Jornal O Clarim

Semanário Católico de Macau

Regras de utilização de luzes de veículo
Local Todas as Categorias

Conhecer as Leis de Macau

Regras de utilização de luzes de veículo

Quando conduzir na rua à noite ou em mau tempo, para ver bem a situação das vias, bem como para permitir que outros condutores e peões reparem no veículo em circulação, o condutor acende sempre os dispositivos de iluminação. Nos termos da Lei n.º 3/2007 (Lei do Trânsito Rodoviário), nomeadamente as regras sobre a utilização dos mínimos, médios e máximos, os condutores devem utilizar estes dispositivos com prudência, a fim de evitar a violação da lei.

Consideram-se mínimos as luzes destinadas a indicar a presença e a largura do veículo a uma distância de 150 metros dos demais utentes das vias. Em princípio, de noite, ou sempre que a visibilidade seja insuficiente, o condutor deve apenas utilizar os mínimos durante a paragem ou a manobra de estacionamento. Caso infrinja esta disposição, será punido com multa de 600,00 patacas.

Consideram-se médios as luzes, para utilização de iluminação, cujo feixe luminoso se projecte no solo, para a frente, eficazmente a uma distância de 30 metros, sem causar encandeamento. Nos termos das disposições, de noite, ou quando a visibilidade for insuficiente, o condutor deve utilizar os médios, sendo punido com multa de 600,00 patacas caso infrinja esta disposição. Porém, se for de noite, no trânsito em vias bem iluminadas, o condutor pode utilizar os mínimos em substituição dos médios.

Consideram-se máximos as luzes, também destinadas a iluminar a via, para a frente, a uma distância mínima de 100 metros. Como em Macau há muitas ruas com duas faixas, se utilizar os máximos descuidadamente e houver veículos que transitem em sentido contrário, pode perturbar as pessoas que conduzem estes veículos e causar facilmente um acidente de viação. Assim, a lei proíbe a utilização dos máximos nas seguintes situações: nas vias iluminadas que permitam ver a uma distância mínima de 100 metros; no cruzamento com outros veículos ou peões que transitem em sentido contrário (por exemplo, na situação de duas faixas quando haja um veículo que circule em sentido contrário); quando o veículo transite a menos de 100 metros do que o precede; nas pontes, viadutos e túneis; durante a paragem ou o estacionamento, bem como durante a imobilização ou a detenção da marcha do veículo. Nas situações acima referidas, a utilização dos máximos nas vias iluminadas que permitam ver a uma distância mínima de 100 metros é punida com multa de 600,00 patacas, sendo punido com multa de 1 500,00 patacas nas outras situações em que utilize os máximos.

Obs.: O presente texto tem por referência principal as disposições dos artigos 27.º a 29.º da Lei n.º 3/2007 (Lei do Trânsito Rodoviário).

Texto fornecido pela Direcção dos Serviços de Assuntos de Justiça

LEAVE A RESPONSE

Your email address will not be published. Required fields are marked *