Pontifícia Universidade da Santa Cruz inclui Macau e Hong Kong em programas de angariação de fundos e formação de jovens e adultos

Melhorar a Igreja, educando a Sociedade

Melhorar a Igreja, educando a Sociedade.

Angariar fundos para financiar cursos para jovens e adultos de baixa classe social é o objectivo de dois programas geridos pela Pontifícia Universidade da Santa Cruz, que agora tem Macau e Hong Kong como potenciais novos doadores. Uma pequena delegação da instituição de Ensino Superior, com sede em Roma, esteve na RAEM, e deixou bem vincada a intenção de começar a trabalhar de forma intensa nas duas Regiões Administrativas Especiais.

A Pontifícia Universidade da Santa Cruz (PUSC), em Roma, incluiu por decisão da Reitoria as Regiões Administrativas Especiais de Macau e Hong Kong em dois programas sob a sua égide e interligados entre si – o primeiro destinado à angariação de fundos e o segundo à formação de jovens e adultos de baixa classe social. As verbas acumuladas através do primeiro programa servirão para financiar o segundo programa.

Uma pequena delegação da PUSC, composta pelo padre Cristian Mendoza, professor na Faculdade de Comunicação Social, e por Álvaro Carpintero, director para a promoção e desenvolvimento da instituição de Ensino Superior, estiveram em Macau no passado fim-de-semana, tendo reunido com algumas personalidades ligadas à diocese local, a fim de avaliar a realidade social, económica e académica da RAEM. Durante os encontros, procuraram sensibilizar quem de direito para a mais-valia dos referidos programas, no que diz respeito ao dia-a-dia da diocese de Macau e, em última instância, à Igreja Católica nesta zona do globo.

Entre outros projectos que os dois responsáveis da PUSC gostariam de ver realizados no território, como por exemplo uma conferência aberta à sociedade – envolvendo entidades públicas e privadas –, está a possibilidade da diocese de Macau promover e reforçar a formação dos seus recursos humanos, por meio da frequência de cursos académicos ministrados pela PUSC em Roma.

Estas revelações foram feitas a’O CLARIM no passado dia 5 de Agosto, na véspera do padre Cristian Mendoza e de Álvaro Carpintero se deslocarem a Hong Kong. Na região vizinha estiveram igualmente reunidos com responsáveis da diocese liderada pelo bispo D. Michael Yeung, e com inúmeras personalidades de vários quadrantes da sociedade.

A realidade e importância dos media na RAEHK foi um dos principais temas de conversa nas diferentes sessões de esclarecimento.

José Miguel Encarnação

jme888@gmail.com

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *