Padre Gaetano Nicosia (1915-2017)

PADRE GAETANO NICOSIA

Faleceu o anjo dos leprosos.

«Um homem sagrado. Um santo, pois era muito humilde. Fazia tudo apenas para Deus», é assim que o padre Francis Hung descreve o salesiano Gaetano Nicosia, falecido na passada segunda-feira em Hong Kong.

O padre Nicosia era conhecido como o anjo dos leprosos, servindo a sua vida de inspiração para a realização de um documentário, desde a sua partida de Itália, de onde era natural, até ao trabalho missionário em Hong Kong, estendendo-se depois à aldeia de Ká-Hó, em Macau, onde a sua vontade e persistência foram essenciais para salvar a vida de muitos leprosos.

«Dizia que todas as pessoas eram anjos e que Jesus as amava. Até mesmo aos comunistas. É mesmo verdade: ele acreditava nisso. Ele acreditava que Deus estava presente em toda a gente. Era também um excelente missionário», salienta o padre Francis Hung, ao enaltecer o carácter nobre de Gaetano Nicosia.

«Não se considerava italiano. Dizia sempre: “eu sou chinês”. E para provar que se considerava mesmo chinês, embora não falasse a língua na perfeição, tentava sempre fazê-lo em Chinês. Por vezes, queria encetar com ele um diálogo em Italiano, mas respondia-me sempre em Chinês», refere o antigo superintendente do Colégio Yuet Wah e presidente da Associação das Escolas Católicas de Macau, tendo integrado durante mais de duas décadas o Conselho de Educação local.

O padre Carlos Cheung, membro da Comissão de Justiça e Paz da diocese de Hong Kong, recorda o homem que o guiou quando ainda era candidato a salesiano.

«Quando vivi com ele [durante o tempo da formação prática em Macau] testemunhei a sua frugalidade pela vida, dedicada aos pobres e aos necessitados. Por vezes, preparávamos algumas delícias para o horário das refeições, como o café ou o vinho, mas o padre Nicosia insistia em não desfrutar», lembra o sacerdote, acrescentando que embora «a sua personalidade fosse silenciosa, era muito paternal e meiga».

O padre italiano é ainda recordado como um bom confessor. «Muitos conselheiros, incluindo eu e fiéis leigos, iam ter com ele para orientação espiritual. A sua compaixão e compreensão pelas deficiências dos penitentes incentivou todos nós a responder ao maior amor de Jesus com a nossa própria conversão», aponta o padre Carlos Cheung.

Natural de Catania, o padre Nicosia foi responsável pelo início da Missão de Nossa Senhora das Dores em Coloane (1963) e por fundar a Escola D. Luis Versiglia de Ká-Hó (1984).

PEDRO DANIEL OLIVEIRA

pedrodanielhk@hotmail.com

 

MENSAGEM DE D. STEPHEN LEE, BISPO DE MACAU

Queridos Irmãos e Irmãs em Cristo,

No passado dia 6 de Novembro, pelas 17:15, o nosso querido Padre Gaetano Nicosia SDB adormeceu no Senhor. Ele estava no Lar de Idosos de Santa Maria em Wong Chuk Hang, em Hong Kong. Tinha 102 anos de idade.

Na década de 40, o jovem Nicosia estudou teologia no Seminário de São José aqui em Macau, onde foi ordenado sacerdote. De 1963 a 2011 serviu os doentes e necessitados na Missão de Nossa Senhora das Dores em Ká-Hó e na Escola D. Luís Versiglia, também em Ká-Hó. O Padre Nicosia foi um missionário exemplar e um modelo de vida religiosa. E foi um dos grandes pioneiros na promoção das obras de caridade em Macau.

As cerimónias fúnebres terão lugar na Sé Catedral:

  1. Missa de Vigília (oferecida pela Diocese de Macau), às 18:45 horas do dia 13 de Novembro de 2017 (Segunda-feira).
  2. Missa de Corpo Presente (oferecida pelos Salesianos), às 10:00 horas do dia 14 de Novembro de 2017 (Terça-feira).

Depois da Missa o corpo vai a sepultar no cemitério de S. Miguel.

Pedimos a vossa oração pelo descanso eterno do Pe. Gaetano Nicosia.

Com as maiores bênçãos de Deus,

D. Stephen Lee Bun Sang

Bispo de Macau

8 de Novembro de 2017

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *