Terrorismo preocupa Polícia Judiciária

Macau pode ser alvo de atentados

Macau pode ser alvo de atentados

A Polícia Judiciária (PJ) está a encarar com seriedade um possível atentado em Macau, razão pela qual pretende criar uma unidade anti-terrorista dentro de pouco tempo.

«Este objectivo tem a ver com a prevenção, porque se acontecer um ataque terrorista vai afectar muito Macau», disse aos jornalistas o director da PJ, Sit Chong Meng, à margem do Encontro Anual do Ano Novo Lunar com a Comunicação Social, realizado na passada terça-feira, na sede daquele órgão de polícia criminal.

De acordo com o mesmo responsável, numa etapa inicial é necessário proceder à revisão da lei orgânica da PJ, sem esquecer depois o modo de funcionamento da unidade anti-terrorista e a troca de informações com outras entidades. Sit Chong Meng frisou ainda que a criação desta unidade «é para Macau inteira e não apenas para o sector dos casinos».

Durante a conferência de Imprensa, o director da PJ garantiu que serão respeitados os direitos de liberdade de expressão e da privacidade com a futura lei da cibersegurança, adiantando que os mandatos de busca não vão ser efectuados sem a autorização de um juiz no caso de ser realizada uma investigação a suspeitos de cometerem algum crime.

P.D.O.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *