América

Igreja ajuda na reconstrução do Haiti

Igreja ajuda na reconstrução do Haiti

A Igreja Católica nos Estados Unidos vai destinar cinco milhões de euros ao trabalho pastoral na América Latina e no Caribe, um milhão e setecentos mil euros dos quais para a reconstrução do Haiti.

De acordo com a Agência Fides, “os projectos para o Haiti dizem respeito à formação de quatrocentos agentes pastorais provenientes de quatro paróquias atingidas pelo furacão Matthew, além de uma primeira subvenção para ajudar a reconstruir as igrejas na parte ocidental do Haiti”, afectadas pelo mesmo fenómeno natural.

Recorde-se que em 2016 o Haiti foi atingido por uma catástrofe que causou mais de mil mortos e deixou milhares de pessoas desalojadas.

Uma calamidade que ocorreu seis anos depois de um terramoto que tinha destruído grande parte do País e ceifado a vida a mais de trezentos mil habitantes.

O apoio agora enviado para o Haiti, por parte da Conferência dos Bispos dos Estados Unidos, foi reunido graças à «generosidade dos católicos» nos EUA, realça D. Eusebio Elizondo, responsável pela Comissão para a Igreja Latino-Americana.

Aquele responsável, também bispo auxiliar de Seattle, mostra-se «tocado» pelo gesto que fará «a diferença na vida de inúmeras pessoas na América Latina e no Caribe».

«Esta generosidade reflecte o amor e a compaixão de Deus», salienta D. Eusebio Elizondo.

 

SÍRIA

O bairro de Al-Zizieh, situado numa zona maioritariamente cristã perto do centro histórico de Aleppo, na Síria, viu fugir mais de cem mil cristãos por causa da violência e da perseguição de grupos jihadistas.

«A zona ocidental de Aleppo não apareceu tanto nos Meios de Comunicação Social mas sofremos também muito com a guerra», comenta Kevork Mavian, empresário de origem arménia, em declarações à fundação pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (AIS).

A destruição está bem visível no interior do Centro Desportivo Al-Yarmouk Youth Center, situado no Al-Zizieh.

«Caiu uma bomba que deixou o pavilhão completamente inutilizado, tivemos que retirar o entulho e agora estamos a recuperar a estrutura de maneira para que, mais tarde, possamos reconstruir o telhado», refere Mavian, o responsável do centro.

A Fundação AIS está a contribuir com trinta mil euros para que as obras possam começar o mais cedo possível.

«Poder continuar com todas estas actividades desportivas é muito reconfortante, dá-nos muita esperança e alimenta certamente a nossa fé», sublinha Kevork Mavian.

O centro desportivo conta também com uma zona de restauração onde as famílias cristãs vão para celebrar os aniversários, baptismos, primeiras comunhões e até casamentos.

In ECCLESIA

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *