Coro da Capela Sistina em Macau

Música Sacra

Coro da Capela Sistina em Macau

O Coro da Capela Sistina do Vaticano irá actuar pela primeira vez em Macau, no próximo dia 19 de Setembro, na igreja da Sé Catedral. Na bagagem traz o concerto “Reverberando melodias celestes na Grande China”, integrado na digressão pela Ásia, com passagens por Hong Kong e Taipé.

Com o nome oficial de “Capella Musicale Pontificia Sistina”, o coro é considerado como um dos mais antigos da música sacra, sendo exclusivo do Papa. Foi formado há mais de mil e 400 anos, com o nome inicial de “Schola Cantorum Romana” e com o objectivo de cantar nas cerimónias do Papa. As actuações foram suspensas aquando da transferência forçada da Santa Sé para Avinhão (França). Foi reorganizado pelo Papa Gregório XI quando a Santa Sé voltou para a Roma.

Com a construção no século XV da capela Sistina, onde se realizam as celebrações papais, a “Schola Cantorum Romana” passou a ser denominada de “Capella Musicale Pontificia Sistina”. Atingiu o auge no século passado, sob a direcção do “maestro perpétuo”, monsenhor Lorenzo Perosi, cujo nome foi adoptado pelo Coro Perosi de Macau, que provavelmente irá interpretar alguns cânticos da autoria do seu patrono, juntamente com os visitantes.

Actualmente, o Coro da Capela Sistina do Vaticano é dirigido pelo monsenhor Massimo Palombella. É composto por vinte adultos e trinta rapazes.

Promovido pelo Instituto de Promoção da Cultura Chinesa de Hong Kong, o concerto é organizado pelo Coro Perosi de Macau, tem o patrocínio do Instituto Cultural e da Direcção dos Serviços de Turismo, e o apoio do Paço Episcopal.

A entrada para o concerto de Macau é gratuita, mediante apresentação do bilhete que será distribuído na Livraria de S. Paulo a 6 de Setembro.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *