa, terra de missão, de volta aos primórdios do Cristianismo?

Um estudo do Pew Research Center (**), com sede nos Estados Unidos, demonstra que, na Europa, Deus está cada vez mais longe da crença e da vida dos europeus, apesar de a identidade cristã permanecer importante para a maioria.

Seguindo, à letra, um texto da Rádio Renascença, dos inquiridos no estudo, 91% são baptizados e 81% foram educados na fé cristã, mas apenas 71% se afirmam cristãos. Desses, só 22% mantêm uma prática religiosa regular. Alguns dizem que se “distanciaram gradualmente da religião”, outros que “deixaram de acreditar nos ensinamentos religiosos”, e houve quem se tenha afastado devido a “escândalos ou posições adoptadas pela Igreja em relação a temas sociais”.

Preservar o que é novo, cuidando do que é de sempre

O Tecido Cultural da Europa

O Tecido Cultural da Europa

Quando falamos de património cultural, há a tentação de pensar que falamos de antigualhas, de coisas do passado, irremediavelmente perdidas num canto recôndito da nossa memória. Puro engano! Referimo-nos à memória viva, seja ela referida a monumentos, sítios, tradições, seja constituída por acervos de museus, bibliotecas e arquivos. Mas fundamentalmente tratamos de conhecimentos ou de expressões da criatividade humana… Ter memória é, assim, respeitarmo-nos. Cuidar do que recebemos é dar atenção, é não deixar ao abandono. Por isso, o património cultural que devemos proteger é sinal para que o que tem valor hoje e sempre não seja deixado ao desbarato. Como poderemos preservar o que é novo se não cuidarmos do que é de sempre?

Romarias e Procissões

Acto de liberdade

Acto de liberdade

Num Portugal perpassado pelos valores do Cristianismo, que indubitavelmente integra a nossa matriz cultural, a manifestação e a devoção pública ao sagrado é, não só um acto de devoção, como também de oração.

As tradicionais romarias e procissões reflectem a profunda religiosidade popular, especialmente querida ao coração de todos portugueses que a têm vivido através dos séculos, não obstante alguns tempos de tormenta ou menos tolerância.

Entre o Deísmo, o Racionalismo e a Revitalidade da Igreja Católica

Crise da consciência europeia

Crise da consciência europeia.

Ao longo do século XVII foi-se dando uma mudança profunda em muitos espíritos, nomeadamente por influência de ideias anglo-saxónicas (o deísmo) e de ideias francesas (o racionalismo), as quais vieram a culminar no iluminismo anti-cristão do século XVIII.

A França, principal epicentro deste cataclismo, vertiginosamente adoptou as ideias defendidas por Voltaire, declarando uma guerra filosófica contra qualquer religião positiva, nomeadamente o Cristianismo, metamorfoseando os espíritos intelectuais da época e eivando-os duma forte virulência.

Comemoração de Todos os Fiéis Defuntos (2 de Novembro)

Pensar positivo é um acto de Fé

Pensar positivo é um acto de Fé

Com o decorrer dos dias fui-me apercebendo de que para algumas pessoas o mês de Novembro é muito triste. É óbvio que quando nos recordamos mais dos nossos entes queridos, amigos e conhecidos que já partiram, isso aviva a nossa saudade da sua amorosa presença, o que é um sinal muito humano de sensibilidade e de pura amizade.

Todavia, é bom não esquecer que a Igreja, neste mês, multiplica os sufrágios pelas almas do Purgatório e convida-nos a meditar sobre o sentido da vida à luz do nosso último fim: a vida eterna, para a qual nos dirigimos a passos rápidos.

Passeios por Havana – 6

Uma cidade com Portugal lá dentro

Uma cidade com Portugal lá dentro

Ao passar em frente ao lendário café Dos Hermanos vislumbro um ecrã televisivo e só então me dou conta que o Brasil defronta a Bélgica nos quartos de final do Mundial. E lá estão, sentados em mesas de tampos redondos em frente de uma Cristal fresca, alguns adeptos belgas enfarpelados de vermelho e amarelo. Na parede exterior uma tabuleta recorda os transeuntes que ali conviveram, “entre outros artistas e intelectuais de Cuba e do mundo”, Federico García Lorca, Alejo Carpentier, Enrique Serpa, Marlon Brando, Errol Flynn e Ernest Hemingway. Antecede esta gente a seguinte frase: “Aqui ergueram os seus copos num brinde à amizade e à alegria de viver”. De todos os nomes apenas o de Enrique Serpa – ignorante me confesso – nada me diz. Nada me diz, mas espevita-me a curiosidade, e muito, pois Serpa é apelido genuinamente português. Embora pouco ou nada se ouça falar dele ou da sua obra na ditosa lusa praça, fiquem desde já a saber que Enrique Serpa é considerado um dos mais importantes escritores e jornalistas cubanos da centúria de novecentos.

Passeios por Havana – 5

O português Diogo Colombo

O português Diogo Colombo

Ao prosseguir a passeata ribeirinha deparo com mais uma estátua. Desta feita, a de um multifacetado personagem – aventureiro, corsário, comerciante, capitão de navio, explorador, administrador colonial, cavaleiro da ordem de São Luís –, educado pelos jesuítas, de seu nome Pierre Le Moyne D’Iberville. A ele se deve a fundação da colónia francesa de Luisiana, na Nova França, hoje território norte-americano. Natural de Montreal, D’Iberville é considerado “o primeiro grande soldado nascido no país”, em 1616, e a sua vida é objecto de estudo entre os estudantes canadianos de Ciências Políticas. A carreira do citado é ainda fundamental lembrete acerca da importância do trabalho de casa pós-triunfo.

São Miguel Arcanjo e os Anjos Caídos

SÃO MIGUEL ARCANJO E OS ANJOS CAÍDOS

Papa apela ao combate espiritual.

O Papa Francisco alertou que «a barca da Igreja é atingida por ventos contrários e violentos», tendo lançado para este mês de Outubro – especialmente dedicado ao Rosário – um forte apelo à oração, nomeadamente contra Satanás, o inimigo número um da Igreja e de todos os cristãos. O apelo convida os fiéis, de todos os continentes, a rezarem o Santo Rosário todos os dias, pedindo à Virgem Maria e a São Miguel Arcanjo que protejam a Igreja do inimigo, nestes tempos difíceis. O Papa pede para se adicionar ao Terço a oração “Sob Vossa protecção”, à Santíssima Virgem Maria, e uma outra oração a São Miguel Arcanjo (composta pelo Papa Leão XIII). D. Stephen Lee, bispo de Macau, uniu-se ao Papa nesta senda. Para o efeito, fez publicar na edição d’O CLARIM da passada sexta-feira uma Cúria Diocesana respeitante ao tema. E o que sabemos nós sobre São Miguel Arcanjo e outras entidades angélicas?

Subjectivização do Mundo, do Homem e da Natureza

SUBJECTIVIZAÇÃO DO MUNDO, DO HOMEM E DA NATUREZA

Sexo, droga e rock and roll

O século XIX viu germinar no seu seio algumas ideologias políticas que marcaram a modernidade e haviam de desencadear uma profunda crise cultural, aliada ao espoletar do desenvolvimento e endeusamento do progresso da ciência, prometendo um futuro mais feliz, mais digno do homem que se concebia com autonomia, eficácia e liberdade suficiente para não depender dum Ser Criador, mas considerando-se um aperfeiçoamento evolutivo da sua condição de primata especial a caminho do super-homem.

Um facto, lamentável sem dúvida, é que o século XX mergulhou inicialmente numa guerra mundial tremenda, a primeira, aquela que havia de acabar com a paz no mundo.

Jornada Mundial da Juventude 2019

Virgem Peregrina vai estar no Panamá

Virgem Peregrina vai estar no Panamá.

O Santuário de Fátima vai enviar a Imagem Peregrina n.º 1 para a Jornada Mundial da Juventude no Panamá, agendada de 23 a 27 de Janeiro de 2019, onde o Papa Francisco irá estar presente.

O encontro mundial de jovens vai realizar-se na Cidade do Panamá e decorre pela primeira vez na América Central, com o tema “Eis aqui a escrava do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra” (Lc., 1,38), escolhido pelo Santo Padre.