Coreia do Norte envia Delegação ao Sul

COREIA DO NORTE ENVIA DELEGAÇÃO AO SUL

Depois dos Olímpicos, os Paraolímpicos

A Coreia do Sul anunciou, na passada quarta-feira, que o Norte vai mandar uma delegação aos Jogos Paraolímpicos de PyeongChang, em Março, indicou o Ministério da Unificação sul-coreano.

De acordo com um comunicado sul-coreano, a informação foi transmitida durante as conversações entre as duas delegações, reunidas na zona sul da fronteira militarizada que separa os dois países.

O Ministério da Unificação indicou que Seul e Pyongyang vão realizar novas conversações sobre a composição da delegação do Norte aos Jogos Paraolímpicos, de 9 a 18 de Março, em PyeongChang.

Antes, um porta-voz do Ministério da Unificação sul-coreano, Bak Tae-hyun, tinha afirmado que Seul vai garantir que a presença de uma equipa de hóquei no gelo feminina conjunta com o Norte em PyeongChang não tenha qualquer impacto negativo nas jogadoras sul-coreanas.

Bak disse que o Governo estava consciente da preocupação do público em relação à integração de jogadoras norte-coreanas que poderiam ocupar o lugar de sul-coreanas, responsáveis pela consolidação da equipa.

A Coreia do Sul quer que o Comité Olímpico Internacional autorize a integração de jogadoras norte-coreanas na equipa de hóquei do gelo do Sul. Esta seria a primeira equipa unida das Coreias a participar nos Jogos Olímpicos.

Este foi o terceiro encontro das duas Coreias em menos de dez dias para debater a participação do Norte nos Jogos Olímpicos de PyeongChang, no próximo mês.

Na semana passada, Pyongyang concordou em enviar uma delegação aos Jogos Olímpicos, num gesto conciliatório depois de um ano de forte tensão devido aos testes nucleares e de mísseis norte-coreanos.

As propostas incluem uma equipa de hóquei feminino conjunta e entrar ao mesmo tempo na cerimónia de abertura.

No início desta semana, as delegações tinha chegado a acordo sobre a actuação no Sul de oitenta músicos e sessenta cantores e bailarinos norte-coreanos, durante os Jogos.

Após meses de tensões, o dirigente norte-coreano Kim Jong-un surpreendeu o mundo ao falar, a 1 de Janeiro, na possível presença norte-coreana em PyeongChang. Seul respondeu rapidamente a este gesto do Norte.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *