CÁRITAS PRETENDE COLABORAR COM UNIVERSIDADE DE GUAM

Cáritas pretende colaborar com Universidade de Guam

Aprender a ser independente.

O secretário-geral da Cáritas Macau, Paul Pun, pretende estabelecer um programa de colaboração com a Universidade de Guam relacionado com a gestão de serviços que não dependem do Governo.

«A ideia é que os alunos venham à Cáritas Macau e tenham a perspectiva de como gerir serviços cooperando com o Governo, e serviços que não precisam de ser financiados pelo mesmo», explicou a’O CLARIM Paul Pun, após uma recente visita à universidade onde se formou.

«Estive com o professor que me deu a primeira oportunidade educativa, porque há muito, muito tempo, a madre Maria e o padre Ruiz decidiram enviar-me para estudar em Guam, dado que naquele tempo não havia universidade em Macau», sublinhou, em alusão à deslocação à ilha situada na extremidade sul das Ilhas Marianas, no Oceano Pacífico.

«Claro que já tinha alguns anos de experiência em Macau antes de ir para lá. Desta vez, tive a oportunidade de falar com os estudantes e de partilhar com eles os nossos pontos de vista e ideias», frisou, acrescentando haver «algumas similaridades entre ambas as regiões», tais como «culturais e o facto de ambas serem sociedades com base cristã, tal como Macau foi no passado e ainda continua a ser».

A 6 de Março de 1521, durante a viagem de circunavegação, o explorador português Fernando de Magalhães tornou-se no primeiro europeu a visitar Guam.

P.D.O.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *