Jornal O Clarim

Semanário Católico de Macau

CORO DE ETON
Destaque Todas as Categorias

CORO DE ETON ACTUA TERÇA-FEIRA NO SEMINÁRIO DE SÃO JOSÉ

Noite de oração com convidados de renome

Uma noite de oração com convidados de luxo. É assim que pode ser entendida a passagem do Coro da Capela do Colégio de Eton por Macau.

O grupo – um dos mais conceituados do mundo – actua ao início da noite da próxima terça-feira na igreja do Seminário de São José, no âmbito de uma celebração litúrgica, dinamizada pela diocese de Macau e evocativa do período da Quaresma.

Sob a batuta do maestro Tim Johnson (David Goode estará no órgão), os membros do Coro da Capela do Colégio de Eton vão interpretar obras de Johannes Brahms, Felix Mendelssohn e Giachino Rossini, entre outros compositores, com momentos de oração e a leitura das Sagradas Escrituras, num evento que o padre Cyril Law Jr. define como um «encontro comunitário» destinado a aproximar de Deus os fiéis católicos. «Não se trata de um concerto propriamente dito. É, isso sim, uma noite de oração promovida num contexto sagrado e em que a música religiosa adquire uma importância fundamental. É um encontro comunitário centrado na elevação das almas a Deus», explicou o capelão do Colégio Diocesano de São José, em declarações a’O CLARIM.

Para além de “Richte Mitt, Gott”, de Felix Mendhelson, e de “O Salutaris Hostia”, de Giachino Rossini, o coro vai ainda interpretar temas como “Ave Maria”, de Robert Parsons, “O Vos Omnes”, de Carlo Gesualdo, “When David Heard”, de Thomas Tomkins, ou “A new Song”, de James McMillan, num alinhamento que foi adoptado com o propósito de promover uma reflexão sobre a Quaresma, um dos períodos de maior importância no calendário da Igreja Católica. «O repertório foi ligeiramente adaptado para reflectir de forma mais adequada o espírito da Quaresma», adiantou o padre Cyril Law, tendo acrescentado: «Uma vez que não se trata de um concerto, esperamos que os participantes mostrem devoção e circunspecção durante a celebração. Certamente que a qualidade dos cânticos interpretados pelo Coro de Eton vai tornar ainda mais belo este momento de oração».

Ainda segundo o padre Cyril Law, que é também um dos principais impulsionadores do Coro Cathedral Schola, o certame não contempla qualquer iniciativa conjunta entre os coristas do Colégio de Eton e agrupamentos corais do território. No entanto, o Cathedral Schola e restantes coros paroquiais da RAEM estão já a preparar-se para a Semana Santa. «Uma vez que a celebração ocorre num dia de trabalho, não foi possível desenvolver um esforço conjunto para mobilizar os nossos coros locais. Tanto os coros paroquiais como os coros diocesanos estão já a preparar-se para as liturgias da Semana Santa», referiu o padre Cyril Law. «Com esta celebração queremos dar a oportunidade aos residentes de Macau de viverem uma experiência incomparável de oração e de meditação», disse.

Fundado em 1440 pelo rei Henrique VI, em honra da Virgem Maria, o Colégio de Eton funciona em regime de internato, sendo exclusivo para rapazes. Aquando da sua fundação, a reitoria do Eton incumbiu uma dezena de funcionários e dezasseis alunos de cantarem durante os serviços religiosos. Excepção feita a alguns breves interlúdios, o coro tem-se feito ouvir desde meados do século XV até aos dias de hoje.

Marco Carvalho

LEAVE A RESPONSE

Your email address will not be published. Required fields are marked *