Category Archives: Portugal

Maria de Lurdes Botelho Machado

Maria de Lurdes Botelho Machado

Saudades de um “siu ngap”

«Havia uma regra de ouro em casa: não se discutia à mesa! E, da primeira, e única vez que isso aconteceu, o Professor levantou-se, não disse uma palavra. Pregou uma chapada em mim e na minha irmã e deixou a sala de jantar… Nunca mais houve discussões depois desse dia! A disciplina era uma constante mas não era rígida, mesmo para os padrões da época. Aliás, tanto o meu pai como a minha mãe eram bem liberais e deixavam as quatro filhas andar à vontade e os castigos nunca eram pesados».

Associação Hípica Terapêutica e o seu Presidente Mendia de Castro

A nobreza ao serviço dos outros

A nobreza ao serviço dos outros

Luís Eduardo Mendia de Castro orgulha-se de poder traçar as suas origens a uma época anterior à formação do Condado Portucalense. Mais precisamente, na pessoa de Maria de Alvarez de Castro, que em 1065 se casou com Fernando Sanchez, filho natural de Sancho I, rei de Aragão e Navarra. Originária do norte de Espanha, «essa gente andou depois de lado para lado», pela Ibéria fora.

Por sua sugestão, damos um salto até 1300.

Efeméride: Vasco da Gama morreu na véspera do Natal de 1524

Teimosia que deu frutos

Teimosia que deu frutos

Vasco da Gama, porventura o mais conhecido navegador e explorador da Era dos Descobrimentos, que se destacou ao protagonizar a mais longa viagem oceânica até então realizada, “superior a uma volta completa ao mundo pelo Equador”, morreu em Cochim na véspera de Natal de 1524. No fim da sua vida exerceu, durante algum tempo, o cargo de Vice-Rei da Índia. Capacidade de comando e ferocidade têm sido as características mais apontadas ao descobridor do caminho marítimo que permitiu inundar o mercado europeu com as especiarias asiáticas. Alentejano de Sines, cedo ganhou a confiança de D. João II, que lhe incumbiu várias missões conduzidas por ele com sucesso, as mais relevantes já em pleno reinado do “Venturoso”.

Universidade de Coimbra inaugura Instituto Confúcio

UNIVERSIDADE DE COIMBRA INAUGURA INSTITUTO CONFÚCIO

Farmácias chinesas nos hospitais portugueses

Os hospitais portugueses podem, muito em breve, passar a contar com farmácias de medicina chinesa, segundo adiantou a’O CLARIM o director do Instituto Confúcio da Universidade de Coimbra, João Corrêa-Cardoso. É uma medida que conta com o apoio do Ministério da Saúde de Portugal.

Doutorado em Linguística Portuguesa pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, onde é professor auxiliar, João Corrêa-Cardoso foi escolhido para presidir à parte portuguesa do Instituto Confúcio da Universidade de Coimbra (IC-UC) ainda antes deste ser inaugurado a 4 de Julho deste ano.

Henrique Alexandre da Fonseca, Director da “Revista de Marinha”

HENRIQUE ALEXANDRE DA FONSECA

«Marinha brasileira é a fiel depositária da Escola Naval Portuguesa»

Henrique Alexandre da Fonseca, almirante na reserva, está à frente de uma revista ligada aos assuntos do mar chamada Revista de Marinha, projecto que subsiste «graças à carolice de inúmeros colaboradores» e da tenacidade deste militar algarvio.

Da sua vasta experiência profissional, Fonseca, em declarações a’O CLARIM, destaca uma inesquecível travessia do Pacífico Sul a bordo da fragata João Belo, o primeiro navio onde serviu. «Estava-se em 1970», diz. «Partimos de Lourenço Marques rumo a Macau, Timor e Austrália».

Universidade de Coimbra integra alunos da RPC

Mais encanto em Chinês

Mais encanto em Chinês

A história da Universidade de Coimbra (UC) e a China cruzam-se desde tempos imemoriais. Desde o século XVI que a instituição portuguesa de Ensino Superior desempenha um papel importante na acumulação de conhecimento sobre o Oriente e, nomeadamente, sobre a China, assim como tem “representado” Portugal no estabelecimento de contactos entre a Europa e o antigo Império do Meio. Prova disso é o extenso espólio existente nas diversas bibliotecas que fazem parte do pólo da UC.

Maria de Deus Manso, Professora Universitária

Maria de Deus Beites Manso

«Com os jesuítas a nossa língua podia ter chegado mais longe».

A professora e investigadora Maria de Deus Beites Manso, docente na Universidade de Évora, fala a’O CLARIM sobre o seu mais recente livro, “História da Companhia de Jesus em Portugal”, com a chancela da Editora Parsifal.

Ana Paula Laborinho, Presidente do Instituto Camões, anunciou nos Estados Unidos

Ensino de Português à distância

Ensino de Português à distância.

Na sua segunda viagem à Califórnia enquanto presidente do Instituto Camões, Ana Paula Laborinho, no decorrer de uma recepção oferecida ao secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, salientou, em jeito de alerta, aquilo com que tem vindo a ser confrontada sempre que visita as comunidades portuguesas. «Estamos a lidar com terceiras gerações que já não têm a mesma relação com a língua portuguesa e se calhar temos de lhes passar o interesse pelo Português por outras razões».

À conversa com três alunos chineses em Aveiro

Estudar em Portugal para regressar à China

Estudar em Portugal para regressar à China

A aposta da Universidade de Aveiro (UA) em cursos focados na China, seja na cultura, na língua ou em outro aspecto da sua sociedade, é mais do que evidente. Mas não é apenas no sentido Portugal-China que recai a aposta. O Advanced Course on Tourism and Hospitality Studies, por exemplo, é um dos cursos que leva alunos da China para Portugal e há outros atractivos na UA que têm feito com que dezenas de alunos chineses optem pela cidade do Norte de Portugal para aprofundar os seus conhecimentos científicos.

José Luís Carneiro, Secretário de Estados das Comunidades Portuguesas

JOSÉ LUÍS CARNEIRO

Oito prioridades para 2017.

Na recente visita a San José, Califórnia, José Luís Carneiro, secretário de Estado das Comunidades Portugueses, elencou, num discurso dirigido à influente comunidade portuguesa local, esmagadoramente de origem açoriana, oito prioridades na política para as Comunidades Portugueses no ano que se avizinha.

A primeira delas é a de protecção e apoio aos portugueses presentes «em todas as geografias do mundo».

Curso Avançado em Estudos de Turismo e Hospitalidade

Aveiro “serve” Guizhou

Aveiro “serve” Guizhou

No seguimento das conversas d’O CLARIM com académicos da Universidade de Aveiro, soubemos da existência do Curso Avançado em Estudos de Turismo e Hospitalidade, dedicado a alunos chineses, mais propriamente da Universidade Normal de Guizhou. Damos-lhe todos os pormenores.

O “Advanced Course on Tourism and Hospitality Studies” (denominação em Inglês, visto o curso ser totalmente ministrado nesta língua, embora tenha uma componente de Português) foi organizado no último ano lectivo, entre Setembro de 2014 e Junho de 2015, tendo contado com a participação de quinze alunos provenientes da Universidade Normal de Guizhou.

Centro de Estudos Asiáticos de Universidade de Aveiro

Pensar a China com os olhos no resto da Ásia

Pensar a China com os olhos no resto da Ásia

No seguimento de todo o sucesso e interesse que tem existido em redor dos cursos ministrados pela Universidade de Aveiro (UA) em áreas relacionadas com a China e, num âmbito mais geral, com a Ásia, foi criado em 1998 um centro dedicado ao estudo científico de tudo o que tenha a ver com esta parte do mundo.

Universidade de Aveiro busca novos parceiros na China

Carlos Rodrigues

A vez da electrónica e das telecomunicações.

As relações da Universidade de Aveiro (UA) com a China remontam aos anos oitenta (1987-1988) do século passado, quando o então Departamento de Engenharia Cerâmica e do Vidro (actualmente dominado Departamento de Engenharia de Materiais e Cerâmica) acolheu vários investigadores da China, dando assim início a uma colaboração que nunca mais parou de crescer – «laços entre a Universidade de Aveiro e organizações de ensino superior chinesas que ainda hoje se podem verificar e que têm contribuído para uma aproximação em crescendo que continua a ser valorizada no presente e que reúne condições para um significativo aprofundamento no futuro», nas palavras do director do Mestrado de Estudos Chineses, o professor Carlos Rodrigues.

A Diáspora Chinesa em Portugal – 1

A DIÁSPORA CHINESA EM PORTUGAL – 1

Uma forma auto-suficiente de estar na sociedade.

Com a aproximação de mais um aniversário da fundação da República Popular da China, O CLARIM analisa, nesta e na próxima edição, o fenómeno da diáspora chinesa em Portugal.

País tradicionalmente fornecedor de emigrantes, Portugal é hoje um destino de imigrantes. Muitos deles vindos da China. Sobre a sua presença e a forma como se organizam e se vão adaptando à realidade portuguesa, tem-se debruçado nestes últimos tempos o historiador Alfredo Gomes Dias, durantes largos anos residente em Macau.

Espinho, capital do cinema de animação

Cinanima, um festival que vem do Atlântico

A cidade de Espinho acolhe um dos festivais de cinema mais antigos de Portugal, consagrado, neste caso, a um género muito particular: a animação. O Cinanima – Festival Internacional de Cinema de Animação, iniciativa da Cooperativa de Acção Cultural Nascente, é o segundo mais importante festival do género em todo o mundo e realiza-se anualmente em Novembro.