Faleceu Thomas Favier, Frade Lassalista (1942-2017)

Thomas Favier

Uma inspiração para várias gerações de Hong Kong.

O falecimento do frade lassalista Thomas Favier, no passado dia 7 de Setembro, aos 75 anos de idade, é encarado pelo director d’O CLARIM, padre José Mario Mandía, como a perca de um homem bom para a sociedade, um servo de Cristo e uma inspiração para várias gerações que passaram pelo Colégio de São José, em Hong Kong.

O seu corpo foi a enterrar no sábado, 23 de Setembro, no Cemitério Católico de São Miguel, na RAEHK. A missa fúnebre foi co-celebrada por D. Joseph Ha, bispo auxiliar da diocese de Hong Kong, e por sacerdotes, também ex-alunos do colégio onde Thomas Favier foi director e depois superintendente.

«Conheci o irmão Thomas em 2006 quando os estudantes da União Cristã me convidaram a celebrar as missas das quartas-feiras. E quando soube que um dos meus primeiros nomes era “Joseph” (José), associou imediatamente ao nome da escola. ‘– Com esse nome, você é definitivamente o homem ideal para a função’, disse-me, valendo-se do seu característico bom humor. Desde então, tenho vindo a celebrar as missas das quartas-feiras, já lá vão onze anos», lembrou o padre Mandía.

O religioso dos Irmãos de La Salle «dava o seu melhor para participar nas missas das quartas-feiras organizadas pelos alunos», excepto quando «as suas funções de superintendente exigiam que estivesse num outro lugar».

«Sei como falava com os alunos de manhã, nos intervalos ou no campo de futebol. Fiquei impressionado pela forma como se lembrava do nome de mais de mil alunos, certificando-se ao mesmo tempo que escola mantinha os elevados padrões de ensino. Tenho a certeza que muitos educadores podem aprender com o seu exemplo», testemunhou o padre Mandía.

Thomas Favier nasceu em County Kerry (Irlanda), a 9 de Fevereiro de 1942. Juntou-se aos Irmãos de La Salle, em 1955, e foi estudar para Inglaterra após completar o noviciado em 1959. Chegou a Hong Kong no início de Setembro de 1964, juntamente com o frade Patrick Tierney. Foi colocado no Colégio de São José, instituição que serviu durante mais de meio século. Deixou de exercer funções a 1 de Setembro de 2014, por motivos de saúde.

 

A instituição de ensino

O Colégio de São José, instituição de ensino para rapazes que remonta ao século XIX, em substituição de uma escola onde se ensinava o Português como segunda língua, contribuiu ao longo dos tempos para a formação de reputadas personalidades de Hong Kong em diversas áreas, tais como, John Leong Chi Yan (Saúde), Benjamin Yu (Profissões Jurídicas), Denis Lo Yuk Ming (Educação), Chau Tak Hay (Governo), Abraham Razack (Homem de Negócios), Li Fook Shu (Contabilista), Lam Wo Hei (Indústria da Construção e Arquitectura), Leslie Santos

(Desporto) e Reinaldo Maria Cordeiro (Artes Performativas), entre outros.

PEDRO DANIEL OLIVEIRA

pedrodanielhk@hotmail.com

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *