Category Archives: Entrevista

Comandante Pedro Pires, Ex-Presidente de Cabo Verde

Comandante Pedro Pires

Dia da independência é momento de reafirmação.

Prestes a terminar o périplo pela Grande China, o comandante Pedro Pires falou a’O CLARIM sobre as transformações registadas no gigante asiático nos últimos cinquenta anos e sobre a importância que atribui ao Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa. No campo religioso, o antigo Presidente e Primeiro-Ministro de Cabo Verde elogiou a estabilidade entre países cristãos e muçulmanos da faixa costeira ocidental de África e assegurou que as confrontações, maioritariamente com origem no Médio Oriente, não são essencialmente entre o Islão e o Cristianismo, mas sim entre várias correntes do próprio Islão.

Maestro Aurelio Porfiri fala da sua experiência em Roma

MAESTRO AURELIO PORFIRI

Clericalismo é a maior doença da Igreja Católica.

O CLARIM aproveitou a recente passagem de Aurelio Porfiri por Macau para abordar os grandes temas da Santa Sé, desde a reforma da Cúria Romana até aos escândalos do Vatileaks e da pedofilia. O clericalismo está a minar todos os quadrantes da Igreja Católica, sustenta o maestro italiano a residir em Roma, para quem será mais fácil o Papa Francisco visitar a Rússia do que a China.

José Manuel Simões, Coordenador do Departamento de Comunicação e Media da Universidade de São José

José Manuel Simões

Macau perde gente muito qualificada.

O curso de Comunicação e Media da Universidade de São José, inspirado na máxima de Confúcio “aprender, fazendo”, equipara as potencialidades dos alunos locais com as dos estudantes provenientes do estrangeiro, assume José Manuel Simões, para quem o método de ensino que privilegia a memorização cria uma espécie de letargia ao nível das ideias, dos sentimentos e da análise. Referindo que o mercado local não dá continuidade aos alunos estrangeiros de excepcional qualidade, o coordenador do Departamento de Comunicação e Media da USJ sustenta terem caído em “saco-roto” as promessas para resolver o impasse sobre o recrutamento de alunos da China continental.

D. Stephen Lee, Bispo de Macau

D. Stephen Lee

«Os pais são os principais educadores».

D. Stephen Lee está empenhado em melhorar o ensino das escolas católicas, promovendo os valores morais e os laços familiares, através de um trabalho vincadamente pastoral. Num tom espontâneo falou a’O CLARIM sobre educação sexual, reiterou a vontade de ajudar os pais dos alunos do Colégio Diocesano de São José com dificuldades financeiras, e desvalorizou as críticas em torno das obras de restauro do património arquitectónico religioso.

Henrique Nunes, treinador do Benfica de Macau

HENRIQUE NUNES

AFC Cup é o próximo objectivo.

O Benfica de Macau prepara-se para conquistar o tri-campeonato na Liga Elite, feito que muito se deve a Henrique Nunes, para quem o principal objectivo é chegar à AFC Cup e passar a fase do play-off de qualificação. A’O CLARIM o técnico português fala sobre as lacunas do futebol local, a sua passagem pela 1ª Divisão em Portugal, o actual momento do Feirense e do Arouca, sem esquecer as possibilidades da Selecção das Quinas no Euro2016.

Sheyla Zandonai, investigadora da Universidade de Macau

Sheyla Zandonai

«Não está em causa o valor arquitectónico do Hotel Estoril».

O património não está apenas ligado ao material, pois é também cultural, defende Sheyla Zandonai, para quem o Instituto Cultural tem feito um «trabalho muito extenso e intenso», mesmo contando com uma «equipa não muito grande». A’O CLARIM, a investigadora do Departamento de Sociologia da Universidade de Macau fala do impacto da indústria do Jogo, dos negócios tradicionais que já desapareceram e da restauração de edifícios com valor patrimonial. Quanto ao Hotel Estoril, compreende que a população mostre a sua apreensão, por temer que haja «um grande projecto em desenvolvimento» que poderá «beneficiar um sector empresarial ou uma empresa».

Joan Marbeck, dinamizadora da língua Kristang na Malásia

Joan Marbeck

«Estou chocada com Macau».

O Papiá Kristang e o Patuá di Macau são dialectos que estão a desaparecer lentamente, assegura Joan Marbeck, que se diz chocada naquilo em que se transformou a RAEM, no que respeita à herança cultural. A’O CLARIM, a presidente da Comissão para o Património e Cultura da Associação Euro-Asiática de Sengalor e Território Federal, na Malásia, fala das feridas do passado entre portugueses e holandeses, da oportunidade aproveitada pelo Governo malaio para mostrar ao mundo que tolera os cristãos, e da falta de vontade que prevalece no Bairro Português de Malaca.

Manuel Pires, Presidente da Comissão Executiva da TDM

Manuel Pires

«Nunca conseguimos conteúdos dos PALOP».

A escassez de espaço físico continua a ser a principal dificuldade da Teledifusão de Macau, diz Manuel Pires, para quem as plataformas multimédia são um grande desafio. A’O CLARIM, o presidente da Comissão Executiva da TDM fala da aposta na produção de mais conteúdos extra-informação, lamenta a falta de colaboração das estações públicas dos PALOP e descarta a abertura a curto/médio prazo de um canal exclusivamente em Inglês. No plano desportivo, a Liga Chinesa está fora da grelha de programação, assim como acontece com os jogos do Benfica na Primeira Liga.

Deana Barroqueiro, escritora

Deana Barroqueiro

«Há muita gente que reage estupidamente quando se fala em Descobrimentos».

A escritora de romances históricos Deana Barroqueiro tem novo livro na calha. O Clarim foi ouvi-la falar dessa sua nova obra e do desinvestimento nas áreas da Educação e da Cultura por parte do Estado Português, que, no decorrer de 2015, não assinalou devidamente duas importantes efemérides: os 600 anos da tomada de Ceuta e os Quinhentos anos da morte de Afonso de Albuquerque. E é por aí mesmo que iniciamos a nossa conversa.

Suthep Thangsuban, antigo vice-primeiro-ministro tailandês para os assuntos da segurança

Suthep Thangsuban

«Querem que a Tailândia seja um Estado-fantoche».

Sair para as ruas em protesto e causar o “Bloqueio de Banguecoque” foi a última medida para derrubar o regime de Thaksin Shinawatra e salvar a Tailândia da desintegração total, assume Suthep Thangsuban, para quem o golpe de Estado liderado pelo general Prayuth Chan-ocha foi a melhor resposta à necessidade do momento. Em entrevista exclusiva a’O CLARIM, o antigo vice-Primeiro-Ministro para os Assuntos da Segurança afirma que as potências ocidentais estão obcecadas com as eleições gerais e querem que a nação asiática seja um Estado-fantoche.

Carlos Castro, Jurista e Gestor Bancário

Carlos Castro

Investimento é receita para o futuro.

A indústria do Jogo e do entretenimento continua a ter um grande peso na economia de Macau e a diversificação, embora seja um cavalo de batalha que vem desde a Administração Portuguesa, é algo difícil de implementar, sustenta Carlos Castro, em entrevista a’O CLARIM. Para o jurista e gestor bancário, a crise do Jogo é conjuntural e não estrutural, o Banco Asiático de Investimento em Infra-estruturas terá um importante papel a desempenhar à escala global e o Tratado Transpacífico não é uma resposta dos Estados Unidos ao crescente poderio económico da China. Quanto às fortes quedas das bolsas de Xangai e de Shenzhen, acredita que a crise não foi manipulada.

Padre Armindo Vaz, professor de Sagrada Escritura na Universidade Católica Portuguesa

Padre Armindo Vaz

«O inferno é o não sentido de uma pessoa».

A Bíblia não pode ser interpretada à letra, defende o padre Armindo Vaz, que exulta os fiéis a descobrir o sentido dos textos bíblicos. A’O CLARIM, o professor catedrático convidado de Sagrada Escritura na Universidade Católica Portuguesa, em Lisboa, fala sobre as raízes do Cristianismo, a relação com o Judaísmo e o parentesco com o Islamismo, sem esquecer a cruz onde padeceu Jesus Cristo, os falsos profetas, a espiritualidade, o Reino dos Céus, o inferno e a vida para além da morte.

Eduardo Ribeiro, investigador camoniano

Eduardo Ribeiro

Camões em Macau para inglês ler.

Eduardo Ribeiro, conhecido investigador da obra camoniana, antigo residente de Macau, prepara-se para editar em Portugal um novo livro. Desta feita, a obra é em língua inglesa e tem como principal destino o mercado anglo-saxónico.

Padre João Lourenço, Director da Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa

Padre João Lourenço

«A Igreja não é instituição para se impor».

O Ano Santo da Misericórdia instituído pelo Papa Francisco é visto pelo padre João Lourenço como um claro sinal de renovação na Igreja Católica, que se deve converter por dentro, acrescentando que não é instituição para se impor, mas para se propor. A’O CLARIM, o director da Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa aborda também a instrumentalização do Islão nos conflitos armados e compara o posicionamento do Catolicismo e do Islamismo na forma de interpretar os seus textos sagrados.

Jorge Morbey, Historiador

Jorge Morbey

Revisão das fronteiras é a solução para Macau.

A propósito do 16º aniversário da transferência de poderes, o historiador Jorge Morbey sustenta que o mérito sobre o êxito de Macau se deve mais à China do que a Portugal. Em relação ao futuro, prevê que a única solução para a economia do território não passa pela construção de mais aterros, mas sim pela revisão das suas fronteiras. Nesse âmbito, considera «exorbitante» o valor pago pelo arrendamento do terreno da Universidade de Macau.