Agente de Rui Águas em Macau a pensar na China

Eduardo Varela Matos

Plataforma também para o futebol.

O intermediário registado na Federação Portuguesa de Futebol e agente do treinador português Rui Águas, Eduardo Varela Matos, encontra-se em Macau onde tem encetado contactos com vista à colocação do ex-técnico de Cabo Verde num clube da China continental, sem descurar a hipótese do também ex-jogador do Sport Lisboa e Benfica e do Futebol Clube do Porto orientar a Selecção da RPC.

Eduardo Matos preferiu vir primeiro a Macau, sendo esta uma oportunidade para fazer a ponte para o interior da China. «Para mim não fazia sentido de outra forma, dado que o mercado chinês, embora esteja muito receptivo e com uma estratégia de enorme crescimento no futebol, continua de certa forma fechado», justificou a’O CLARIM.

«Caso surja algum projecto sólido a longo prazo, certamente que o Rui Águas estará receptivo, pois tem o grande objectivo de vir para a China, onde sabe que está o futuro do futebol mundial. Ele não tem dúvidas que o futebol chinês pode ter uma evolução muito grande, ao ponto de poder ombrear com os clubes europeus de nomeada e com as melhores selecções do mundo», explicou Eduardo Matos.

«O Rui Águas é um técnico competentíssimo. Ao serviço de Cabo Verde conseguiu, pela primeira vez na história da Selecção, que fosse apurada para a fase final da CAN [Taça das Nações Africanas], sem perder nenhum jogo na fase de qualificação», frisou o agente do técnico português.

«Além deste feito conseguiu em dois anos que Cabo Verde subisse do 98º para o 31º lugar do ranking mundial da FIFA», descreveu, elogiando o «trabalho louvável» do treinador português, apesar das «dificuldades» e da qualidade «da equipa com que se deparou quando ele foi para lá».

«Só com muito esforço, muito empenho e motivação, aliada a uma grande capacidade técnica dentro das quatro linhas, é que se conseguem resultados destes», vincou Eduardo Matos, adiantando que o técnico «tem convites para treinar vários clubes africanos» e «uma selecção» do mesmo continente.

Rui Águas notabilizou-se como jogador ao serviço do SL Benfica e do FC Porto, tendo ainda defendido as cores dos italianos da Reggiana. Vestiu a camisola das Quinas em 31 ocasiões, marcando dez golos. Representou Portugal no Mundial de Futebol, no México 86.

Dois anos depois perdeu para o PSV Eindhoven a final da Taça dos Campeões Europeus (actual Liga dos Campeões), na marcação de grandes penalidades. É filho do lendário atacante do SL Benfica e da Selecção Nacional, José Águas.

PEDRO DANIEL OLIVEIRA

pedrodanielhk@hotmail.com

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *