Verão

Entidades de Matriz Portuguesa, Diocese e Cáritas organizam actividades há vários anos

Sabe como entreter o seu filho este Verão?

Ocupar os tempos livres dos mais novos, impedindo que fiquem em casa em frente à televisão, é o propósito das actividades de Verão organizadas pela Casa de Portugal, Associação de Pais e Encarregados de Educação do Jardim de Infância D. José da Costa Nunes, diocese de Macau e Cáritas. O convívio saudável das crianças e jovens é outro objectivo das iniciativas que se realizam entre os meses de Junho e Agosto.

Desporto, dança, jogos e dinâmicas, artes plásticas, artes visuais, música e, possivelmente, teatro, são as actividades de Verão que a Casa de Portugal tem planeadas para a ocupação dos tempos livres de crianças e jovens entre os quatro e os doze anos de idade.

As actividades, que vão decorrer entre os dias 2 de Julho e 31 de Agosto, irão realizar-se numa primeira fase na Escola Portuguesa de Macau (EPM), passando depois para as instalações do Instituto Português do Oriente.

«Os alunos inscrevem-se à semana. O objectivo é entretê-los durante as férias para que passem os tempos livres longe da televisão e fora de casa, enquanto os pais continuam normalmente a trabalhar. A ideia é proporcionar algumas actividades diferentes em relação às que decorrem durante o próprio ano lectivo», disse a’O CLARIM Diana Soeiro, coordenadora da Casa de Portugal.

As iniciativas de Verão organizadas pela instituição de matriz portuguesa estão abertas a todas as comunidades, independentemente da língua falada. «Não posso dizer sequer que a grande maioria sejam portugueses. Neste momento já temos muitos chineses. São cerca de sessenta crianças por semana, de várias nacionalidades», frisou a mesma responsável, acrescentando que há uma diferenciação de preços para quem é sócio e não-sócio.

«A verdade é que a Casa de Portugal tem este plano de actividades apresentado à Fundação Macau. Por isso conseguimos um bom subsídio, o que nos permite realizar as iniciativas com um preço bastante em conta», referiu Diana Soeiro.

 

Costa Nunes

Os mais novos que frequentam o Jardim de Infância D. José da Costa Nunes podem ocupar os seus tempos livres de Verão com culinária, desporto (futebol, natação e taichi), arte do palhaço, artes plásticas, capoeira, jardinagem, jogos tradicionais, arquitectarte e experiências científicas. As actividades ocupacionais desenrolam-se na EPM entre os dias 16 de Julho e 10 de Agosto, sendo complementadas com visitas ao hotel-casino MGM, Armazém do Boi, Ecoteca de Mong-Há e Museu das Comunicações.

«Vamos ter duas saídas por semana com as crianças, sendo uma delas à piscina de Hác-Sá ou à do Parque Central da Taipa, normalmente à terça ou à quinta-feira, dependendo dos grupos. Enquanto umas crianças vão à piscina, as outras fazem a visita da semana, e depois trocam», explicou a presidente da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Jardim de Infância D. José da Costa Nunes, Fátima Oliveira, responsável pela organização das actividades de férias para quem tem entre os três e os seis anos de idade.

«Actividades para crianças desta faixa etária, de facto não há muitas [para a comunidade portuguesa]. Já há muitos anos, ainda antes de eu fazer parte da Associação de Pais, que são organizadas actividades por se sentir a falta de iniciativas que ocupem as crianças durante as férias, evitando que fiquem um ou dois meses em casa sem qualquer alternativa», salientou a mesma responsável, acrescentando que «o objectivo é precisamente que estejam ocupadas, se divirtam e aprendam».

A Escola Portuguesa de Macau foi escolhida para acolher várias iniciativas da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Costa Nunes em virtude das instalações do jardim de infância estarem em obras no período em questão, algo que foi comunicado «com bastante antecedência» a Fátima Oliveira.

 

Diocese e Cáritas

Ao nível da diocese de Macau estão ainda a ser planeadas as iniciativas para quem frequenta a catequese da paróquia da Sé. Caso haja receptividade, vão decorrer entre 1 e 17 de Agosto. «Estamos ainda a aguardar as respostas dos pais dos catequizados para avaliar a viabilidade em organizar as actividades de Verão para jovens e crianças de língua portuguesa, dado que nesta altura do ano muitos portugueses vão passar férias a Portugal», referiu Adriano Agostinho, membro da equipa de Coordenação da Catequese de Língua Portuguesa da Sé Catedral.

Por seu lado, a Cáritas Macau aposta no segmento das viagens para promover os laços de união nos mais novos. Entre as próximas quinta e sexta-feira vai realizar-se uma visita a Cantão, variando as idades dos excursionistas entre os cinco e os 75 anos de idade.

Na agenda está também uma viagem de seis dias a Xi’an para 25 jovens, numa iniciativa apoiada pela Direcção dos Serviços de Educação e Juventude. Entre outras propostas figura a realização do Campo de Treino em Hong Kong, centrado em aventuras para alunos da Escola São João de Brito, que inclui cinco portugueses.

PEDRO DANIEL OLIVEIRA

pedrodanielhk@hotmail.com

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *