Daily Archives: May 4, 2018

Padre José Mario Mandía, Director d’O CLARIM, por ocasião do 70º Aniversário do Semanário Católico de Macau

Padre José Mario Mandía

«Há poucos lugares no mundo onde os media seculares respeitam o que a Igreja tem a dizer».

Completámos na passada terça-feira, 1 de Maio, setenta anos de existência. Somos a publicação em língua portuguesa há mais tempo a circular em Macau. Para assinalar a efeméride, não resistimos e – em casa própria – entrevistámos o padre José Mario Mandía, o nosso director. Falou da transformação ao nível de conteúdos e imagem desde que assumiu o cargo há quatro anos, dos desafios para o futuro e da importância dos media católicos no mundo.

UNICEF – Fundo das Nações Unidas para a Infância

UNICEF – FUNDO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A INFÂNCIA

Mandato para salvar dois mil milhões de crianças.

Há 71 anos que a UNICEF protege e acode as crianças em perigo. Este trabalho continua a fazer sentido? Fomos conhecer melhor os números e falámos com um português que trabalha na organização e já esteve em mais de setenta países a salvar a vida de crianças.

A UNICEF foi criada pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1946 para apoiar as crianças europeias depois da II Guerra Mundial. Hoje, é um organismo permanente da ONU e actua em mais de 190 países, onde chega através de sete mil trabalhadores. As crianças estão em risco em muitos países do mundo, seja por conflitos, desastres naturais ou perseguições. Só na Síria, cerca de seis milhões de crianças precisam de assistência.

Shenzhen, uma cidade projectada para o futuro

SHENZHEN, UMA CIDADE PROJECTADA PARA O FUTURO

Tecnologias de ponta por uma sociedade melhor.

As Regiões Administrativas Especiais de Macau e de Hong Kong têm algo em comum que as distancia pela negativa de Shenzhen. Só para citar alguns exemplos: na RAEM o planeamento urbano é uma miragem, sendo bastante evidente a poluição visual e atmosférica. Na RAEHK é gritante o contraste entre o distrito financeiro, as zonas de turismo e o que resta do território, na sua maior parte dominada por prédios em altura bastante sujos, onde viver é um suplício.

Já em Shenzhen respira-se ar puro, a disposição dos edifícios, estradas e zonas verdes obedecem a uma rigorosa concepção de ocupação do espaço, e a cidade é dominada por veículos movidos a energia eléctrica.

Memória do Legado Holandês no Oriente

As monções que nos faltam

As monções que nos faltam.

Como se sabe, a Holanda foi em tempos senhora de um extenso império colonial que podemos dividir, basicamente, em Índias Orientais – região que abrange toda a área a leste do Cabo da Boa Esperança e que esteve sob os auspícios da Companhia das Índias Orientais Unidas (VOC) até 1800 – e em Índias Ocidentais (ilhas das Antilhas, Brasil, África Ocidental, Suriname, etc.) sob a supervisão da Companhia das Índias Ocidentais (WIC) até 1790.

«Há toda uma extensa rede de programas e actividades relacionadas com o passado colonial neerlandês, resultante da actividade dessas duas companhias mercantis», afirma o investigador holandês Robert Egeter van Kuyk.

Opinião

Um outro Primeiro de Maio

Um outro Primeiro de Maio.

A semana que agora termina sempre foi uma das minhas preferidas em Macau, devido à oportunidade de deixar o território rumo a um destino de praia, a duas ou três horas de avião.

A semana dourada do Dia do Trabalhador traz uma orde, cada vez maior, de turistas do Continente, que aproveitam para entupir, cada vez mais, o já estagnado e apertado espaço que existe na península. Ainda se salva a Taipa e Coloane, que conseguem respirar um pouco, mas mesmo assim as ilhas já não são o que eram antigamente.

Capa 04-05-18

Capa 04-05-18

Padre Joseph Mallin faleceu aos 104 anos

PADRE JOSEPH MALLIN

Patriota irlandês amigo das crianças

O padre Luís Sequeira recorda o jesuíta Joseph Mallin, falecido a 1 de Abril, Domingo de Páscoa, aos 104 anos de idade, como «um homem muito sério, um bocado rigoroso, mas com responsabilidade».

«Por isso, trabalhou até ao fim da vida», frisou o padre Sequeira, acrescentando que o padre Mallin «era muito dedicado e tinha muitas pessoas amigas», sendo também «bastante amigo das crianças».

Baptismos da Páscoa

BAPTISMOS DA PÁSCOA

D. Stephen Lee apela à união com Cristo

D. Stephen Lee, bispo de Macau, aludiu no passado Domingo, durante a homilia proferida na igreja do Seminário de São José, para a necessidade dos 191 fiéis que foram baptizados nesta Páscoa estarem em união com Jesus Cristo e entre si.

«Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador. Toda a vara em mim, que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto.

Carta aos Leitores

Passeio da Catequese

Passeio da Catequese

Há muito que o dia 15 de Abril estava marcado na agenda de todos os catequisandos: era o dia em que, de farnel e viola às costas, todos rumariam até Coloane. Do programa faziam parte os jogos, as canções… e, obviamente, a partilha do almoço para o qual todos contribuiriam com a sua parte.

Quis a meteorologia que chovesse torrencialmente nessa manhã, o que fez alterar o azimute da actividade, de Coloane para o Colégio de São José, ali mesmo ao lado da Sé Catedral.

Movimento Mundial de Trabalhadores Cristãos deixa alerta

Concentração de riqueza marginaliza os mais necessitados

Concentração de riqueza marginaliza os mais necessitados

O Movimento Mundial de Trabalhadores Cristãos (MMTC) alerta na sua mensagem para o 1.º de Maio contra a “concentração de riqueza” e pede que a classe trabalhadora tenha uma “vida digna”, com “terra, casa e trabalho”.

“Milhões de famílias de trabalhadores e trabalhadores, em diferentes continentes, vivem sob constantes ameaças por causa dos conflitos religiosos e políticos, forçados a abandonar as suas terras, dispersos, e a migrar para destinos incertos à procura de sobrevivência em terras nem sempre acolhedoras”, denuncia o movimento cristão.

Bengala e o Reino do Dragão – 26

A moeda evocativa

A moeda evocativa

Considero estranho, agora, há distância de muitos meses, que o professor Yonten Dargye, aquando a nossa conversa num dos belos salões da Biblioteca de Thimphu, não tivesse feito qualquer alusão a uma moeda local evocativa da memória de João Cabral com o valor nominal de 300 ngultrum, emitida em 1994 pelas autoridades do seu país. Deparei com ela por mero acaso ao fazer uma pesquisa na Internet. No verso da dita temos em primeiro plano um João Cabral barbudo e de bordão na mão palmilhando terreno pedregoso. Em segundo plano uma outra pequena figura, quiçá o mesmo João Cabral, desta feita acompanhado de um iaque com uma enorme carga no lombo.

Fotolegenda

TARQUINI VOA COM A HYUNDAI

TARQUINI VOA COM A HYUNDAI

O italiano Gabriele Tarquini reforçou a liderança no WTCR após vencer a terceira corrida da jornada tripla da Hungria, disputada no passado fim-de-semana, no circuito de Hungaroring. Contabiliza agora 118 pontos na classificação geral, seguido de Yann Ehrlacher (Honda), com 82, e de Yvan Muller, também em Hyundai, com 77. O português Tiago Monteiro voltou a não competir devido a lesão.

O Nosso Tempo

Histórias do poder e da morte

Histórias do poder e da morte

Este tema não tem nada de original, nem sequer o título. Mas as grandes lições da vida têm de ser repetidas, a espaços regulares, para podermos ir assimilando as profundas verdades que encerram. E a relação inextricável entre o poder e a morte é tema tão importante de reflexão que o resultado desta pode mudar tudo.

Sou pois, na escrita desta crónica, “filósofo” e aprendiz de filosofia, ao mesmo tempo, porque só a mim mesmo ouso dar lições do que quer que seja.

O falecimento de personalidades famosas que, como a esposa de um antigo Presidente americano que, como casal, dominou, durante décadas, a vida política e social do seu país, justifica esta reflexão.

Filosofia, uma dentada de cada vez (62)

O que um lápis nos ensina sobre a Lei Natural?

O que um lápis nos ensina sobre a Lei Natural?

Da última vez vimos que a nossa experiência nos leva a ter necessidade da Ética e da Moralidade (Moral). Vimos que os conceitos de “Bem” e “Mal” estão relacionados com (e derivam dos nossos) direitos, os quais sentimos como nos sendo devidos. Quando nos dão o que nos é devido, à acção chamamos “bem”, e quando não nos dão, chamamos “mal”.

O que nos é devido ou justo depende do que somos; depende da nossa natureza. É por essa razão que a lei que regula as acções humanas é a Lei Natural.

Que se passa no paralelo 38?

Que se passa no paralelo 38?

Após um clima amistoso e sorridente entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul, durante os jogos de Inverno que se disputaram neste ultimo país, ainda oficialmente em guerra com o primeiro, o mundo ficou deveras surpreendido com as manchetes dos jornais internacionais a anunciarem a paz entre as duas Coreias e a súbita disposição do Presidente da Coreia do Norte em desnuclearizar a península coreana.

Depois de sucessivas ameaças e provocações com mísseis e testes nucleares, por parte do líder norte-coreano Kim Jong-Un, das declarações pré-guerra de Donald Trump e do medo provocado à população mundial pela iminência de um conflito nuclear em larga escala, a situação de repente parece ter-se virado para “beijos e abraços” entre as partes antes em conflito, levantando dúvidas sobre as suas verdadeiras intenções ou se toda a retórica belicista anterior não passava da orquestração de um grande “bluff”, destinado a atingir este fim.