Evangelização de rua nas Ruínas de São Paulo

Talentos, habilidades e vocações

Talentos, habilidades e vocações.

A Comissão Diocesana para as Vocações organizou, no passado sábado, uma acção de evangelização em frente às Ruínas de São Paulo, com o intuito de promover os valores católicos não só entre os jovens em idade escolar, como dá-los a conhecer aos residentes e turistas em geral.

O evento contou com a participação de mais de três centenas de alunos e professores de estabelecimentos do Ensino Não Superior, cinco jovens da paróquia de Santo António e cerca de trinta irmãs de diferentes congregações religiosas do território.

«Em primeiro lugar, quisemos levar os adolescentes de várias escolas a actuar e a mostrar os seus talentos ao público, especialmente aos turistas e pessoas que vivem nas proximidades [das Ruínas de São Paulo]. Assim sendo, também convidámos os estudantes a partilhar oitocentas lembranças, com um cartão de oração, que preparámos com antecedência para oferecerem a qualquer pessoa que estivesse a assistir», disse a’O CLARIM Andrea Iun, na qualidade de membro da Comissão Diocesana para as Vocações.

«Tivemos vários tipos de actuações. Por exemplo, um grupo tocou banjos e outro apresentou uma peça teatral. E houve música moderna executada por alunos de uma escola primária e por uma equipa de miúdas. Os pais assistiram e encorajaram», referiu a também professora de conhecimentos gerais e de literatura inglesa no Colégio Yuet Wah.

A intenção inicial era levar a palavra de Deus a qualquer pessoa em Macau, mas os membros da Comissão decidiram que o mais apropriado seria que os estudantes de várias escolas católicas fossem os principais destinatários.

«A melhor maneira que encontrámos foi a de realizar um evento onde pudessem mostrar os seus talentos e habilidades. Ao mesmo tempo, esperámos que pudessem aprender algo com os sacerdotes e com as irmãs», frisou Andrea Iun, acrescentando que «há mais e mais escolas a querer participar neste evento», tendo já vários estudantes manifestado o desejo de frequentar a Catequese. «Alguns não são católicos, mas ficaram curiosos em querer saber mais sobre a religião», sublinhou.

Os estabelecimentos de ensino que aderiram à iniciativa foram o Colégio Yuet Wah, Colégio Dom Bosco, Colégio do Sagrado Coração de Jesus, Colégio Diocesano de São José, Colégio Mateus Ricci, Instituto Salesiano, Colégio de Santa Rosa de Lima, Escola Católica Estrela do Mar e Escola São Paulo. A Comissão Diocesana para as Vocações é presidida pela irmã salesiana Teresina Ng.

PEDRO DANIEL OLIVEIRA

pedrodanielhk@hotmail.com

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *