Jornal O Clarim

Semanário Católico de Macau

CONHECER AS LEIS DE MACAU
Local Todas as Categorias

Conhecer as Leis de Macau

Disposições relativas ao transporte de passageiros das motas

Em Macau, as motas constituem um meio de transporte muito comum e as que circulam nas vias são principalmente ciclomotores e motociclos. Os ciclomotores referem-se às motas equipadas com motor de propulsão de cilindrada não superior a 50 cm3; os motociclos referem-se às com motor de propulsão de cilindrada superior a 50 cm3.

É proibido o transporte de passageiros em mota de lugar único

Nos termos do Regulamento do Trânsito Rodoviário, a lotação não pode exceder a indicada pelos fabricantes do veículo em causa. É de notar que a lotação aqui mencionada se refere ao número de passageiros que inclui o condutor. Assim, se a mota fabricada for de lugar único, é apenas permitido transportar o condutor, sendo proibido o transporte de qualquer outro passageiro. No caso dos motociclos, é permitido apenas transportar passageiros em condições que obedeçam as disposições legais, designadamente as regras sobre o peso, a potência e o tamanho dos assentos do veículo, entre outras.

É proibido o transporte de passageiros com idade inferior a 6 anos

 Alguns encarregados de educação transportam crianças nas motas, especialmente para a escola e para casa. No entanto, de acordo com a Lei do Trânsito Rodoviário, nos motociclos e nos ciclomotores é proibido o transporte de passageiros com idade inferior a 6 anos, sendo punido com multa de 600,00 patacas aquele que infringir este disposto. Na verdade, a multa representa uma punição necessária imposta aos transgressores, mas o importante é que seja garantida a segurança das crianças.

É proibido o transporte de passageiros quando a carta de condução tenha sido obtida há menos de 1 ano

 Para garantir a segurança, a lei estabelece que é proibido o transporte de passageiros em mota quando o seu condutor esteja habilitado a conduzi-la (obtenção de carta de condução) há menos de 1 ano, sendo obrigatório colocar, em local visível da retaguarda da mota, um sinal distintivo que identifique a condição do condutor ser titular de carta de condução há menos de 1 ano. O sinal distintivo pode ser uma chapa em alumínio ou um autocolante de plástico, com inscrição da letra portuguesa «P» em material retro-reflector. O condutor que infringir estas duas disposições é punido com uma multa de 600,00 patacas.

Obs.: Na elaboração do presente artigo, foram tidas como principal referência as disposições do artigo 22.º do Decreto-Lei n.º 17/93/M (Regulamento do Trânsito Rodoviário), do artigo 66.º da Lei n.º 3/2007 (Lei do Trânsito Rodoviário) e do Despacho do Chefe do Executivo n.º 271/2007.

Texto fornecido pela Direcção dos Serviços de Assuntos de Justiça

LEAVE A RESPONSE

Your email address will not be published. Required fields are marked *