Monthly Archives: January 2018

Padre Leonard Dollentas, Ex-Militar da Força Aérea das Filipinas, hoje ao serviço da Diocese de Macau

Padre Leonard Dollentas

«O método de Duterte não é totalmente uma trapalhada».

Ex-major da Força Aérea das Filipinas, o padre Leonard Dollentas descreve como foi ser piloto e atirador militar antes de chegar a Macau, com espírito missionário. A’O CLARIM, o sacerdote diocesano da igreja da Sé Catedral também fala dos combates para libertar Marawi dos insurgentes islâmicos e da guerra contra a droga encetada pelo Presidente Rodrigo Duterte.

João Garcia Bires, Embaixador cessante de Angola na RPC

João Garcia Bires

Macau alarga os interesses de Angola.

O embaixador cessante de Angola na República Popular da China, João Garcia Bires, em jeito de balanço do seu mandato, destacou a importância que Macau tem para as relações entre o gigante asiático e os Países de Língua Portuguesa (PLP).

«Por razões históricas, Macau tem uma importância singular. A primeira está no factor língua. A segunda, por ser a plataforma por onde giram os nossos interesses comuns», sublinhou João Garcia Bires.

Humanidade em risco de aniquilação

Amnésia familiar

Amnésia familiar.

Numa época de enorme amnésia familiar e social, a Associação Famílias sugeriu um dia de “Memórias da Família”, o qual é celebrado todos os anos, no primeiro Domingo de Dezembro.

“Preservar e promover a memória familiar colectiva é trabalhar por famílias mais equilibradas e por uma sociedade contemporânea mais estável”.

Mira, Arte Xávega e Desertificação

Salvar as futuras gerações

Salvar as futuras gerações.

O nosso futuro começa a ser definido a cada dia que passa e para isso contribui tudo o que nos rodeia, tanto as pessoas como o próprio Ambiente.

Durante este período de permanência em Portugal, por motivos de saúde como os nossos leitores sabem, estamos instalados na minha terra natal, a Vila de Mira, no distrito de Coimbra. A terra que me viu crescer, onde estão as raízes do que me define.

O mau, o bom e o assim, assim

O mau, o bom e o assim, assim

Com a aproximação do Fórum Económico Internacional, que vai juntar em Davos (Suíça), nos fins de Janeiro, os principais líderes políticos e empresariais do mundo, foi publicado um relatório internacional de uma organização não-governamental, a Oxfam, que nos dá conta dos profundos desequilíbrios sociais no mundo.

Mais de 80 por cento da riqueza criada no mundo em 2017 foi “engordar” os mais ricos, que representam apenas 1 por cento da população mundial. A riqueza obtida em 2017, por esse grupo restrito de multimilionários, dava para acabar, mais de sete vezes, com a pobreza extrema que grassa no nosso planeta.

Capa 26-01-18

Capa 26-01-18

Madagáscar: uma sugestão de viagem

A Grande Ilha do Trópico de Capricórnio

A Grande Ilha do Trópico de Capricórnio

Estive trinta dias em Madagáscar e não avistei um único lêmure. Tão pouco enchi o olho com o emblemático embondeiro. Um e outro, espécies indígenas. E, não obstante, é como se tivesse visto tudo sem ter visto quase nada, tal a intensidade do viver nestas paragens onde o tempo, dir-se-ia, congelou. Já vos explico: uma estada de um mês chega para muito pouco. A não ser que se opte pela via aérea, uma constante entre os turistas ocidentais (orientais? nem vê-los!), pois as estradas são bastante básicas. Para terem uma ideia: a número 7, suprassumo rodoviário malgaxe, equivale a uma estrada terciária de qualquer país europeu.

Olhando em Redor

Poluição para inglês ver

Poluição para inglês ver

Macau voltou esta semana a ser afectada por uma enorme poluição atmosférica, registando concentrações máximas de partículas no ar muito acima do recomendado pela Organização Mundial da Saúde.

Já em Maio do ano passado idêntico problema tinha surgido, sem que as autoridades governamentais da RAEM tivessem, desde então, feito algo de significativo para minimizar o problema, o qual é de difícil solução mas pode ser minimizado.

Professor Carlos André lança novo livro de poemas

Mar de emoções

Mar de emoções

O professor Carlos André e a editora Livros do Oriente lançam no próximo dia 30 de Janeiro, na Fundação Rui Cunha, pelas 18 horas e 30, o livro de poemas e fotografias “…o sol, logo em nascendo, vê primeiro”. A apresentação estará a cargo da professora Vera Borges.

De acordo com nota distribuída pela Livros do Oriente, a obra, cujo título se inspirou na oitava estrofe do canto primeiro d’Os Lusíadas, reúne 41 poemas e 51 fotografias do autor, como resultado do seu contacto com vários territórios e países asiáticos, designadamente o Líbano, Camboja, Vietname, China continental, Macau, Malaca e Japão. A concepção gráfica é de Gabriel Cordeiro.

Deão Cláudio Lo

Mensageiro da Boa Nova

Mensageiro da Boa Nova

Mandada rezar pelo Grupo dos Colaboradores de Missa Dominical da Comunidade Portuguesa da Paróquia de Santo António, celebrou-se, no passado dia 13 de Janeiro, pelas 11 horas, uma missa em sufrágio da alma do Deão Cláudio Lo, ex-pároco da referida paróquia. À missa presidiu, de bom grado, um outro ex-pároco, padre Francisco Xavier Chan, que enalteceu o papel desempenhado pelo seu predecessor.

Agradece-se a grande participação de pessoas que se quiseram associar ao piedoso acto, bem como a gentileza do actual pároco, padre Pedro Lee, que cedeu gratuitamente a igreja para o efeito.

Fotolegenda

Festival Sinulog

TRADIÇÃO FILIPINA

Um grupo feminino do Festival Sinulog, realizado em Macau no passado dia 21 de Janeiro, abre os leques para saudar o Santo Niño de Cebu. O evento tem lugar todos os anos no terceiro Domingo do mês de Janeiro.

Conhecer as Leis de Macau

Apresentação (VII) – Regime de previdência central não obrigatório

Apresentação (VII) – Regime de previdência central não obrigatório

A Lei n.º 7/2017 (Regime de previdência central não obrigatório) entrou em vigor no dia 1 de Janeiro de 2018, tendo como objectivo reforçar a protecção social dos residentes da Região Administrativa Especial de Macau na velhice, bem como complementar o regime da segurança social vigente. As verbas dos titulares das contas individuais do fundo de previdência central não obrigatório são geridas de forma centralizada através das próprias contas individuais, onde se incluem: as contribuições provenientes pelo trabalho prestado a diferentes empregadores, as contribuições individuais e as verbas repartidas provenientes do Governo.

Filosofia, uma dentada de cada vez (49)

Que factores podem limitar a liberdade?

Que factores podem limitar a liberdade?

A liberdade “baseia-se na razão e na vontade” (Catecismo da Igreja Católica, 1731). No Ser Humano (ao contrário dos Anjos) estas duas capacidades não trabalham a sós – elas são condicionadas por outros factores. Deixem-nos falar desses factores.

Ignorância ou erro. Ignorância não é o mesmo que erro. A ignorância é a falta de conhecimento e a falta de informação. O erro, por outro lado, é causado por falta de julgamento. A ignorância é, em princípio, quando não se sabe se alguma coisa é encarnada ou azul; erro é quando, incorrectamente ou por engano, pensamos que algo é azul, quando de facto é encarnado.

O Nosso Tempo

Os papagaios de Deus

Os papagaios de Deus

O Papa Francisco no Chile e no Peru. Mais uma etapa, muito significativa, do grande caminheiro.

Referir-me-ei aqui apenas ao Chile. Em Santiago, Francisco falou da Igreja, à Igreja. E apelou ao não-clericanismo, tendo insistido, no encontro com os bispos, na necessária recusa duma concepção dos leigos como pertença de bispos e padres, ou seus empregados. E foi mesmo mais ousado, dizendo que os leigos não são papagaios (sic), mas pessoas livres de se exprimirem.

China

Autoridades investigam advogados que defendem cristãos

Autoridades investigam advogados que defendem cristãos

A fundação pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) denuncia que as autoridades da província de Yunnan, no Sul da China, estão a investigar os advogados de cristãos “acusados” de terem ligações a uma igreja evangélica considerada “ilegal”.

Na informação enviada à agência ECCLESIA, o secretariado português da AIS explica que a Igreja “Three Grades of Servants” foi considerada como “seita” e, nesse contexto, “perigosa” pelos responsáveis do Partido Comunista Chinês.