Category Archives: Centrais

Entre os Cossacos de Kuban – I

Resquícios das antigas kolkhozes

Resquícios das antigas kolkhozes

Staraminskaia, vila-kolkhoz no sul da Rússia, nasceu da associação de um grupo de cossacos. Após a passagem de czaristas e bolcheviques, a população procurara uma nova identidade. Tarefa que não se vislumbrou nada fácil.

A qualquer hora da noite o automóvel particular podia servir de táxi. Sobretudo quando se o utilizava para compensar os magros 100 dólares mensais de salário médio.

Procissão do Santíssimo Sacramento regressou ao Calendário Litúrgico de Macau

PROCISSÃO DO SANTÍSSIMO SACRAMENTO

Um só corpo, uma só Igreja.

Com D. Stephen Lee a Igreja em Macau recuperou uma tradição perdida há 44 anos: a procissão Corpus Christi ou do Santíssimo Sacramento. Centenas de fiéis afluíram às igrejas da Sé Catedral e de São Domingos no passado Domingo, numa manifestação de unidade promovida pelo bispo de Macau.

Desde Junho de 1973 que o dia dedicado à Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo não era abrilhantado com a procissão do Santíssimo Sacramento. No passado Domingo, por iniciativa de D. Stephen Lee, bispo de Macau, a igreja da Sé Catedral voltou a engalanar-se e a encher-se de fiéis, para juntamente com o prelado da Diocese, os sacerdotes e as pessoas consagradas adorarem o Santíssimo Sacramento e acompanharem o andor no centro da Cidade do Santo Nome de Deus de Macau.

Ding Yinnan, Cineasta Chinês da Quarta Geração

Ding Yinnan

«A Revolução Cultural foi um desastre».

A Quarta vem antes da Quinta. Falamos de gerações de cineastas. Na China. Mas para Ding Yinnan, autor do filme “Deng Xiaoping”, já exibido em Macau, ambas as gerações palmilham terreno lado a lado, «trabalham juntas». A diferença reside no peso exercido pelo fantasma da Revolução Cultural que atormenta ainda os cineastas da Quarta, onde se insere, mas não tocou sequer nos da Quinta. Que no entender deste cineasta, natural de Pequim, representam na perfeição o espírito de reforma iniciado por Xiaoping.

Um Novo Pentecostes – 50 Anos da Renovação Carismática Católica

UM NOVO PENTECOSTES

«Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos» (Mt, 11:28).

Depois do Papa Leão XIII ter consagrado o século XX à Terceira Pessoa da Santíssima Trindade, com a oração “Veni Creator Spiritus” (Vem, Espírito Criador), o Papa João XXIII viria a ser o precursor da Renovação Carismática Católica, ao compor como preparação espiritual da Igreja para os trabalho do Concílio Vaticano II a seguinte oração: «Repita-se no povo cristão o espectáculo dos Apóstolos reunidos em Jerusalém, depois da ascensão de Jesus ao céu, quando a Igreja nascente se encontrou reunida em comunhão de pensamento e de oração com Pedro e em torno de Pedro, pastor dos cordeiros e das ovelhas. Digne-se o Divino Espírito escutar da forma mais consoladora a oração que sobe a Ele de todas as partes da terra.

Procissão Fluvial em Honra de Nossa Senhora da Atalaia

PROCISSÃO FLUVIAL EM HONRA DE NOSSA SENHORA DA ATALAIA

Canoas no Tejo e o professor cientista.

A procissão fluvial da Nossa Senhora da Atalaia, que todos os anos acontece no mês de Junho, tem no cientista Fernando Carvalho Rodrigues, “o pai do satélite português”, um dos mais devotados divulgadores e participantes. Lembra-se o professor, tinha ele oito anos, do desejo da sua avó de reabrir ao culto a igreja do Convento de Chelas que ardera em 1823, «pois aí funcionava um armazém de algodão de pólvora». Surgira então uma idosa local mostrando uma imagem da Senhora da Atalaia que dizia ter resgatado do incêndio; imagem essa que protagonizava uma muito antiga procissão fluvial entre Xabregas e Atalaia, na margem sul do Tejo.

Fernando Santos, Seleccionador Nacional de Portugal

«A oração é a força que vence a dúvida»

«A oração é a força que vence a dúvida»

O seleccionador nacional de Portugal agradeceu publicamente a vitória do Euro 2016 a Deus e a Nossa Senhora. Tornou-se aí mais evidente aos olhos do mundo inteiro que Fernando Santos é um homem de fé. À FAMÍLIA CRISTÃ fala do seu reencontro com Deus e do modo como vive a fé.

Director da Revista Família Cristã e Vigário Geral do Opus Dei em Portugal dão o seu testemunho a’O CLARIM

Devoção para o mundo inteiro

Devoção para o mundo inteiro.

Mais do que nunca, a devoção a Nossa Senhora de Fátima deixou de ser exclusiva dos portugueses, tendo atravessado as fronteiras para o resto do mundo. Quem o diz é o padre José Carlos Nunes, director da revista Família Cristã. A ideia é secundada pelo padre José Rafael Espírito Santo. Para o vigário geral do Opus Dei em Portugal, «Fátima é um factor de congregação dos povos».

Desde a eleição de Pedro Hispano (Papa João XXI) para a cadeira de São Pedro, em 1276, que a Igreja Católica em Portugal não vivia um momento tão alto como as comemorações do Centenário das Aparições de Fátima, em que foram canonizados os pastorinhos Francisco e Jacinta Marto.

Lusofonia e Ordem de Malta junto a Nossa Senhora

LUSOFONIA E ORDEM DE MALTA JUNTO A NOSSA SENHORA

Orgulho e voluntariado.

Como já é tradição, são muitas as bandeiras que dão cor aos santuários marianos espalhados pelo mundo, não sendo Fátima excepção. O CLARIM teve a oportunidade de ver as bandeiras de Angola, Brasil, Cabo Verde, Moçambique e Timor-Leste a esvoaçarem entre a multidão que encheu o Santuário de Fátima.

Na adro da Basílica da Santíssima Trindade cruzamo-nos com o timorense Adelino Pereira Fátima, estudante no Instituto Politécnico de Tomar.

Santa Maria, Mãe de Deus – 4

Gaudeant Turba Angelorum!

Gaudeant Turba Angelorum!

No seguimento do que temos vindo a ver, este artigo trata dos dois últimos dogmas relacionados com Maria, o da Imaculada Conceição, proclamado por Pio IX em 1854, e o da Assunção de Maria, doutrina que embora antiga foi declarada dogmática há apenas 67 anos pela pena de Pio XII.

Gonçalo Abecasis, Investigador de Biogenética nos Estados Unidos

GONÇALO ABECASIS

«Para qualquer doença há estudos genéticos em marcha».

Formado em genética na cidade de Londres, Gonçalo Rocha Abecasis, antigo residente de Macau, liderou durante vários anos uma equipa de cinco outros jovens cientistas, na Universidade de Michigan, Ann Arbor, Estados Unidos, e foi responsável por um revolucionário programa informático que permite aos investigadores recolher enormes quantidades de informação genética num maior número possível de indivíduos. Em 2009, Abecasis acabaria por ser convidado para o corpo docente desse mesmo estabelecimento de ensino, na sequência da obtenção, no ano anterior, do prémio de excelência na área da pesquisa concedido pela Escola de Saúde Pública dessa instituição. Quatro anos antes, em 2005, fora nomeado Pew Scholar pelo Pew Charitable Trusts.

Santa Maria, Mãe de Deus – 3

Ecce virgo concipiet et pariet filium!

Ecce virgo concipiet et pariet filium!

Da última vez, vimos que o primeiro dogma que a Igreja declara de modo oficial acerca da Virgem Maria é a proclamação feita pelo Concílio de Éfeso, em 431, da maternidade (objectiva) de Deus: Maria é proclamada “Theotókos” ou Mãe de Deus e não “Christotókos”, ou seja mãe apenas da parte humana de Jesus Cristo. Esta declaração dogmática deriva directamente da chamada Querela Cristológica que indagava acerca da natureza da pessoa de Jesus Cristo, “Homem ou Deus?”.

João César da Neves

Fátima entranha-se

Fátima entranha-se.

Não me lembro quando me confrontei pela primeira vez com a mensagem de Fátima. Desde pequeno, como católico português, vivo à sua sombra. Nascido na Terra da Santa Maria e no 40º. Aniversário das aparições, elas fizeram parte da minha vida desde sempre.

Do que lembro foi da luta que essa mensagem gerou em mim. É que a Senhora tinha pedido para rezarmos o terço todos os dias, e quando era jovem tinha muita dificuldade naquela longa repetição que me parecia sem sentido. Eu e o terço tivemos uma guerra demorada e dramática, com muitas fases e episódios, que ele acabou por ganhar, quando eu já era crescidito.

Terço

Origem, evolução e actualidade da oração

Origem, evolução e actualidade da oração

Vivia num mosteiro um velho monge que não sabia ler nem escrever e com grande desgosto não podia acompanhar os seus irmãos na leitura dos salmos. Como era grande o seu amor, amor verdadeiro, aquele que não conhece nem a preguiça nem o egoísmo, após o seu dia de trabalho, aos pés de Maria, rezava cento e cinquenta Ave Marias perfazendo assim o número dos salmos.

Quando, ao raiar do dia, a comunidade se reunia para a Sagrada Eucaristia ficava estupefacta, porque o altar da Virgem estava coberto das mais belas rosas que jamais haviam visto.

Cidades do Rio Amarelo – 3

Budas, artes marciais e peónias

Budas, artes marciais e peónias

Uma visita a Zhengzhou deve ser obrigatoriamente complementada com um passeio de barco nas águas do Huang He, ou a pé, ao longo das suas margens. Huang He, i.e, Rio Amarelo, é o berço natural da civilização chinesa. Apenas a vinte e quatro quilómetros a norte de Zhengzhou, uma parte do seu leito recebe frequentes visitas. Essa pequena elevação, onde em tempos havia uma estação de bombeamento de água, tornou-se local de atracção turística. Solicita-se a quem lá vai que tente dar-se conta “do feito que é ousar tentar domar as águas de um rio”, que tanto tem sido fonte de riqueza como de desastres. Não muito longe dali, na aldeia de Huayuankun, as tropas do Kuomintang fizeram explodir os diques do rio.

Cidades no Rio Amarelo – 2

Kaifeng, capital de sete dinastias

Kaifeng, capital de sete dinastias

Para os chineses, Kaifeng é uma das sete capitais do Império do Meio, e como tal respeitada. Para os turistas estrangeiros, atraídos pelo exotismo da arquitectura tradicional dos templos e do casario, Kaifeng permanece um dos destinos favoritos na província de Henan, dito berço civilizacional da China. Uma moderna autoestrada liga Kaifeng à capital da província, Zhengzhou, que dali prossegue até Luoyang, outra das antigas capitais, numa extensão total de várias centenas de quilómetros. Uma alternativa impensável na China de há umas décadas, mas que é agora comum um pouco por todo o País, com especial realce na zona costeira.