Category Archives: Eclesial

Igreja celebrou ontem Santo André Kim Taegon e os seus companheiros, martirizados no século XIX

Catolicismo na Coreia floresceu com os mártires

Catolicismo na Coreia floresceu com os mártires.

A Igreja Católica celebrou ontem o Santo André Kim Taegon e seus companheiros (mais de uma centena de mártires) – leigos e sacerdotes do século XIX que abraçaram Cristo até ao último suspiro. A 6 de Maio de 1984, na praça Youido, em Seul, descia sobre eles a coroa celeste da santidade, aquando da sua canonização pelo Papa João Paulo II (a primeira cerimónia deste teor realizada fora do Vaticano), entre uma grande multidão de cristãos coreanos. A Igreja determinou o dia 20 de Setembro para a respectiva celebração anual litúrgica. Nesse âmbito, a paróquia de Santo António assinalou a data com a realização de uma missa na passada quinta-feira.

Papa dá exemplo do Apóstolo para falar do Sacramento da Confissão

A vergonha que salvou Pedro

A vergonha que salvou Pedro.

Como se sabe, Francisco fala frequentemente do sacramento da Confissão mas, na homilia do passado dia 6 de Setembro, surpreendeu os fiéis ao explicar por que é tão importante experimentar concretamente o «sentimento da vergonha» e a «surpresa de se sentir salvo».

O Evangelho da Missa narrava o episódio da primeira pesca milagrosa. Os barcos estavam em terra e os pescadores lavavam as redes. Jesus subiu para o barco de Pedro e pediu-lhe que se afastasse ligeiramente da margem, para falar à multidão. Quando acabou, disse-lhe que avançasse para o largo e lançasse as redes para a pesca. Tinham labutado toda a noite em vão… «mas, já que o dizes».

Filosofia, uma dentada de cada vez (80)

E se a primeira causa fosse a Acção Pura?

E se a primeira causa fosse a Acção Pura?

Os cinco modos de São Tomás acabam como respectivamente se segue:

1– Primeiro modo: o que moveu o Imóvel e a Acção Pura.

2– Segundo modo: a Primeira Causa Eficiente.

3– Terceiro modo: o Ser Necessariamente Existente.

Família e Fé

Olhar para o Céu

Olhar para o Céu

Passeavam há uns minutos sem dizerem nada. As relações entre ambos estavam um pouco tensas. Ela não compreendia como é que alguém que tinha levado nas suas entranhas, que era carne da sua carne e sangue do seu sangue, vinha agora falar-lhe assim.

Era uma rebeldia própria da juventude e o entusiasmo acabaria por passar-lhe. Talvez aquelas ideias fossem somente um exacerbado sentimento religioso próprio da idade. Nada para preocupar-se em demasia.

Cismas, Reformas e Divisões na Igreja – LXXXI

A secularização – I

A secularização – I

A secularização é um processo histórico através do qual a religião perde a sua influência sobre os diversos sectores da sociedade. Essa erosão da sua influência manifesta-se ulteriormente na diminuição dos efectivos das religiões e na redução ou perda de regularidade das suas práticas, na quebra no prestígio das igrejas e organizações religiosas, o que se repercute na gradual desagregação da sua influência na sociedade, na vida cultural e científica, educativa, na degradação do património das instituições religiosas, e, por fim, na desvalorização das crenças e dos valores e formas de culto com elas relacionados. O século XIX marcou a porosidade da religião e das suas instituições e formas de expressão cultural e social, reduzindo-se a capacidade e o alcance da acção e influência das instituições religiosas tradicionais.

Bispos da Europa defendem Nova Cultura de Solidariedade

Superar o individualismo e os nacionalismos

Superar o individualismo e os nacionalismos

O presidente do Conselho das Conferências Episcopais Europeias (CCEE), cardeal D. Angelo Bagnasco, defendeu há dias uma nova cultura de solidariedade no continente, capaz de superar o individualismo e os nacionalismos.

«Apesar de uma cultura que nos leva a ser individualistas, separados uns dos outros, como pessoas, como grupos e como Estados. Apesar de tudo isto, mais, por causa de tudo isto, há necessidade de anunciar a esperança que é Jesus, o qual fez de nós um povo novo.

Filosofia, um dentada de cada vez (79)

Como é que a indução nos leva ao motor imóvel?

Como é que a indução nos leva ao motor imóvel?

“Parece que Deus não existe”, escreveu São Tomás (ver Suma Teológica), “porque se uma das contrárias for infinita, a outra será totalmente destruída. Mas a palavra ‘Deus’ significa que Ele é a bondade infinita. Se, assim sendo, Deus existe, não haveria o mal verificável; mas o mal existe no mundo. Portanto, Deus não existe”. Provavelmente já ouviram este argumento por parte de alguns amigos que duvidam: Deus não existe, porque há muita maldade no mundo.

Além disso, São Tomás acrescenta que “aparentemente, tudo o que vemos no mundo pode ser classificado por outros princípios, supondo que Deus não existe.

Cismas, Reformas e Divisões na Igreja – LXXX

O Anticatolicismo

O Anticatolicismo

O anticlericalismo é erroneamente confundido ou agregado a outros conceitos ou ideologias divergentes da Igreja ou da tradição católica. Não é um erro apenas do senso comum, mas de muitos intelectuais, académicos. E a confusão sabemos bem que alimenta o erro e daqui chega-se ao disparate ou à falácia. Depois, vem a moda da politização de tudo e, principalmente, do fenómeno religioso contemporâneo. Da Igreja Católica em particular, vista muitas vezes com a lupa de engrandecimento do erro de análise e, subsequentemente, com a queda na vertigem da interpretação tendenciosa e negativa. Mistura-se muitas vezes o anticlericalismo com o anticatolicismo, ou vice-versa, embora quase sempre sem se saber do que se fala.

Nicarágua

Papa renova mensagem de reconciliação

Papa renova mensagem de reconciliação

O Papa Francisco enviou uma mensagem ao Presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, por ocasião do Dia da Independência, apelando à “reconciliação” no país da América Central, afectado por uma crise social e política.

“Que Jesus Cristo, Príncipe da Paz, conceda os dons de uma fraterna reconciliação e uma pacífica e solidária convivência”, refere o texto, divulgado pelo portal de notícias do Vaticano.

Filosofia, uma dentada de cada vez (78)

Poderemos demonstrar a existência da Causa Primária?

Poderemos demonstrar a existência da Causa Primária?

Poderemos demonstrar a existência da Causa Primária? Primeiro, o que queremos dizer por “demonstrar”? Demonstrar é mostrar algo que não podemos conhecer directamente (exemplo: uma realidade não nos é evidente por si só. Ela é verdadeira recorrendo a algumas verdades que são por nós melhor conhecidas).

São Tomás dizia que existem dois tipos de demonstração: (1) a demonstração “propter quid” e (2) a demonstração “quia” (ver Suma Teológica).

Cismas, Reformas e Divisões na Igreja – LXXIX

O Anticlericalismo – II

O Anticlericalismo – II

Começámos na última edição a falar de anticlericalismo. Um fenómeno social, político enfim, que teve grande repercussão a partir da Revolução Francesa, acentuando-se no século XIX e assumindo no século XX as formas mais violentas. Impregnou-se e provavelmente não desapareceu. Muitos o confundem com o fenómeno “anti-religioso”, a laicização, a secularização, entre outros. Nem sempre é usado o termo, quase sempre mal usado na realidade. Opondo-se ao religioso, historicamente opõe-se ao Catolicismo, tendo derivado para outras religiões ou formas de Cristianismo. No que toca à Igreja Católica, o anticlericalismo, curiosamente, dela procede, de certa forma, por reacção e até mesmo por filiação.

Vida Consagrada

Capuchinhos elegem novo ministro-geral

Capuchinhos elegem novo ministro-geral

A Ordem dos Frades Menores Capuchinhos elegeu frei Roberto Genuin, da Província Italiana de Veneza, como novo ministro-geral, na reunião magna que decorre em Roma.

A Província Portuguesa dos Capuchinhos informou que frei Roberto Genuin foi eleito no primeiro escrutínio, com 101 votos, pelos 188 frades capitulares de todo o mundo, que estão reunidos no Colégio Internacional São Lourenço de Brindes.

Família e Fé

Não acertar no alvo

Não acertar no alvo

Deus criou o homem para que ele seja feliz. Feliz aqui na Terra e feliz depois na Vida eterna.

No entanto, como alguém disse, «parece que a maioria dos homens que passam por este mundo nasce, cresce, casa-se, tem filhos, envelhece e morre sem nunca encontrar a verdadeira felicidade».

Acompanhado a tragédia em Kerala, na Índia

BM/142/2018

   Circular   

“Estou próximo à Igreja em Kerala, que se encontra na linha de frente para levar socorro à população. Rezemos juntos por todos aqueles que perderam a vida e por todas as pessoas provadas por esta grande calamidade.” (Pope Francis, Angelus, 19 August 2018)
Nestes dias temos acompanhado a tragédia em Kerala, na Índia, causada por uma chuva calamitosa que feriu ou matou muitas pessoas. Em solidariedade e compaixão cristã para com todos aqueles que foram afectados por esta catástrofe, o Sr. Bispo de Macau decidiu o seguinte:
No dia 26 de Agosto (Domingo) em todas as missas seja feita uma segunda colecta como sinal de apoio a todos aqueles afectados pelas inundações. A doação será enviada, pela Procuradoria do Paço Episcopal, para a área afectada.
O Bispo da Diocese de Macau
Dom Stephen Lee Bun Sang
22 Agosto 2018

Cúria Diocesana

CN/7/016/2018

Cúria Diocesana

Como resposta às necessidades Pastorais Diocesanas, D. Stephen Lee Bung Sang, Bispo de Macau, torna público o seguinte:

1. Pe. Francisco Xavier Chan Pou Chun cessa o serviço de Vigário Paroquial
de Santo António.

2. Pe. Tadeu Tang Si Yan cessa o serviço de Vigário Paroquial de Nossa
Senhora de Fátima.

3. Pe. Kornelius Supranoto Bardata, SVD, cessa o serviço de Vigário
Paroquial de Nossa Senhora de Fátima, e é nomeado Vigário Paroquial de
São Lourenço.

Estas disposições entram em vigor a partir do dia 1 de Setembro de 2018.

Macau, 20 de Agosto de 2018

Pe. Manuel Machado, MCCJ
Chanceler