Corrida da Guia – WTCR

Gabriele Tarquini perto de fazer história

Gabriele Tarquini perto de fazer história

O regresso de André Couto ao Circuito da Guia, após um ano de ausência devido a um grave acidente, e de Rui Valente às provas de principal cartaz do Grande Prémio de Macau, ao fim de dezanove anos a competir nas corridas de suporte do certame, são duas das notas de destaque da derradeira etapa da edição inaugural da Taça do Mundo de Carros de Turismo (WTCR).

O primeiro vencedor da competição será conhecido no fim-de-semana e são sete os pilotos com hipóteses matemáticas de chegar ao título, num grupo liderado pelo veterano Gabriele Tarquini. Aos 56 anos, o piloto italiano chega à última ronda do WTCR com 39 pontos de vantagem sobre outro piloto que conhece bem as curvas e contra-curvas do Circuito da Guia, o francês Yvan Muller.

Com 79 pontos ainda em disputa e cinco outros pilotos também na corrida pelo triunfo na competição – Thed Bjork, Pepe Oriola, Jean-Karl Vernay, Esteban Guerrieri e Norbert Michelisz – Tarquini está ciente das dificuldades que o esperam, mas vai tentar, ainda assim, a sua primeira vitória de sempre na Corrida da Guia.

«A liderança do campeonato é a melhor posição em que se pode estar à entrada para a última prova da época e estarei concentrado no título. Mas Macau é uma lotaria e qualquer coisa pode acontecer», admitiu Tarquini, sobre uma prova que volta a ter no português Tiago Monteiro o grande ausente.

M.C.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *