Apelo urgente dos Salesianos sobre a Guerra na Síria chega a Macau

Contra a manipulação de informação do Ocidente

Contra a manipulação de informação do Ocidente.

Num apelo urgente tornado público recentemente, o padre Mounir Hanachi, reitor do Oratório dos Salesianos em Damasco (Síria), deseja “quebrar o silêncio absoluto sobre a tragédia que o povo sírio está a viver, já sem falar na manipulação de informação por parte de variadíssimos Órgãos de Comunicação Social do Ocidente”.

A missiva foi escrita enquanto a capital síria passava por momentos de grande dificuldade, à imagem do que tem sucedido nos últimos sete anos de guerra na Síria.

Segundo o padre Hanachi, o sofrimento tem sido maior ultimamente, dado que muitos mísseis e morteiros estão a ser lançados para a capital, através de Ghouta, uma zona da periferia de Damasco lotada de jihadistas do ISIS e de muitos outros grupos fundamentalistas islâmicos que estão a tentar que a Síria seja parte do seu califado.

«Muitos mísseis estão a causar um grande número de mortes, de crianças e civis, e muitas escolas estão agora encerradas. Um cessar-fogo foi ordenado em Damasco. As pessoas e as crianças estão feridas de medo. Também nós, do Oratório salesiano, suspendemos todas as actividades. Os jovens chegam geralmente ao Oratório de autocarro, mas é muito arriscado atravessarem a cidade desta maneira», descreveu o padre salesiano.

«Pedimos a todos que permanecessem nas suas casas até haver uma melhoria da situação, o que não parece estar muito próximo», sublinhou o sacerdote, razão pela qual deixou o seguinte apelo: «Espero que a minha voz chegue a todos vós».

«Peço a todos vós, queridos amigos, durante este período da Quaresma, um momento de oração e retorno a Deus, o Pai. Que o sol da ressurreição brilhe sobre os corações daqueles que estão no poder e faça com que restaurem a paz nesta terra que foi muito golpeada», referiu, acrescentando: «Continuamos a apoiar as famílias em dificuldade».

A’O CLARIM, o padre Fausto Gomez, docente da Universidade de São José, disse que leu «com amor fraterno a penetrante carta de Damasco, do padre Mounir Hanachi, que pedia as orações de todos nós». «Juntamente com muitos outros irmãos e irmãs, recordamos as muitas vítimas inocentes e também os perseguidores e os responsáveis pela terrível guerra na Síria», frisou o dominicano, lembrando que «precisamente hoje [ontem], quinta-feira, lemos na segunda leitura do Ofício Divino estas palavras de Tertuliano: “Somente a oração é que conquista Deus”».

PEDRO DANIEL OLIVEIRA

pedrodanielhk@hotmail.com

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *