Como podemos ajudar

Síria, A Verdadeira História (16)

Como podemos ajudar

Entre os nossos cristãos dão-se milagres deste género todos os dias – milagres de fé, milagres que acontecem por todo o lado. Deus faz milagres entre nós diariamente, mas o problema é que não os vemos porque estamos muito entretidos com outras coisas.

A força destes cristãos, destes mártires, destes confessores da fé, com certeza que vem de uma graça especial, vinda de Deus. Graça que resulta das suas orações. Confiem e tenham esperança nas vossas orações! Quando alguém sai desse lugar, mesmo que possam perguntar-lhes muitas coisas, eles apenas dizem: “Peçam ao mundo que reze”. É isto o que eles pedem. E esse acto (rezar) não custa nada, todos nós podemos fazê-lo, mantendo as coisas em acção. Esta é a primeira maneira de os ajudar: rezando.

A segunda forma de os ajudar é espalhar a palavra (as notícias). Deixem os outros saber o que está a acontecer. Temos duas páginas no Facebook. A primeira “S.O.S. Cristianos en Síria” (Socorram os Cristãos da Síria) e a segunda “Amigos de Irak” (Amigos do Iraque). Colocamos notícias sobre as perseguições aos cristãos, sobre o que está a acontecer, historietas dos nossos paroquianos ou dos nossos cristãos. Espalhem pelo mundo, de forma a que mais gente possa rezar e ajudar.

Em terceiro lugar, ajudem e colaborem como puderem. Dessa forma penso que ganham consciência de que estão a ajudar os cristãos originários desta terra, pois eles necessitam desesperadamente de auxílio.

A Cristandade está desaparecer nestes países. E tal poderá ser um problema grave para os países do Ocidente. É da nossa responsabilidade não deixar a Cristandade desaparecer. Temos que os ajudar de modo a que possam continuar a resistir, onde quer que se encontrem presentemente.

Vejam este símbolo. É a letra “nun”, uma letra em Arábico e a primeira da palavra “Nasram”, que significa “Nazareno”. Os cristãos são assim chamados pelos muçulmanos, porque é assim que está escrito no Corão. “Os Nazarenos”, é como eles nos chamam.

É por isso que, especialmente os grupos mais extremistas, como o Estado Islâmico, quando entram nas vilas, cidades, bairros urbanos, marcam as casas dos cristãos com a letra “nun”. Marcam as casas para indicar onde devem voltar para matar. De alguma forma este caracter tornou-se no símbolo da perseguição aos cristãos.

Gostaria agora de vos mostrar um vídeo (de uma canção) que o compositor argentino Maxi Larghi compôs. A canção chama-se “Sou um Nazareno”. Penso que exprime muito bem, de maneira inspirada, o que estes cristãos estão a sofrer. Por favor, prestem especial atenção aos versos. Fizeram um vídeo com fotografias dos “Nazarenos” – os cristãos que estão a ser perseguidos na Síria e no Iraque.

Irmã Maria da Guadalupe Rodrigo

(Tradução: Pe. José Mario Mandía e António R. Martins)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *