Jornal O Clarim

Semanário Católico de Macau

VOLUNTÁRIOS DE MACAU AJUDAM POBRES EM MANILA E PALAWAN
Local Todas as Categorias

Voluntários de Macau ajudam pobres em Manila e Palawan

Dar a mão e crescer por dentro.

Um grupo de voluntários constituído por quatro professores e dez estudantes de vários estabelecimentos de Ensino Superior e Secundário de Macau levou a cabo, entre 30 de Maio e 15 de Junho, o Trabalho de Campo 2016, com o objectivo de prestar ajuda a zonas pobres de Manila e de Palawan, nas Filipinas. No ano passado o projecto abrangeu ambos os destinos.

«O que mais mexeu comigo foi chegar a Manila e deparar-me com tantas zonas desfavorecidas na capital. Nunca vi algo do género noutros países. Chocou-me realmente», descreveu Samson Lee.

«Contactei com crianças e também visitei famílias. Pelas nossas conversas percebi que algumas passavam por grandes dificuldades. Faltava-lhes dinheiro e não tinham muita instrução. Precisam mesmo de ajuda por parte de outras pessoas», acrescentou o estudante da Universidade de Macau (UMAC), que passou a «olhar para a vida de outra perspectiva».

«Havia quem não tivesse coisas tão pequenas, que nós até temos à disposição, como são as condições básicas de vida e de segurança. Comecei a pensar que devo dar mais valor ao que tenho hoje», justificou.

A actividade também deixou marcas em Rocky Seak, que concluiu o Ensino Secundário na Escola dos Moradores de Macau: «As crianças foram muito simpáticas em Palawan. Dei aulas de Cantonense a um grupo de catorze crianças… Queriam mesmo estudar e aprender. Pude ver isso pelos seus olhos. Apesar de serem pobres, estavam muito felizes».

Ricky Leung já viajou por outros países, mas admitiu ter sido a primeira vez que fez algo importante. «Queria ter algumas mudanças na vida. Queria crescer depressa. Por isso aderi a este projecto para ter experiências que nunca iria vivenciar em Macau», frisou o aluno da UMAC.

«O Trabalho de Campo desafia os alunos a oferecer o seu tempo e energia para realizarem actos verdadeiramente significativos e especiais ao serviço dos pobres», referiu o professor-assistente de Marketing na UMAC, Joseph Sy-Changco, organizador do evento através da “Honlam Educational and Research Association”.

Participaram na actividade estudantes do Colégio Yuet Wah, da Escola dos Moradores de Macau, da Universidade de Macau, da Universidade da Cidade de Macau, da Universidade de São José e do Instituto Politécnico de Macau. O evento teve o apoio do Galaxy Entertainment Group e de particulares.

PEDRO DANIEL OLIVEIRA

pedrodanielhk@hotmail.com

LEAVE A RESPONSE

Your email address will not be published. Required fields are marked *