Coro Perosi de Macau

Coro Perosi de Macau vai a Itália em digressão

Entre concertos e o Papa

O Coro Perosi de Macau vai fazer uma digressão de duas semanas a Itália, em Agosto, estando agendados dois concertos, actuações em missas e visitas a lugares emblemáticos do Vaticano. O ponto alto da deslocação será a audiência com o Papa Francisco. As partituras cantadas durante as actuações são da autoria dos padres Áureo Castro e Guillerme Schmid (austríaco), assim como de Doming lam e Yeung Lam.

«Estamos muito gratos por visitar Itália e, possivelmente, por actuarmos diante de Sua Santidade», referiu João Ng, maestro do Coro Perosi de Macau, acrescentando: «é nosso objectivo promover a música sacra do coro e também do que conseguimos encontrar arquivado no Seminário de São José».

«É uma grande responsabilidade representar Macau no estrangeiro e dar a conhecer um pouco da produção musical do território na música sacra», frisou, por sua vez, Young Lam, presidente do Coro Perosi.

A 3 de Agosto, primeiro dia da digressão da comitiva composta por 55 cantores e instrumentistas, num total de 61 membros, o coro irá visitar o Museu do Vaticano, a Praça de São Pedro e a Capela Sistina. No dia seguinte, depois de visitar o Castelo Romani e o Castelo Gandolfo, irá dar o primeiro concerto na igreja de Santa Maria, em Campitelli.

A 5 de Agosto está planeada a audiência papal na Praça de São Pedro, seguida da actuação para o Santo Padre, dependendo o evento da agenda de Francisco.

O coro viajará a 6 de Agosto para Assis, onde actuará durante a missa a ser celebrada na Basílica de São Francisco de Assis. Três dias depois, irá visitar a Grande Praça Michelangelo, em Florença, acontecendo o segundo concerto na igreja de São Bartolomeu do Monte das Oliveiras.

A próxima actuação está reservada para o dia 11, na missa do Santuário Theothokos, em Loppiano (carece de confirmação). Nos dois dias seguintes, irá visitar as cidades de Pisa e de Veneza. A 14 de Agosto actuará durante a missa de antecipação da Festa de Nossa Senhora da Anunciada na Basílica de São Marcos, em Veneza (carece de confirmação). O regresso a Macau está marcado para 15 de Agosto.

Do reportório do Coro Perosi de Macau constam partituras do Seminário de São José, sendo a mais antiga de 1924, assim como dos padres Áureo Castro e Guillerme Schmid, do monsenhor André Ngan, do padre Lancelote Rodrigues e também de Doming Lam e de Yeung Lam, entre outros. O coro, fundado em 1997, é independente da Igreja Católica de Macau, mas está fortemente influenciado pelo canto sacro.

PEDRO DANIEL OLIVEIRA

pedrodanielhk@hotmail.com

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *