Ajuda de Macau dá frutos

Peregrinação à Índia e ao Nepal na conclusão do Ano da Misericórdia

Ajuda de Macau dá frutos.

Um grupo de 29 pessoas de Macau, de Hong Kong e da China continental, liderado pelo padre Jojo Ancheril, deslocou-se em peregrinação à Índia e ao Nepal, onde entre 21 de Novembro e 7 de Dezembro visitou alguns lugares sagrados e prestou auxílio aos mais carenciados.

«Fomos em peregrinação como parte da conclusão do Ano da Misericórdia. O propósito da nossa viagem foi visitar os locais de peregrinação de São Francisco Xavier e do apóstolo São Tomé.

Efectuámos também alguns intercâmbios culturais, participando num casamento indiano e no dia paroquial da minha igreja [de São Francisco Xavier, em Pothanicad, Kerala], além de visitarmos algumas pessoas menos privilegiadas e apoiadas (como frutos do Ano da Misericórdia)», disse a’O CLARIM o padre Jojo Ancheril, pároco da igreja de São Lourenço.

Na Índia o grupo rezou, descansou e visitou pessoas com deficiência mental, leprosos e órfãos, enquanto no Nepal passou mais tempo com órfãos e famílias que receberam ajuda de Macau e de Hong Kong após o devastador sismo ocorrido em Abril de 2014.

«Desta vez pudemos ver os frutos na nossa ajuda de apoio ao Nepal. Com a generosa contribuição das pessoas de Macau e de Hong Kong fomos capazes de reconstruir 23 casas em Wasbang e também de encontrá-los [os habitantes] pessoalmente, bem como poder ver e perceber o trabalho que fizemos. Pediram-nos também ajuda para estabelecermos uma pequena clínica, luzes solares e apoio para a educação», explicou o sacerdote claretiano.

«Contactámos ainda com diferentes pessoas e ONG [Organizações Não Governamentais]. A maior parte da nossa ajuda naquela área foi executada pela “Nepal Happiness Society”, “Little Flower Society” e “Bangalore Cares for Nepal”», referiu.

«Houve muitas mudanças e melhorias desde a nossa última visita. Da última vez conseguimos encontrar cerca de cinquenta a sessenta pessoas, enquanto desta vez foi um grupo de 350 a 400 pessoas. Ficaram muito felizes e agradecidas por toda a ajuda prestada. Adoptámos também dez crianças de Wasbang e ficámos tocados e edificados pelos talentos que Deus lhes deu», acrescentou.

Após a estadia no Nepal e de saber as condições de vida das pessoas, o grupo prometeu tomar conta de mais vinte crianças pobres que vivem nas ruas ou de órfãos de variadas parte do País.

«Em 2017 vamos ajudar trinta crianças, sendo dez de Wasbang e vinte de várias partes do Nepal, mediante cooperação com a “Nepal Happiness Society”. Vamos ainda continuar a apoiar Wasbang de modo a torná-la numa povoação-modelo», concluiu o padre Ancheril.

PEDRO DANIEL OLIVEIRA

pedrodanielhk@hotmail.com

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *