Rejeitar a «ambição» na Igreja

Papa lança apelo ao Clero

Rejeitar a «ambição» na Igreja

O Papa alertou, na passada terça-feira, para a tentação da «ambição» na vida da Igreja, que leva à «mundanidade».

«Por exemplo, as lutas nas paróquias. “Eu quero ser presidente desta associação, quero promover-me um pouco”. Quem é o maior, aqui? Quem é o maior nesta paróquia?», exemplificou, na homilia da missa a que presidiu na capela da casa de Santa Marta.

Francisco partiu de uma passagem do Evangelho em que se retratam os discípulos em discussão sobre quem seria o mais importante, sublinhando que eles eram «pessoas boas», mas «não sabiam que o caminho do serviço ao Senhor não era assim tão fácil, não era como filiar-se numa organização, numa associação de beneficência, para fazer o bem».

«A tentação da mundanidade: desde o momento que a Igreja é Igreja e até hoje isto aconteceu, acontece e acontecerá», acrescentou.

O Papa pediu que os sacerdotes não ambicionem determinadas paróquias, considerando que esta visão corresponde ao «caminho da vaidade, da mundanidade».

«Inclusive entre nós, bispos, acontece o mesmo: a mundanidade chega como tentação. “Eu estou nesta diocese, mas estou de olho naquela, porque é mais importante, e articulo, procurando influências, faço pressão, empurro aqui para chegar lá”», advertiu.

O Papa concluiu com uma oração para que Jesus liberte os católicos «das ambições, da mundanidade» e de se julgarem «maiores que os outros».

«Que o Senhor nos dê a graça da vergonha, aquela santa vergonha, quando nos encontrarmos nesta situação, diante da tentação», apelou.

 

Curso para o matrimónio

O Vaticano, através do Tribunal Apostólico da Rota Romana, está a promover desde quarta-feira um curso sobre o novo processo matrimonial para párocos, no Palácio da Chancelaria, em Roma.

Do programa enviado à Agência ECCLESIA pelo Tribunal Apostólico da Rota Romana destaca-se a audiência com o Papa Francisco no último dia do curso, amanhã, dia 25 de Fevereiro.

O curso para párocos sobre o novo processo matrimonial contempla conferências e apresentação de temas, tarefas em grupo e momentos para perguntas.

O curso é traduzido em simultâneo para Inglês e Espanhol e os exercícios práticos são realizados nestas duas línguas e ainda em Italiano e Francês.

A Rota Romana é o tribunal ordinário da Santa Sé para julgar processos de apelo ao Romano Pontífice, que julga, em segunda instância, as causas dos tribunais ordinários e remetidas em apelo à Santa Sé, e também, em terceira e última instância, as causas julgadas por ele próprio e por outros tribunais eclesiásticos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *