Muito para além da lusofonia

Olhando em Redor

Muito para além da lusofonia

A 5ª Conferencia Ministerial do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, vulgo Fórum Macau, foi encarada pela Imprensa generalista da RAEM como um retumbante sucesso. É verdade, sem dúvida, mas nem tudo foi dito aos Órgãos de Comunicação Social, pois há algo para além da lusofonia que ficou por aflorar…

O evento demonstrou o quanto a RPC está interessada na cooperação bilateral de segundo nível com os PLP, o que pode remeter a estratégia das autoridades chinesas para uma linha mais global (convém lembrar que as relações bilaterais ao primeiro nível fazem-se directamente entre Estados). Ou seja, é de extrema importância que o Poder Central aproveite todas as oportunidades que a “plataforma Macau” possa dar em termos de penetração nos mercados vizinhos do Brasil, neste caso nos países de expressão espanhola da América Latina, assim como nos países francófonos fronteiros, ou no âmbito regional dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa.

Nesta linha de ideias, também não é descartar que a Guiné Equatorial possa aderir ao Fórum Macau, nem que Angola dê preferência ao yuan como moeda de transacções comerciais internacionais, em detrimento do dólar americano.

PEDRO DANIEL OLIVEIRA

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *