Jornal O Clarim

Semanário Católico de Macau

D. Javier Echevarría Rodrígues
Destaque Todas as Categorias

D. Javier Echevarría Rodríguez (1932-2016)

Pelo trabalho santificou.

Faleceu na passada segunda-feira em Roma o bispo D. Javier Echevarría Rodrígues, prelado do Opus Dei, após ser hospitalizado devido a uma infecção pulmonar. Tinha 84 anos de idade.

«Desejo dar a conhecer-vos e a todos os membros desta Prelatura as minhas mais profundas condolências, ao mesmo tempo que me uno à vossa acção de dar graças a Deus pelo seu testemunho paterno e generoso da sua vida sacerdotal e episcopal», escreveu o Papa Francisco, num telegrama enviado para expressar a sua profunda compaixão aos membros e ao vigário auxiliar do Opus Dei, Fernando Ocáriz Braña.

O trabalho pastoral de D. Echevarría foi enaltecido pelo director d’O CLARIM e membro da Prelatura, padre José Mario Mandía: «Durante 22 anos trabalhou para continuar e fazer crescer o trabalho apostólico, particularmente aquele que fortalece as famílias, a formação de jovens, a assistência aos necessitados e a formação de sacerdotes de toda a parte do mundo».

Quanto ao futuro imediato, sustentou que «os estatutos da Prelatura prevêem uma transição suave para o próximo Prelado», acrescentando que «o Opus Dei irá continuar o trabalho de ensinar os cristãos comuns de todas as idades, condições físicas, ocupações, posições sociais e formação educacional, a serem santos na sua vida quotidiana e ajudá-los – um por um – a responder aos novos desafios de um mundo em constante mudança».

«O bispo Echevarría, seguindo São Josemaría [fundador a Opus Dei], foi um homem de profunda devoção, paternal e cheio de amor e fé por todas as almas, encorajando sempre todos a se unirem em torno do Papa», vincou o padre Mandía.

A directora do “Jingdou Language Centre”, direccionado para mulheres de Macau, recordou as duas vezes em que D. Echevarría visitou o território: «Foi em 1996 e em 2008, coincidentemente anos do rato. Em ambas as ocasiões lembro-me dele sempre com grande interesse por cada pessoa que lhe dizia algo, ao que ele relacionava uma consideração espiritual».

«Também queria ver-nos muitas vezes caso fosse possível, especialmente sendo as suas viagens a Macau de apenas um dia. Foi sempre muito encorajador, positivo e podíamos sentir o seu amor profundo por Deus, não só através das suas palavras, como também das suas acções», acrescentou Peggy Gu Munarriz.

Segundo a “Catholic Agency News”, «a Opus Dei afirmou que o governo ordinário da Prelatura recai agora em D. Ocáriz», que «tem de convocar um congresso da comunidade [Prelatura] dentro de três meses para nomear um sucessor do bispo Echevarría, que tem de ser confirmado pelo Papa».

PEDRO DANIEL OLIVEIRA

pedrodanielhk@hotmail.com

LEAVE A RESPONSE

Your email address will not be published. Required fields are marked *