CHINA Polícia prende dois sacerdotes

China

Polícia prende dois sacerdotes

A Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) divulgou, na última terça-feira, que a polícia chinesa prendeu dois sacerdotes que pertencem à denominada “Igreja clandestina” (fiel a Roma), depois da Eucaristia do passado Domingo, 22 de Março, em Mudanjiang, no Nordeste da China.

A chamada “Igreja clandestina” não é reconhecida pelo Governo de Pequim e desta forma, os dois padres, detidos depois da missa dominical, são considerados criminosos pelo regime, uma vez que estavam a desempenhar acções ilegais, contextualiza a AIS.

Segundo a fundação pontifícia em Portugal, «actualmente desconhece-se» onde foram detidos os sacerdotes Shaoyun Quan, de 41 anos, e Jianyou Cao, de 43.

 

Índia

Duas igrejas foram vandalizadas na Índia, no passado fim-de-semana, naquele que alegadamente terá sido mais um episódio de violência cometida por radicais hindus contra as comunidades islâmicas do País.

Em declarações à Rádio Vaticano, o bispo de Bombaim, D. Oswald Gracias, mostrou-se «magoado e triste» pelo sucedido, considerando os dois incidentes «maliciosos e perniciosos».

Segundo o serviço informativo da Santa Sé, «três homens mascarados entraram sábado de manhã na igreja católica de São Jorge, em New Panvel, no distrito de Mumbai, e partiram o vidro protector da estátua do padroeiro».

Na sexta-feira (20 de Março), outro grupo entrou na catedral de Jabalpur, no distrito de Madhya Pradesh, e também provocou estragos um pouco por todo o templo.

Neste caso, a acção das pessoas envolvidas, ainda não identificadas, ficou registada através das câmaras de videovigilância da catedral.

In ECCLESIA

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *