Daily Archives: December 7, 2018

Padre Alejandre Vergara, Superior da Sociedade de Nossa Senhora da Santíssima Trindade em Macau

PADRE ALEJANDRE VERGARA

«A igreja é o primeiro local que os filipinos procuram».

Fundada há sessenta anos, nos Estados Unidos, a Sociedade de Nossa Senhora da Santíssima Trindade foi encarregada pela diocese de Macau de responder às necessidades espirituais da comunidade filipina radicada no território. Em Macau desde 1999, a congregação faz do trabalho de equipa – e de um esforço de coordenação entre sacerdotes, religiosas e leigos – o método de eleição para levar a Palavra de Deus a quem dela mais necessita. A queda do número de vocações é um dos desafios com que a Sociedade se depara. Entrevistamos o Padre Alejandre Vergara.

Imaculada Conceição de Maria (Padroeira da Diocese de Macau)

IMACULADA CONCEIÇÃO DE MARIA

Bispos gravaram o nome na Basílica de São Pedro.

Amanhã celebra-se a festa da Imaculada Conceição de Maria. Vale a pena recordar o caminho percorrido.

O Papa Francisco diz que a doutrina não muda, mas a Igreja progride na sua compreensão. Efectivamente, Jesus ensinou que «todo o escriba instruído acerca do reino dos céus é semelhante a um pai de família que tira do seu tesouro coisas novas e velhas» (Mt., 13, 52). O Concílio Vaticano II descreve esta dinâmica de fidelidade e descoberta dizendo que «a Igreja é confortada pela força da graça de Deus (…) para que não se afaste da perfeita fidelidade (…) e, sob a acção do Espírito Santo, não cesse de se renovar» (Lumen gentium, 9). A graça concedida a Nossa Senhora é uma destas descobertas: Imaculada, Auxiliadora, Medianeira, Mãe da Igreja!…

USJ: Faculdade de estudos religiosos em festa

USJ: FACULDADE DE ESTUDOS RELIGIOSOS EM FESTA

Professor Stephen Morgan lembrou John Henry Newman.

D. Stephen Lee, bispo de Macau, presidiu na passada terça-feira às celebrações do Dia da Faculdade de Estudos Religiosos da Universidade de São José (USJ), naquela que foi a primeira ocasião em que o galês Stephen Morgan orientou a organização da efeméride enquanto responsável pela instituição de ensino.

D. Stephen Lee presidiu à celebração da Eucaristia, o ponto alto do programa comemorativo da efeméride. Antes, o novo director da Faculdade de Estudos Religiosos da USJ proferiu uma palestra inspirada no Evangelho de São João e subordinada ao tema “A Palavra se fez Carne”. Antigo ecónomo da diocese inglesa de Portsmouth e desde Setembro responsável pelo fomento das vocações religiosas no território, o professor Stephen Morgan abordou na sua intervenção o pensamento e a obra de John Henry Newman, teólogo inglês que defendia um maior envolvimento dos leigos e dos fiéis não ordenados na vida da Igreja.

Ícones Bizantinos em exposição a partir do dia 10 de Dezembro

Porta do Mistério

Porta do Mistério.

Mais de quarenta ícones bizantinos, da autoria dos artistas Theresa Tung Lan Chih e Isidro Aragón Diez, vão estar em exposição na igreja da Sé Catedral, entre a próxima segunda-feira e 6 de Janeiro de 2019.

A mostra tem como objectivo dar aos católicos de Macau a possibilidade de estarem mais próximos de Deus, ao meditarem inspirados pelas pinturas.

Unidos a Maria Santíssima no Encontro com o Menino Jesus

Advento leva ao Salvador

Advento leva ao Salvador.

Iniciámos no passado Domingo, dia 2 de Dezembro, o novo Ano Litúrgico (Ano C) com o Advento que antecede o Natal. Seguem-se quatro semanas para meditarmos no mistério da Encarnação, que dele se resplandecem Maria Santíssima e Nosso Senhor Jesus Cristo – Deus que se fez homem. Nos próximos dias esperamos a vinda gloriosa do Senhor, e lembramos a espera dos profetas e de Nossa Senhora pelo nascimento do Salvador em Belém. A palavra “Advento”, que provém do Grego parusia, significa “presença”, “chegada”, “presença iniciada”.

Capa 7-12-18

Capa 7-12-18

Portugal acolhe jornadas mundiais da juventude 2022

PORTUGAL ACOLHE JORNADAS MUNDIAIS DA JUVENTUDE 2022

Jovens são a prioridade da Igreja nos próximos anos

As Jornadas Mundiais da Juventude de 2022 vão realizar-se em Portugal, nos arredores de Lisboa. A quatro anos de distância, ainda não é lícito que a diocese de Macau venha a estar representada no evento. A possibilidade foi abordada pel’O CLARIM junto do Centro Pastoral Diocesano para a Juventude, que reiterou que a próxima edição do encontro, que se realiza no Panamá entre 23 e 27 de Janeiro, não vai contar com a presença de representantes do território.

Tammy Chio, secretária-geral do Centro Pastoral, adiantou que o organismo foi contactado por dois ou três jovens locais que manifestaram interesse em deslocar-se à América Central, mas a distância e o facto da demanda suscitada pelo certame não ter sido mais expressiva acabam por justificar a ausência de um grupo em representação da Igreja Católica em Macau.

Teologia, Uma dentada de cada vez (11)

Jesus tinha um plano de sucessão?

Jesus tinha um plano de sucessão?

Muitas pessoas vêem Jesus Cristo como sendo excepcional e aceitam a Sua divindade, embora também para muitas seja uma personagem ligada a um passado muito remoto, sem conexão com o presente. Será assim? Ou, por outro lado, Jesus assegurou que a Sua missão continuaria através dos séculos?

Os Evangelhos Sinópticos (Mateus, Marcos e Lucas) dizem-nos que Jesus escolheu pessoalmente doze homens, de entre os Seus seguidores (discípulos), aos quais entregou uma missão especial (enquanto apóstolos): «E Ele chamou os Seus doze discípulos e concedeu-lhes autoridade [poderes] sobre os espíritos impuros, para expulsá-los e curar todas as doenças e enfermidades (Mateus 10:1)»; «Subiu a uma montanha e chamou aqueles que quis; eles vieram ter com Ele. E designou doze, para ficar com Ele, para serem enviados a pregar, e tinham autoridade [poder] de expulsar os demónios (Marcos 3:13-15)»; «Naqueles dias, Ele subiu a uma montanha para rezar, e rezou continuamente a Deus, durante toda a noite. E quando se fez dia, chamou os Seus discípulos, e escolheu doze de entre eles, aos quais chamou de apóstolos (Lucas 6:12-13)».

Crianças no Sofá

CRIANÇAS NO SOFÁ

Acha que o seu filho não se motiva com nada?

As férias do Natal estão à porta. Entre o tempo para não fazer nada, o tempo para a brincadeira e o tempo para actividades de interesse, alguns pais e avós podem confrontar-se com crianças a quem nada parece despertar a vontade, o entusiasmo ou a motivação. Haverá motivos para preocupação?

Quem convive com crianças sabe que não é só uma frase feita, mas é um facto que, mesmo criadas pelas mesmas pessoas e com as mesmas rotinas, as crianças são todas diferentes. E se as há motivadas, focadas e apaixonadas por alguma coisa, também as há mais dispersas, sem certezas quanto a pontos de interesse, que saltam de actividade em actividade porque não conseguem adorar uma, mais amigas de um “não me apetece fazer nada, nem gosto muito disso”.

Cimeira do Clima na Polónia

CIMEIRA DO CLIMA NA POLÓNIA

Igreja alerta contra alterações climáticas

O Vaticano e várias instituições católicas estão presentes na Cimeira do Clima – COP24 que decorre na Polónia, com um apelo global contra os efeitos das alterações climáticas.

O documento foi assinado em Outubro, na cidade de Roma, pelos presidentes de seis confederações continentais das Conferências Episcopais, em defesa de acções políticas e da comunidade internacional contra os efeitos das alterações climáticas.

Rota dos 500 Anos

Zwarte Piet, uma tradição de Natal

Zwarte Piet, uma tradição de Natal

A quadra natalícia aproxima-se a passo de corrida. Em Macau, pelo que é dado a ver nas redes sociais e na Comunicação Social, a iluminação está como sempre: muito elaborada e como manda a tradição. Confesso que sinto falta dos presépios das esquadras de polícia. Um dos meus passatempos nesta época do ano era ver e apreciar a criatividade dos homens responsáveis pela segurança pública de Macau.

Aqui nas Caraíbas o Natal é quente, mas nem por isso deixa de ser vivido com maior intensidade. E devo dizer que recentemente fiquei a conhecer mais um aspecto curioso ligado à tradição do Pai Natal e desta quadra em si.

Um livro de vivências que reflecte uma vida com sentido

“Ventos de Mudança”

“Ventos de Mudança”

A vida é um constante fluir na cadência dos nossos dias e na construção do nosso ser que urge formar, desenvolver, aperfeiçoar e consolidar.

Somos peregrinos na terra, em busca da Pátria prometida, o Céu, miragem única e fascinante que a todos atrai e incita a alcançar. Vidas simples, outras mais complexas, algumas sem história, outras contadas e reforçadas pelo palpitar do coração e dos sentidos que despertam uma avassaladora ambição de viver todos os momentos como se fossem os últimos e os únicos.

Na verdade, a vida é uma viagem admirável, é uma vertigem que passa ou um rio que corre sempre no seu leito, uns dias mais agitado, outros mais tranquilo, mas não volta nunca para trás, o seu fim é a foz…

Fotolegenda

FOTOLEGENDA

FOTOLEGENDA – Stephen Lee, bispo de Macau, participa no jantar anual da Associação dos Trabalhadores da Função Pública de Macau, na companhia do Chefe do Executivo, Fernando Chui Sai On, e do presidente da colectividade de carácter sindical, José Pereira Coutinho. Em segundo plano, a presidente da Assembleia Geral da ATFPM, Rita Santos, profere o discurso de boas-vindas aos mais de mil e 600 sócios e amigos que se juntaram com o objectivo de comemorar o 19.º aniversário do estabelecimento da RAEM, os 31 anos da criação da ATFPM e o Natal.

Bengala e o Reino do Dragão – 55

Maamuni e o Elefante Branco

Maamuni e o Elefante Branco

Se verdade é que nos rios e ao longo da costa os mogóis sempre fracassavam frente aos arracaneses, convém não esquecer que o potencial dos primeiros – com um exército com mais de setecentos mil homens, admirável montante para a época – era infinitamente superior. A ambição de Thiri-thu-dhamma ia muito além da simples ampliação dos seus domínios: ele pretendia conquistar toda a Bengala. Ora, como poderia almejar semelhante coisa se não tivesse o apoio dos portugueses, mesmo que em contingente – umas centenas de homens – bastante limitado? Fosse como fosse, lutar contra o império mogol parecia ser propósito impraticável. Mesmo assim, Thiri-thu-dhamma estava disposto a correr o risco. Não era ele, afinal, o supremo guardião do Maamuni (o Buda) e Senhor do Elefante Branco e, como tal, o maior rei budista daquela região? Maior que o rei do Ceilão, maior que o rei do Sião, maior que o rei da Birmânia. Mais. Thiri-thu-dhamma acreditava que lhe caberia a ele o papel de “redentor do mundo”. Ou seja, esperava poder vir a reencarnar como Buda e assim unir o mundo desunido e a todos levar paz, felicidade e salvação. E só o conseguiria (saber se fora ele o escolhido) tentando algo de grandioso. Caso tivesse sucesso na cruzada contra o mogol muçulmano, então do seu destino seria senhor.

Cismas, Reformas e Divisões na Igreja-LXXXVI

CISMAS, REFORMAS E DIVISÕES NA IGREJA – LXXXVI

O Relativismo – III

Voltamos às questões e dissidências na Igreja, às heresias e divisões, às crises, externas e internas. E eis de novo o relativismo. Este que é uma das correntes filosóficas que mais tem alastrado na sociedade contemporânea. Neste «nosso mundo [que] é o teatro de uma batalha entre o bem e o mal», como referia Santo Inácio de Loiola, fundador da Companhia de Jesus, nos seus “Exercícios Espirituais”, recordado por Bento XVI à XXXV Congregação Geral da Companhia de Jesus (Jesuítas), em 2008, que ainda acrescentou, nessa alocução, que «(…) estão em acção poderosas forças negativas, que causam aquelas dramáticas situações de subjugação espiritual e material dos nossos contemporâneos (…)». Bento XVI disse ainda, mais analítico que profético, no mesmo contexto, que «estas forças manifestam-se hoje de muitas formas, mas com particular evidência através de tendências culturais que se tornam com frequência predominantes, como o subjectivismo, o relativismo, o hedonismo e o materialismo prático».