Jornal O Clarim

Semanário Católico de Macau

Instituto Ricci promove concerto solidário
Destaque Todas as Categorias

Ernesto Mauricio Corpus e Yang Jing vão actuar na Igreja de São José

Instituto Ricci promove concerto solidário.

A igreja do Seminário de São José acolhe ao início da noite da próxima sexta-feira, 22 de Fevereiro, o concerto de caridade “Amizade Verdadeira – Uma Montanha Reflectida num Lago”, uma iniciativa promovida pelo Instituto Ricci de Macau com o duplo objectivo de recolher donativos para a reconstituição do acervo bibliotecário do organismo e de angariar fundos que se destinam a financiar as iniciativas conduzidas pela Casa Ricci, tanto no território como na República Popular da China.

Com entrada gratuita, o concerto traz à RAEM o organista filipino Ernesto Mauricio Corpus e a solista de pipa sino-helvética Yang Jing, para uma performance que propõe uma rara confluência entre a música sacra e a tradição musical do Oriente. «O certame de 22 de Fevereiro oferece uma oportunidade única de se assistir a um concerto que combina um dos mais emblemáticos instrumentos musicais chineses, a pipa, e o órgão da tradição musical ocidental», explicou a’O CLARIMo vice-director do Instituto Ricci, Jaroslaw Duraj.

«O concerto, que tem uma importante faceta solidária, é organizado entre o Instituto Ricci de Macau e os Serviços Sociais da Casa Ricci. Os donativos angariados serão consignados em parte à reconstrução da livraria do Instituto, que ficou totalmente destruída aquando da passagem do tufão Hato por Macau e em parte ao financiamento dos mecanismos de acção social desenvolvidos pela Casa Ricci junto dos pobres e desfavorecidos da República Popular da China», acrescentou o religioso polaco.

Nascido em Manila, Ernesto Maurice Corpus mudou-se para Hong Kong com a família aos quatro anos e foi na antiga colónia britânica que enveredou primeiro pelo estudo e depois pela composição musical. Tido como um dos músicos mais completos da vizinha Região Administrativa Especial, Ernie Corpus venceu a edição do “1992 Yamaha Electone International Festival”.

Organista com uma grande reputação internacional, Corpus gravou uma dezena de álbuns e colaborou com artistas como Anita Mui e entidades como a Orquestra Filarmónica de Hong Kong. Depois de décadas de dedicação à música, estreou-se recentemente como actor numa telenovela produzida pela TVB-Jade, a emissora televisiva de maior audiência em Hong Kong.

Ernie Corpus vai dividir o palco com Yang Jing, uma das mais afamadas solistas de pipa da actualidade. Nascida na República Popular da China em 1964, Yang começou a aprender música tradicional chinesa aos seis anos de idade e aos doze, na recta final da Revolução Cultural, integrou o ensemble de Ópera Chinesa da província de Henan, um dos mais conceituados do País. Licenciada em música, composição e organologia pelo Conservatório de Música de Xangai, Yang foi entre 1986 e 1998 a solista de pipa da Orquestra Tradicional Central da China.

Em 2000, a artista passou a viver em permanência na Suiça, onde aprofundou o estudo da tradição musical ocidental, que procurou adaptar à pipa. Um conhecimento profundo quer da tradição musical chinesa, quer das especificidades da música ocidental, fazem dos recitais em que Yang Jing toma parte “uma experiência musical que transcende fronteiras”, de acordo com um comunicado do Instituto Ricci de Macau.

Marco Carvalho

LEAVE A RESPONSE

Your email address will not be published. Required fields are marked *