Instituto Ricci muda-se para a USJ

Governo “recupera” instalações na Avenida Ferreira de Almeida

Instituto Ricci muda-se para a USJ.

O Instituto Ricci de Macau vai desocupar, até ao final do corrente ano, as instalações na Avenida do Conselheiro Ferreira de Almeida, a pedido do actual proprietário do imóvel, passando a desenvolver a sua actividade no novo “campus” da Universidade de São José (USJ), na ilha Verde.

«A mudança de instalações está planeada para o quatro trimestre deste ano. Vamos para o novo “campus” da USJ. O meu antecessor [padre Artur Wardega] já me tinha lembrado [que a saída iria acontecer, porque também lhe] pediram para deixar este edifício», revelou o director do Instituto Ricci de Macau, padre Stephan Rothlin.

O CLARIM sabe que o edifício pertenceu à Fundação Oriente, que por sua vez vendeu o imóvel ao Governo de Macau, tendo o Instituto Ricci permanecido no local. «As instalações estavam arrendadas ao Instituto Ricci pela Direcção dos Serviços de Finanças», adiantou-nos fonte do Governo, sem especificar qual a futura utilidade do imóvel.

«A Fundação Oriente facultou-nos este edifício por uma renda muito, muito razoável. Contudo, [o actual proprietário] apenas nos indicou que precisava das instalações. Foram muito amigáveis e compreensivos com a nossa situação, pois houve atrasos da nossa parte. Estamos muito agradecidos», assegurou o Superior Jesuíta, em declarações a’O CLARIM.

«Surgiu entretanto a “possibilidade USJ”, que é uma grande oportunidade», vincou Stephan Rothlin, acrescentando que «alguns investigadores» do Instituto Ricci «vão poder leccionar na USJ», enquanto «a biblioteca ficará integrada, mas em separado, na biblioteca da Universidade», abrindo assim um «grande» leque de «possibilidades aos investigadores, docentes e alunos», pelo «rico acervo» jesuíta que terão à sua disposição no novo “campus”.

Os fóruns, e conferências, habitualmente organizados pelo Instituto Ricci também vão transitar para a USJ. Por enquanto, ainda há tempo para realizar, nas actuais instalações, um fórum sobre a inculturação do budismo na China, marcado para 20 de Junho, estando planeado para o dia seguinte uma prelecção sobre o taoismo, enquanto a conferência sobre “ética de liderança”, agendada para 3 de Novembro, poderá já realizar-se na ilha Verde.

 

Bibliotecas em rede

O reitor da Universidade de São José, padre Peter Stilwell, explicou a’O CLARIM que «é uma boa solução» integrar a biblioteca do Instituto Ricci na USJ, «como colecção autónoma», podendo os seus responsáveis «deslocá-la, em qualquer altura, para instalações próprias, se assim entenderem» no futuro.

«Acordámos quanto à partilha de instalações, de pessoal e da investigação», adiantou Stilwell, revelando que é desejo da USJ «desenvolver um plano para articular, em rede, todas as bibliotecas de Macau que digam respeito às questões religiosas», sendo «ideal que também conste o Arquivo da Diocese de Macau».

PEDRO DANIEL OLIVEIRA
pedrodanielhk@hotmail.com

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *