Category Archives: Destaque

Vítor Sereno e Paula Pimenta também foram distinguidos

Medalha de Mérito reconhece contributo da Igreja, defende D. Stephen Lee

Medalha de Mérito reconhece contributo da Igreja, defende D. Stephen Lee.

«A Igreja sempre trabalhou em prol dos mais necessitados e esta distinção é um reconhecimento do trabalho que a Igreja tem vindo a desenvolver». Foi deste modo, colocando em destaque a acção social da Igreja, que D. Stephen Lee comentou a honraria que lhe foi atribuída pelo Governo de Macau, menos de uma hora depois de ter recebido das mãos do Chefe do Executivo, Fernando Chui Sai On, a Medalha de Mérito Altruístico da Região Administrativa Especial de Macau.

O bispo de Macau foi uma das 46 personalidades e instituições agraciadas pelo Governo na tarde de quarta-feira e não escondeu a satisfação por ver reconhecido o trabalho pastoral e apostólico desenvolvido pela Igreja Católica no território. «Esta distinção tem um grande significado para a Diocese, porque necessitamos de unidade para trabalhar em prol do povo de Deus», defendeu D. Stephen Lee. «Esta medalha é um sinal de que o Governo, a Igreja e as demais instituições estão disponíveis para trabalhar em conjunto em prol da paz e da harmonia. É também um reconhecimento pelo contributo que a Diocese tem dado para a sociedade de Macau», sublinhou ainda o prelado.

Última Eucaristia foi Celebrada há Quinze Anos

Missa pode voltar às Ruínas de São Paulo

Missa pode voltar às Ruínas de São Paulo.

A celebração eucarística deverá realizar-se num dos últimos sábados de Outubro, no âmbito da comemoração do mês missionário extraordinário. A concretização da iniciativa está, no entanto, dependente da autorização do Instituto para os Assuntos Municipais.

Década e meia depois de terem acolhido pela última vez uma cerimónia de natureza católica, as Ruínas de São Paulo deverão voltar a servir de palco a uma missa. A informação foi adiantada a’O CLARIMpelo padre Manuel Machado, chanceler da diocese de Macau.

Fórum assinalou arranque do Ano da Juventude em Macau

D. Stephen Lee “abraça” os nossos jovens

D.Stephen Lee “abraça” os nossos jovens.

Com o objectivo de responder aos desafios lançados pelo documento final do Sínodo dos Bispos, realizado no Vaticano em Outubro de 2018, a diocese de Macau organizou o Fórum da Juventude, assinalando também assim o Ano da Juventude da nossa diocese, que na realidade irá durar três anos, conforme anunciado pelo bispo D. Stephen Lee na sua última mensagem de Natal.

Faleceu D. Michael Yeung (1945-2019)

Faleceu D. Michael Yeung

Bispo de Macau envia condolências à diocese de Hong Kong.

D. Michael Yeung, bispo da diocese de Hong Kong, faleceu ontem, pelas 13 horas e 30 minutos, no Hospital Canossa, na ex-colónia britânica. Tinha 73 anos.

Nascido em 1 de Dezembro de 1945, em Xangai, foi ordenado sacerdote a 10 de Junho de 1978. Consagrado bispo a 30 de Agosto de 2014, sucedeu ao cardeal D. John Tong como 9º bispo de Hong Kong.

Ao saber da notícia, D. Stephen Lee, bispo de Macau, enviou a seguinte mensagem ao bispo auxiliar de Hong Kong, D. Joseph Ha OFM: “Querido bispo Ha, soube que nosso amado irmão, o bispo Yeung Ming-cheung, retornou à casa do Pai. Aceitamos a vontade do nosso Deus Pai com sincera tristeza e pedimos ao mesmo Pai compassivo que dê ao nosso irmão bispo a alegria e a paz da vida eterna. Quando soube da triste notícia, senti profundamente a dor da perda do bom pastor da vossa diocese. Oro para que o Senhor consolide o vosso povo e vos dê um Bom Pastor virtuoso e capaz, para que a Diocese continue a prosperar, testemunhe a fé e edifique o reino dos céus. Juntamente com o povo de Deus, na diocese de Macau rezo pelo bispo Yeung, pedindo que a luz do Senhor brilhe sobre ele para sempre e lhe conceda o descanso eterno”.

O bispo D. Stephen Lee vai celebrar uma missa de réquiem na Sé Catedral de Macau, na próxima terça-feira, 8 de Janeiro, pelas 20 horas.

Pedimos aos nossos leitores piedosos que rezem pelo repouso da alma do bispo Yeung. Que o bispo D. Michael Yeung descanse em paz na luz eterna da presença de Deus e do abraço fraterno.

A Redacção

O Clarim esteve com a Missão LX

Jovens são apóstolos em Lisboa

Jovens são apóstolos em Lisboa.

O CLARIM esteve no passado dia 30 de Dezembro com um grupo de voluntários da Missão LX, no Campo Grande, em Lisboa, e foi parte activa de uma actividade de missionação levada a cabo por catorze jovens, provenientes de várias paróquias da capital portuguesa.

Vestidos de verde (a cor da Missão LX), dotados de instrumentos musicais e “acompanhados” por uma imagem de Jesus Cristo feita de papelão, o grupo de jovens foi ao encontro de pessoas no Jardim do Campo Grande, tendo parado largos minutos junto de um espaço infantil. Na algibeira levavam um desafio: saber o que para as pessoas significa a palavra “Missão” e Jesus Cristo.

Mensagem do Santo Padre Francisco para a Celebração do Dia Mundial da Paz ( 1 de Janeiro de 2019)

«A boa política está ao serviço da Paz»

«A boa política está ao serviço da Paz»

  1. «A paz esteja nesta casa!»

Jesus, ao enviar em missão os seus discípulos, disse-lhes: «Em qualquer casa em que entrardes, dizei primeiro: “A paz esteja nesta casa!” E, se lá houver um homem de paz, sobre ele repousará a vossa paz; se não, voltará para vós» (Lc., 10, 5-6).

Oferecer a paz está no coração da missão dos discípulos de Cristo. E esta oferta é feita a todos os homens e mulheres que, no meio dos dramas e violências da história humana, esperam na paz. A «casa», de que fala Jesus, é cada família, cada comunidade, cada país, cada continente, na sua singularidade e história; antes de mais nada, é cada pessoa, sem distinção nem discriminação alguma. E é também a nossa «casa comum»: o planeta onde Deus nos colocou a morar e do qual somos chamados a cuidar com solicitude.

Eis, pois, os meus votos no início do novo ano: «A paz esteja nesta casa!»

2018 – Mensagem de Natal de D. Stephen Lee

2018 – Mensagem de Natal de D. Stephen Lee

Cristo nasceu, chegou a salvação!

Queridos Irmãos e Irmãs em Cristo,

«Eis o teu Rei, o Santo de Israel, que vem salvar o mundo» (Zac 9,9)

O nascimento do Menino Jesus está cheio do esplendor da divindade e de humanidade, e é a esperança da humanidade. O seu nome é “Emanuel” – Deus connosco – o Senhor que veio ao mundo através da Virgem Maria. O seu nascimento não apenas cumpriu as palavras do profeta Isaías, como é a maior libertação que Deus operou em prol da humanidade. A presença pessoal de Jesus Cristo faz-nos sentir que Deus, de facto, caminha connosco e deseja partilhar as nossas alegrias e tristezas.

No final do Sínodo dos Bispos, a 27 de outubro 2018, a Santa Sé divulgou o Documento Final, que propõe orientações importantes para o futuro trabalho de evangelização da Igreja. Há alguns dias atrás, enviei uma carta a todos os jovens partilhando algumas das ideias específicas do Documento que usa a narrativa de São Lucas sobre o encontro dos dois discípulos com Cristo em Emaús (cf. Lc 24, 13-35). As três partes desta secção do Evangelho incluem: «Caminhava com eles», significando «acompanhamento»; «os seus olhos abriram-se», significando «acalentar»; «partiram sem demora», significando «acção».

Família e Fé

Família e Fé

Simplicidade

«Nasceu-vos hoje na cidade de David um Salvador, que é o Cristo Senhor. Isto vos servirá de sinal: encontrareis um Menino envolto em panos e deitado numa manjedoura» (Lc., 2:11-12). Com estas singelas palavras o Anjo comunica aos pastores o sublime acontecimento da Noite de Natal.

Deus acaba de nascer. Vem ao mundo – criado por Ele – e vem para nos salvar. Não vem simplesmente para nos fazer uma visita de cortesia – isso já seria muito! No entanto, para Deus, isso seria muito pouco.

Veio para habitar entre nós. Veio revelar-nos o Seu infinito Amor. Veio para morrer na Cruz e abrir-nos assim as portas do Céu. É que cada um de nós vale muito: sejamos grandes ou pequenos, fortes ou frágeis, nascidos ou ainda por nascer.

Reflexão

Tempo para Deus

Tempo para Deus

A beleza do Natal não cessa de tocar profundamente o nosso coração.

É sempre comovedor contemplar o presépio e ver com os nossos próprios olhos que Deus – que é tão grande, imenso, infinito – Se torna uma criança para que nos aproximemos d’Ele com confiança, com segurança.

Torna-Se uma criança para que O possamos amar, acolher, sem nos assustarmos com o Seu esplendor divino.

Toda a Sua glória fica oculta para que não nos amedrontemos. Para que nos aproximemos sem medo, temor ou algum tipo de receio.

Catarina Martins, Responsável pela Secção Portuguesa da Fundação ajuda à Igreja que sofre (AIS)

«A liberdade religiosa continua a deteriorar-se»

«A liberdade religiosa continua a deteriorar-se».

O relatório sobre a Liberdade Religiosa no Mundo foi apresentado no passado dia 22 de Novembro. O documento mostra que há mais países onde esta liberdade está ameaçada ou não existe, e que a situação se está a deteriorar, inclusivamente na Europa. Catarina Martins, responsável pela secção portuguesa da Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS), que é a entidade que elabora este relatório, em entrevista à Família Cristã fala de uma situação preocupantes em todo o mundo, que apenas melhorou no Iraque e na Síria, uma vez libertos da ocupação do Daesh.

Diocese recolheu testemunhos nas Filipinas

Vencer a distância, aproximando as famílias

Vencer a distância, aproximando as famílias.

O Centro Pastoral Católico da diocese de Macau vai este ano, pela primeira vez, assinalar a Festa da Sagrada Família com uma iniciativa destinada em especial às imigrantes das Filipinas, que não têm a oportunidade de partilhar a quadra natalícia com os filhos.

A 30 de Dezembro, dia que a Igreja Católica consagra à celebração da família e da vida familiar, o Centro Pastoral vai reunir a comunidade filipina com o propósito de assinalar o nascimento de Jesus Cristo num ambiente o mais familiar possível. Durante o evento serão divulgadas mensagens, testemunhos e depoimentos recolhidos nas Filipinas pela diocese de Macau junto de crianças e jovens cujos pais vivem e trabalham no território. «Há muitas pessoas que estão sozinhas em Macau. Muitas são mães que se viram obrigadas a deixar os filhos para trás», referiu o padre Alejandre Vergara. «De forma a reforçar os laços que os unem, durante a celebração vamos emitir entrevistas que fizemos às crianças. As mães dos meninos e meninas que entrevistámos não sabem que estes testemunhos serão transmitidos, mas vamos fazer o que está ao nosso alcance para garantir que estejam presentes nas celebrações», acrescentou o sacerdote, um dos ministros encarregados pela diocese de Macau de dar resposta às necessidades espirituais da comunidade filipina que vive e trabalha na RAEM.

Padre Alejandre Vergara, Superior da Sociedade de Nossa Senhora da Santíssima Trindade em Macau

PADRE ALEJANDRE VERGARA

«A igreja é o primeiro local que os filipinos procuram».

Fundada há sessenta anos, nos Estados Unidos, a Sociedade de Nossa Senhora da Santíssima Trindade foi encarregada pela diocese de Macau de responder às necessidades espirituais da comunidade filipina radicada no território. Em Macau desde 1999, a congregação faz do trabalho de equipa – e de um esforço de coordenação entre sacerdotes, religiosas e leigos – o método de eleição para levar a Palavra de Deus a quem dela mais necessita. A queda do número de vocações é um dos desafios com que a Sociedade se depara. Entrevistamos o Padre Alejandre Vergara.

USJ: Faculdade de estudos religiosos em festa

USJ: FACULDADE DE ESTUDOS RELIGIOSOS EM FESTA

Professor Stephen Morgan lembrou John Henry Newman.

D. Stephen Lee, bispo de Macau, presidiu na passada terça-feira às celebrações do Dia da Faculdade de Estudos Religiosos da Universidade de São José (USJ), naquela que foi a primeira ocasião em que o galês Stephen Morgan orientou a organização da efeméride enquanto responsável pela instituição de ensino.

D. Stephen Lee presidiu à celebração da Eucaristia, o ponto alto do programa comemorativo da efeméride. Antes, o novo director da Faculdade de Estudos Religiosos da USJ proferiu uma palestra inspirada no Evangelho de São João e subordinada ao tema “A Palavra se fez Carne”. Antigo ecónomo da diocese inglesa de Portsmouth e desde Setembro responsável pelo fomento das vocações religiosas no território, o professor Stephen Morgan abordou na sua intervenção o pensamento e a obra de John Henry Newman, teólogo inglês que defendia um maior envolvimento dos leigos e dos fiéis não ordenados na vida da Igreja.

Portugal acolhe jornadas mundiais da juventude 2022

PORTUGAL ACOLHE JORNADAS MUNDIAIS DA JUVENTUDE 2022

Jovens são a prioridade da Igreja nos próximos anos

As Jornadas Mundiais da Juventude de 2022 vão realizar-se em Portugal, nos arredores de Lisboa. A quatro anos de distância, ainda não é lícito que a diocese de Macau venha a estar representada no evento. A possibilidade foi abordada pel’O CLARIM junto do Centro Pastoral Diocesano para a Juventude, que reiterou que a próxima edição do encontro, que se realiza no Panamá entre 23 e 27 de Janeiro, não vai contar com a presença de representantes do território.

Tammy Chio, secretária-geral do Centro Pastoral, adiantou que o organismo foi contactado por dois ou três jovens locais que manifestaram interesse em deslocar-se à América Central, mas a distância e o facto da demanda suscitada pelo certame não ter sido mais expressiva acabam por justificar a ausência de um grupo em representação da Igreja Católica em Macau.

Padre João Eleutério

PADRE JOÃO ELEUTÉRIO

É preciso maturidade eclesial para dar resposta às necessidades.

Uma entidade inteira, mas activa e irreverente. É esta a visão da Igreja que o padre João Eleutério alimenta. O antigo director da Faculdade de Teologia da Universidade de São José regressa a Portugal no final de Janeiro, depois de quase dez anos em Macau. Doutorado em Teologia e em História das Religiões, o sacerdote vai coordenar o programa de doutoramentos da Universidade Católica Portuguesa. Da passagem pela Ásia, o padre João Eleutério leva o registo de uma realidade desafiante e também um enorme capital de esperança. O ainda professor da USJ acredita que o acordo entre a Santa Sé e o Vaticano anunciado em Setembro abre as portas à reconciliação dos católicos chineses e defende que a criatividade do Espírito Santo é o melhor trunfo de que a Igreja dispõe para chegar ao coração dos fieis.