Onde param Peter Dumbreck, Ricardo Maurício e Henrique Bernoldi?

Foi há 20 anos

Foi há 20 anos

Onde estão, o que fizeram e no que se tornaram os três pilotos da Fórmula 3 que subiram ao pódio do Grande Prémio de Macau há vinte anos? Em primeiro lugar ficou Peter Dumbreck, britânico; em segundo, Ricardo Maurício, brasileiro; e em terceiro, Enrique Bernoldi, também brasileiro.

Peter Dumbreck, depois de ter dominado como quis a Fórmula Vauxhall britânica em 1997/98, ter vencido o campeonato japonês de Fórmula 3 (com oito vitórias em dez provas) e o Grande Prémio de Macau, foi à conquista do mundo com os sport-protótipos da Mercedes no Mundial de Resistência da FIA.

Foi o segundo de dois pilotos da marca alemã (o primeiro foi Mark Webber) a executar, a trezentos quilómetros por hora, um prefeito “loop” na famosa “corvette” de Le Mans durante os treinos para as 24 horas. Nenhum dos pilotos sofreu qualquer dano físico, mas a marca de Estugarda, uma vez mais, abandonou a mítica prova francesa.

Peter Dumbreck disputou o DTM – o campeonato de carros de turismo da Alemanha – pela Mercedes, entre 2000 e 2002. Passou para a Opel, onde ficou de 2002 a 2004, e sofreu outro mega-acidente sem grandes danos físicos. Regressou ao Japão na categoria Super GT, tendo vencido no Monte Fuji. Em 2017 esmagou o recorde da volta mais rápida em Nurburgring, com um Supercar NIO EP9, totalmente eléctrico, fabricado na China.

Já Ricardo Maurício, depois de rodar vários anos nas fórmulas de acesso no Brasil, passou pela Fórmula 3 britânica em 1997, com um Tom’s Toyota. Nesse ano veio a Macau, mas não terminou a prova. Continuou a carreira no Japão e voltou a Macau no ano seguinte, tendo acabado em segundo lugar. Depois de uma experiência falhada na F3000, inscreveu-se na Fórmula 3 em Espanha e venceu o campeonato com o patrocínio da Marlboro. Apesar do seu sucesso, regressou ao país-natal em 2004.

No Brasil, Ricardo Maurício conduziu de tudo um pouco. Passou pelo campeonato GT3 do Brasil, foi piloto de Stock Cars no Brasil e nos Estados Unidos, e participou em algumas corridas no famoso American World of Outlaws. Venceu também o campeonato de turismos da Argentina em 2009. Quanto a Enrique Bernoldi, alcançou o terceiro lugar no Grande Prémio de Macau em 1997 e 1998, depois de ter vencido a Fórmula Renault Europa, com nove vitórias em onze corridas do campeonato, em 1996.

Ricardo Maurício disputou o Campeonato Internacional de Fórmula 3000 em 1999 e 2000, tendo competido na Fórmula 1 em 2001 e 2002 com a pouco competitiva Orange Arrows. Em 2008 passou pela Indy Car, em 2009 pela Superleague Fórmula, e em 2014 e 2015 pelo campeonato de Stock Cars do Brasil.

M.S.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *