Monthly Archives: September 2017

Dia Nacional da República Popular da China

Liberdade religiosa não acompanha o progresso económico

Liberdade religiosa segue uma longa marcha.

Comemora-se este Domingo, 1 de Outubro, o 68º aniversário da proclamação da República Popular da China, por Mao Zedong. Os padres Mai Lio, Alberto Rossa e João Evangelista Lau partilham a sua visão sobre o país mais populoso do mundo.

O padre Mai Lio, com trabalho missionário no continente chinês, disse a’O CLARIM que a República Popular da China (RPC) registou um grande progresso nas últimas décadas, especialmente em termos económicos.

Novo Deputado é membro da Comissão Diocesana de Infra-Estruturas

Wu Chou Kit entre os nomeados do Chefe

Wu Chou Kit entre os nomeados do Chefe.

Eddie Wu Chou Kit, membro da Comissão Diocesana de Infra-Estruturas, é um dos sete deputados nomeados pelo Chefe do Executivo, Fernando Chui Sai On.

Também membro do Conselho do Planeamento Urbanístico, Wu Chou Kit é formado em engenharia civil e em gestão de empresas. Fez parte da Comissão Eleitoral do Chefe do Executivo, integra o Conselho Consultivo do Ambiente, e é presidente da Associação dos Engenheiros de Macau e da Associação de Estudo de Engenheiros Civil e Estrutural de Macau.

Liberdade de Imprensa e acesso às fontes

LIBERDADE DE IMPRENSA E ACESSO ÀS FONTES

Poderes Judicial e Executivo são maus exemplos.

«O acesso às fontes é uma componente muito importante, diria mesmo fulcral, para que o exercício do jornalismo, o exercício da liberdade de Imprensa, seja sólido, substancial, efectivo e consequente. Estamos, de facto, muito preocupados com esta situação e consideramos ser muito importante que passe a mensagem, junto das instituições, junto dos poderes e junto de várias entidades, de que é importante existir uma cultura assente na prática da transparência», disse a’O CLARIM José Carlos Matias, numa reacção aos resultados do inquérito promovido pela Associação de Imprensa em Português e Inglês de Macau (AIPIM), da qual é presidente, sobre a liberdade de Imprensa e o acesso às fontes no território.

Padre Luís Sequeira pede nova prioridade aos deputados

Interesses pessoais ao invés da identidade de Macau

Identidade de Macau ao invés dos interesses pessoais.

O padre Luís Sequeira espera que os deputados que vão desempenhar funções nos próximos quatro anos na Assembleia Legislativa se preocupem em defender a identidade de Macau, em vez de estarem mais preocupados com os seus interesses pessoais.

«A cultura, a dimensão das humanidades, das artes, a dimensão espiritual, no seu sentido mais lato, deve contrabalançar o excessivo e a obsessão pelo material. Se isso não for feito vem a seguir o problema da identidade de Macau: como vamos ajudar os mais pequenos ou a população a amar a História de Macau?

Cursos de Línguas dos Textos Sagrados na Universidade de São José

Mais Latim e a novidade Hebraico Bíblico

Mais Latim e a novidade Hebraico Bíblico.

A Universidade de São José (USJ) abriu as inscrições para os cursos de Latim Básico I, Hebraico Bíblico I e Latim Intermédio I. «Dado o sucesso do nosso curso de Latim Básico e a procura dos próprios alunos, a USJ disponibiliza agora o nível intermédio de Latim para aqueles que terminaram os cursos básicos ou já estudaram Latim», disse a’O CLARIM Roberto Ceolin, professor-assistente de línguas ancestrais da Faculdade de Estudos Religiosos da USJ.

Capa 29-09-17

Capa 29-09-17

Os Homens do Império Sombra – 1

O Estado de Arracão e os portugueses

O Estado de Arracão e os portugueses

Agora que o Myanmar – país que é, na realidade, uma manta de retalhos de diferentes etnias – está no centro de todas as atenções devido à corrente crise dos refugiados Rohingya e às aspirações independentistas na província do Arracão, factos que reacendem conflitos com longa história, importa recordar o papel desempenhado por uma série de protagonistas portugueses – dois deles eleitos reis locais – que nessa região viveram entre os séculos XVI e XVII. Eram os verdadeiros representantes do denominado Império Sombra acerca do qual O CLARIM falou com o historiador Manuel Lobato, do Instituto de Investigação Científica Tropical.

O “mundo maravilhoso” da Internet

O “mundo maravilhoso” da Internet

O “mundo maravilhoso” da Internet

No universo fantástico e assustador da cibernética, em que algumas ferramentas globais de intercomunicação permitem, a elaborados informáticos, traçar perfis dos milhares de milhões dos seus utilizadores, utilizando sofisticados algoritmos que nos colocam ao alcance de todo o tipo de influências inseridas nas comunicações que chegam ao nosso conhecimento, a informação fácil e repentista, proporcionada por estes novos veículos de comunicação, obriga-nos a um esforço suplementar da procura da verdade.

Filosofia, uma dentada de cada vez (33)

Como é que a Filosofia nos ajuda a analisar os problemas?

Como é que a Filosofia nos ajuda a analisar os problemas?

Resolver problemas é algo que fazemos todos os dias: em casa, no trabalho ou na escola, na igreja, no meio social em que nos inserimos… Quando temos um problema tentamos encontrar uma explicação: porque é que isto aconteceu? Podem surgir discussões devido a opiniões conflituosas. Mas se ouvirmos com mais atenção os argumentos de cada uma das partes poderemos ver que muitas das razões apresentadas são compatíveis umas com as outras. O único problema é que são apresentadas como “causas”. E é aqui onde as dificuldades por vezes se encontram. Porque nem todas as explicações e argumentos apresentados são causas.

Fórmula 1 – Época de 2017

Sepang e Suzuka, o touro espreita

Sepang e Suzuka, o touro espreita

Nos próximos dias 1 e 8 de Outubro disputam-se os Grandes Prémios da Malásia e do Japão, respectivamente – dois circuitos onde as diferenças são visíveis e que fecham a digressão asiática da Fórmula 1 este ano; ambos são “favoritos” de todos os pilotos, mesmo os das fórmulas mais pequenas que ali se disputam.

O Circuito de Sepang foi inaugurado em 1999, no tempo do Primeiro-Ministro Mahathir Mohamad, sempre com o objectivo de colocar a Malásia no mapa político e industrial da região.

Família e Fé

Existe fé sem obras?

Existe fé sem obras?

Todos nós, alguma vez, teremos ouvido um comentário semelhante a este de uns pais em relação ao seu filho:

O rapaz até é bastante inteligente. O problema é que, como se distrai com facilidade, os testes não lhe correm nada bem. Isso é o que explica que ele não consiga tirar boas notas.

Cismas, Reformas e Divisões na Igreja – XXXVI

O Utraquismo

O Utraquismo

O termo “utraquismo” deriva do Latim “sub utraque specie”, ou seja, “em ambas as espécies”, sendo, pois, de matriz eucarística. É, com efeito, uma corrente de pensamento cristão que afirma que a Eucaristia deve sempre ser administrada a todos os fiéis em “ambas as espécies”, ou seja, em pão e em vinho. Na prática, tradicionalmente apenas os sacerdotes bebem o vinho consagrado durante a celebração, ministrando o pão. Mas mais do que uma corrente, falamos aqui de uma corrente reformadora da Igreja, que dela se afastou no século XV, na herança do legado de João Huss.

Cartas do Bornéu – 30

Piões e sopa de ninhos-de-andorinha

Piões e sopa de ninhos-de-andorinha

Em Kuching, a dita “cidade dos gatos”, cabeça do Bornéu, o clima é quente e húmido e os duriões degustam-se no exterior e jamais dentro dos carros de aluguer, pois há um custo acrescido, para limpeza do veículo, aplicável aos prevaricadores. Embora pareça exigência exagerada, a verdade é que o odor desse fruto é de tal forma pungente que durante vários dias, semanas até, se mantém impregnado nos estofos, no tabliê e até na bagageira, sítio onde muito provavelmente o incauto condutor decidirá arrecadar tão espinhoso fruto pensando poder, desse modo, ver-se livre do pivete.

D. Manuel Marins, Bispo-Émerito de Setúbal (1927-2017)

Antigo prelado defendia sociedade fraterna e solidária

Antigo prelado defendia sociedade fraterna e solidária

O bispo de Setúbal recordou, na passada quarta-feira, durante a missa exequial de D. Manuel Martins – primeiro responsável pela diocese sadina – o «sonho de uma sociedade fraterna e solidária» do seu antecessor.

«Ergueu a voz em denúncia das atitudes, políticas e economias que se esquecem dos milhões de pessoas, sobretudo dos mais frágeis e indefesos», disse D. José Ornelas, na homilia da celebração que decorreu no Mosteiro de Leça do Balio, terra natal do bispo que faleceu no passado Domingo, aos 90 anos de idade.

Conhecer as Leis de Macau

Lei n.º 8/2017 (Alteração ao Código Penal) – III - Parte 1

Lei n.º 8/2017 (Alteração ao Código Penal) – III – Parte 1

Considerando que a versão anterior do Código Penal não previa uma regulamentação específica respeitante aos actos de importunação sexual que impliquem contacto físico, no intuito de colmatar essa lacuna, dar resposta às expectativas da sociedade, reforçar a protecção penal da vítima de importunação sexual e melhor salvaguardar a ordem social, foi introduzido na Lei n.º 8/2017 (Alteração ao Código Penal) o “crime de importunação sexual” (artigo 164.º-A), para que sejam criminalizados os comportamentos de “ofensa indecente” que não só se traduzam na prática de contactos físicos de natureza sexual, como também perturbem a vítima. Apresenta-se a seguir o respectivo conteúdo.