Missionários Filipinos identificam problemas dos Imigrantes

MISSIONÁRIOS FILIPINOS IDENTIFICAM PROBLEMAS DOS IMIGRANTES

Solidão, precariedade e baixos rendimentos.

Um grupo de padres e religiosas das Filipinas a viver em Macau reuniu-se, a 26 de Maio, no Centro Pastoral Católico, com o objectivo de trocar experiências e perceber quais as dificuldades por que passam as pessoas que servem no dia-a-dia.

Um dos desafios é saber como lidar com as situações ou problemas que afectam as várias comunidades de imigrantes no território, uma vez que não servem apenas filipinos, mas também vietnamitas, indonésios, timorenses e nepaleses, entre outros.

«Um dos problemas é muitos deles sentirem-se sozinhos e incompreendidos, ou até com pouco apoio da comunidade ou da sociedade. Estão longe dos países de origem e muitas vezes sem os familiares cá. Por isso não têm quem lhes dê apoio», disse a’O CLARIM a irmã Maria Rosa Viloria, que esteve presente no encontro.

Há também quem se debata com problemas de saúde, com dificuldades financeiras e com problemas domésticos e de relacionamento. «Muitas vezes ganham muito pouco para o custo de vida. Mesmo assim não têm outra alternativa, pois têm famílias para sustentar», acrescentou a religiosa das Irmãs de Nossa Senhora da Caridade do Bom Pastor, que realçou a importância do trabalho missionário junto destas comunidades, por forma a dar algum conforto a quem passa por dificuldades, por vezes extremas.

P.D.O.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *