Jornal O Clarim

Semanário Católico de Macau

António Maria Claret desceu a Macau
Local Todas as Categorias

Missionários Claretianos celebraram o seu Santo Fundador

António Maria Claret desceu a Macau.

Presente em Macau desde 2006, a Congregação dos Missionários Claretianos celebra anualmente o seu santo fundador. Este ano contou com a participação de um representante da Missão da Santa Sé em Hong Kong, monsenhor Javier Herrera Corona.

A Congregação dos Missionários Claretianos celebrou no passado Domingo a festa dedicada ao seu fundador, Santo António Maria Claret (1807-1870), com missa na paróquia de São Lourenço.

Perante mais de trezentos fiéis, o padre Jose Cherukare falou sobre António Maria Claret e o papel da missão dos Claretianos em Macau, Hong Kong e na China continental.

De seguida, foi celebrada missa, em Inglês e Cantonense – presidida por um representante da Missão da Santa Sé em Hong Kong, monsenhor Javier Herrera Corona, e concelebrada pelos padres Jojo Ancheril e Jijo Kardamkulathi – tendo contado com a participação de dezassete sacerdotes de outras congregações e ordens religiosas presentes em Macau.

Por se tratar de um evento especial, as leituras (Primeira, Segunda e Evangelho) não seguiram o estipulado para a liturgia do 29º Domingo Comum (Ano B).

Em declarações a’O CLARIM, o padre Jojo Ancheril disse ser este «mais um momento especial que os Claretianos celebram todos os anos», não tendo deixado de recordar a sua chegada a Macau: «A nossa vida é dedicada às missões. Quando cheguei, não conhecia ninguém e muito menos sabia falar [Cantonense]. Hoje falo e estou completamente integrado».

Segundo o pároco de São Lourenço, a maioria das mais de trezentas pessoas que participaram na missa da tarde do passado Domingo era chinesa, embora também houvesse fiéis do Japão, Filipinas, Vietname, Indonésia, Índia, Polónia e Portugal.

«À semelhança de outras paróquias, somos uma igreja multicultural. Para este tipo de celebrações, como esta agora realizada, vêm fiéis de Hong Kong e da China [continental]», referiu o padre Jojo Ancheril.

 

Futuras actividades

Desde a passada segunda-feira até ao dia 30 deste mês, é rezado o Rosário, todos os dias, pelas 19 horas e 30, na igreja de São Lourenço, sendo de seguida celebrada missa às 20 horas.

No dia 31 de Outubro a missa tem lugar à mesma hora. O Rosário é rezado durante a procissão das velas, a realizar após a celebração eucarística.

Amanhã, dia 27, um grupo de paroquianos de São Lourenço irá desfrutar do sábado em Hengqin. «Vamos reunir num jardim, rezar pela China, pela conversão do povo chinês, e efectuar jogos de rua», explicou o padre Jojo Ancheril.

José Miguel Encarnação

jme888@gmail.com

LEAVE A RESPONSE

Your email address will not be published. Required fields are marked *