Category Archives: Eclesial

Filosofia, uma dentada de cada vez (26)

O que são Categorias?

O que são Categorias?

A substância e os acidentes são formas de “ser”. Mas existem muitas formas de acidentes. Aristóteles destacou nove, e assim, em conjunto com a substância, ele falou em dez categorias (em Grego, Κατηγορίαι). Deixem-nos enumerá-las, juntamente com as originais em Grego e as correspondentes traduções em Latim, ambas entre parêntesis.

As dez categorias são: substância (ουσία/substantia); quantidade (ποσόν/quantitas); qualidade (ποιόν/qualitas); relação (προς τι/relatio); onde (που/ubi); quando (πότε/quando); posição (κείσθαι/situs); posse (έχειν/habitus); acção (ποιείν/actio); e paixão (πάσχειν/passio).

Cismas, Reformas e Divisões na Igreja – XXIX

John Wycliffe, herético ou reformador?

John Wycliffe, herético ou reformador?

John Wycliffe (1328-1384) foi um teólogo, professor e reformador religioso do século XIV. É por muitos considerado como o precursor de ulteriores reformadores como Lutero e Calvino, no século XVI. Wycliffe notabilizou-se por ter proposto uma reforma religiosa, na Inglaterra, no século XIV, a qual só se iria concretizar cerca de dois séculos depois, ainda que noutros moldes. Wycliffe fundou o movimento conhecido como os Lolardos, ou Wycliffismo, sendo também tido por muitos autores como o inspirador espiritual dos hussitas, como depois dos protestantes. Foi ainda uma das primeiras pessoas a realizar uma tradução da Bíblia latina, a Vulgata, directamente para uma língua vernácula, no caso o Inglês, em 1382.

Família e Fé

Podemos acreditar nos Evangelhos?

Podemos acreditar nos Evangelhos?

É mesmo verdade o que narram os Evangelhos? Não poderia ser uma bela história inventada por Mateus, Marcos, Lucas e João? Será que aconteceu mesmo assim?

E se não foram eles que escreveram essa história? E se os copistas acrescentaram muitos episódios? Já se sabe: “quem conta um conto, acrescenta um ponto” – diz, cheio de razão, o nosso povo.

Ambiente

Seca “fecha” torneiras no Vaticano

Seca “fecha” torneiras no Vaticano

A seca que está a atingir a cidade de Roma e as áreas limítrofes da capital italiana levou o Estado da Cidade do Vaticano a adoptar medidas para evitar o desperdício de água.

O governatorato do pequeno Estado decidiu desligar o sistema hídrico de todas as fontes luminosas, incluindo as da Praça de São Pedro, informa a Rádio Vaticano.

Filosofia, uma dentada de cada vez (25)

Os Acidentes têm alguma importância?

Os Acidentes têm alguma importância?

Da última vez vimos que é importante diferenciar a “substância” do “acidente”. Mas, e isso significa que os “acidentes” não são importantes? Não, de maneira nenhuma! Hoje deixem-nos explorar o relacionamento entre estes dois princípios de “ser”.

Em primeiro lugar, a “substância” é o sujeito e substracto dos “acidentes”. Tal significa que a substância é subjacente aos, ou “suporta”, os acidentes. Sem a substância os acidentes não podem existir. A cor, o peso, aspecto, cheiro ou sabor de um fruto não podem existir se o fruto não existir.

Família e Fé

A força do silêncio

A força do silêncio

Acabei de ler há poucos dias um livro fantástico. Daqueles que, no final, levam uma pessoa a sentir-se diferente, enriquecida, com um novo raio de luz que permite interpretar melhor esta nossa fugaz existência nesta terra.

Chama-se “A força do silêncio” e foi escrito pelo cardeal D. Robert Sarah. É um livro que recomendo vivamente. Sobretudo, por um motivo muito concreto: porque sem silêncio não há repouso, nem serenidade, nem vida interior. E o homem actual necessita destas realidades como do pão para a boca.

Cismas, Reformas e Divisões na Igreja – XXVIII

A Teocracia Papal III. O Cisma do Ocidente (1378-1417)

A Teocracia Papal III. O Cisma do Ocidente (1378-1417)

O século XIV é um dos séculos mais difíceis em termos humanos da história medieval. Do ponto de vista humano, com a trilogia macabra a deflagrar sobre a humanidade com maior frequência, com todas as terríveis consequências. Podíamos apontar a era pré-glaciar, com grande arrefecimento, como uma das causas físicas, mas também temos que salientar as causas humanas, as religiosas, como factor de divisão, desagregação e enfraquecimento das comunidades e das formas de solidariedade e acção social, numa época de crises humanitárias e sanitárias.

Rússia

Putin recebe D. Pietro Parolin

Putin recebe D. Pietro Parolin

O secretário de Estado do Vaticano vai encontrar-se com Vladimir Putin, Presidente da Rússia, durante uma visita do cardeal D. Pietro Parolin ao País, em Agosto.

«Vou à Rússia como colaborador do Papa. Como colaborador daquele que quer construir pontes para fazer crescer no mundo a capacidade de compreender-se, entender-se, dialogar. Para construir um clima e um ambiente de justiça e de paz», disse o responsável numa entrevista para o especial “Francisco, o Papa do diálogo”, realizado pela Rai-Vaticano.

Filosofia, uma dentada de cada vez (24)

O que são Substâncias e Acidentes?

O que são Substâncias e Acidentes?

Hoje iremos aprender dois novos conceitos. Como sempre, vamos começar com algo que podemos observar na vida real. Na realidade, há duas coisas que se podem observar e que podemos usar como ponto de partida.

O primeiro facto que podemos observar é o seguinte: é-nos fácil distinguir entre uma coisa e as suas características, ou uma pessoa e as suas particularidades. Usem vós próprios como exemplo. Se alguém vos pedir para que se descrevam, talvez dirão onde e quando nasceram, onde cresceram, quem são os vossos pais, onde estudaram…

Família e Fé

Serão verdadeiras todas as religiões?

Serão verdadeiras todas as religiões?

«– Eu sou daqueles que pensam que todas as religiões são verdadeiras. Pondo de parte algumas degenerações fanáticas, todas levam o homem a fazer o bem, promovem sentimentos positivos e satisfazem a necessidade de transcendência que temos dentro de nós».

«– No fundo, acaba por ser a mesma coisa escolher uma religião ou outra. Viva a liberdade!».

Cismas, Reformas e Divisões na Igreja – XXVII

A Teocracia Papal II. Génese do Cisma

A Teocracia Papal II. Génese do Cisma

Entre 1123 e 1215 realizaram-se quatro concílios gerais na Igreja. Todos em Roma, todos na basílica de Latrão, a igreja catedral da diocese de Roma. Seriam os primeiros a realizar-se no Ocidente, tendo sido neles que se afirmou o reconhecimento claro do primado do Pontífice Romano sobre toda a Igreja Latina. Ou, dito de outro modo, a afirmação da teocracia papal no Ocidente. Se no último dos quatro concílios lateranenses se definiram aspectos importantes como a confissão e a comunhão, pode-se pensar que se lançavam as bases da desagregação da Igreja. Esta confirmar-se-ia no século XIV, com o Cisma do Ocidente.

Vaticano

“Oferta da vida” é novo caminho para a canonização

“Oferta da vida” é novo caminho para a canonização

O Papa Francisco publicou, na passada terça-feira, o decreto que apresenta a “oferta da vida” como novo modelo jurídico para a abertura de processos de beatificação e canonização, distinto do “martírio” e do reconhecimento das “virtudes heroicas”.

De acordo com a carta apostólica em forma de “motu próprio” (documento assinado pelo próprio Papa), a “oferta da vida” tem de acontecer “de forma livre e voluntária” e corresponder a uma “heroica aceitação por caridade de uma morte certa e a curto prazo”.

Filosofia, uma dentada de cada vez (23)

E o que tem o “esse” a ver com Deus?

E o que tem o “esse” a ver com Deus?

Da última vez falámos sobre os “ens” (seres), “essentia” (essência) e “esse” (o acto de ser). Deixem-nos explorar “esse” e as suas características.

1– Esse (o acto de ser) é um acto de perfeição em que se fundamenta todas as coisas reais: se alguma coisa é (existe), essa coisa é esse. Algo que é real apenas quando possui o acto de “ser”. É por isso que nós dizemos que esse é um acto universal.

Cismas, Reformas e Divisões na Igreja – XXVI

A Teocracia Papal I

A Teocracia Papal I

Neste ambiente de irrupção de heresias, movimentos sociais e desvios doutrinários, por toda a Europa Ocidental, nas cidades que despontavam e no comércio que se desenvolvia em lucros e multiplicava em rotas e centros políticos, nesta atmosfera de reivindicação do Evangelho, de afirmação da Pobreza como forma de salvação e perfeição, como reagia a Igreja? E os Papas, a hierarquia eclesiástica, dito de outro modo? Lutavam apoiando-se na afirmação do seu poder, do manto branco de igrejas que cobria toda a Europa. A Cristandade atingia a sua plenitude, emoldurada pela teocracia, que a todos se impunha e sobre todos imperava. Mas nem todos aceitavam esta Igreja, ou melhor, esta teocracia, Papal acrescente-se.

Flagelo resulta de inércia e egoísmo da Comunidade Internacional

Papa denuncia fome de milhões

Papa denuncia fome de milhões

O Papa Francisco alertou para a “inércia” e o “egoísmo” da comunidade internacional perante as causas que provocam a fome de milhões de pessoas, numa mensagem lida na sede da FAO, na passada segunda-feira.

“As guerras, o terrorismo, as deslocações forçadas de pessoas que cada vez mais impedem – ou pelo menos condicionam fortemente as actividades de cooperação – não são fruto de fatalidades, mas antes consequência de decisões concretas”, escreve Francisco na mensagem enviada aos participantes da 40ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura, que começou segunda-feira em Roma.