A Diocese de Macau após a passagem do Hato – III

Fátima quase em ordem, Penha recupera

Fátima quase em ordem, Penha recupera

A passagem do tufão Hato por Macau deixou um rastro de destruição na igreja de Nossa Senhora de Fátima. A’O CLARIM, o pároco José Ángel Hernández elogiou o trabalho de «muitos paroquianos e voluntários» que «ajudaram a limpar e a deitar fora as mobílias destruídas e os papéis irrecuperáveis», em resultado da subida do nível de água a 1,4 metros do piso térreo.

«Os homens ficaram com a tarefa de cortar e retirar as árvores caídas. Houve também membros do Centro Pastoral Diocesano para a Juventude com a nobre tarefa de limpar a paróquia.

Os documentos e livros importantes ficaram a secar ao Sol durante muitos dias», descreveu o padre Hernández, acrescentando: «adquirimos um novo computador para o escritório e houve pessoas a oferecer computadores em segunda mão para o centro de idosos. Também recebemos cadeiras e alguma mobília com o mesmo propósito. Já temos quase tudo em ordem».

Entretanto, o Instituto Cultural referiu, através de um comunicado em Chinês, que está acompanhar os trabalhos de recuperação da igreja da Penha, especialmente da área com a imagem de Nossa Senhora. Todas as árvores caídas foram removidas e iniciou-se a reconstrução das partes danificadas do edifício e da vedação, estimando que os trabalhos fiquem concluídos em Novembro. Aconselhou também os turistas e peregrinos a prestarem atenção à sua segurança quando visitarem o local.

P.D.O.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *