Daily Archives: November 3, 2017

Padre Bonifacio García Solís, Líder Dominicano da Província de Nossa Senhora do Rosário

PADRE BONIFACIO GARCÍA SOLÍS

Proclamar a Boa Nova a quem não conhece o Evangelho.

Instalar comunidades dominicanas em mais países asiáticos e ter missionários vocacionados para as novas gerações são os principais objectivos da Província de Nossa Senhora do Rosário, da qual Macau faz parte. A’O CLARIM, o líder provincial, padre Bonifacio García Solís, aborda vários aspectos da formação e fala dos desafios da evangelização e das preocupações imediatas da Ordem.

Professor Daniel Baird Wallace, referência Mundial no Estudo e Crítica do Novo Testamento em Grego

PROFESSOR DANIEL BAIRD WALLACE

Os escribas nunca comprometeram a palavra de Deus.

O Novo Testamento contém 27 livros redigidos em Grego, que datam da segunda metade do século I d.C.: quatro Evangelhos, o livro dos Actos dos Apóstolos, treze Cartas de Paulo, a Carta aos Hebreus, sete Cartas denominadas católicas ou universais – por não terem destinatário determinado – e o livro do Apocalipse. O Novo Testamento dá cumprimento ao Antigo Testamento, superando-o, apresentando-se como testemunha de novos factos e novas palavras de Deus, com os actos e ensinamentos de Jesus na sua morte e ressurreição. Nestas circunstâncias foram surgindo diversos escritos, sendo que alguns dependeram de escritos anteriores.

Portal Electrónico vende experiências e promove a Cultura Local

Follow me... igrejas

Follow me… igrejas.

A Follow Me Macau, “start-up” fundada por Hugo Felício e por Marco Duarte Rizzolio, criou um portal electrónico com o mesmo nome direccionado para a aquisição de serviços na área do entretenimento e lazer, e para a promoção de atracções turísticas e culturais da RAEM, nas quais se incluem as igrejas católicas.

«Macau não é Macau sem as suas igrejas», disse a’O CLARIM Hugo Felício, justificando a importância que os edifícios de matriz católica representam para o portal idealizado pelos dois empreendedores portugueses residentes no território.

IPIM e Fórum Macau visitam Portugal e Brasil

IPIM E FÓRUM MACAU VISITAM PORTUGAL E BRASIL

Capacidade produtiva em marcha.

Delegações do Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (IPIM) e do Secretariado Permanente do Fórum Macau deslocam-se, entre 18 e 26 de Novembro, a Portugal e ao Brasil com o intuito de desenvolverem sinergias relacionadas com a capacidade produtiva.

Em Lisboa deverão participar numa mesa redonda sobre a Cooperação Económica e Comercial entre a China e Portugal, assente na Expansão do Comércio de Importação e Exportação, incluindo a produção dos produtos alimentares dos Países de Língua Portuguesa, e sobre a Promoção da Cooperação da Capacidade Produtiva, envolvendo a produção de equipamentos básicos e grandes equipamentos electrónicos.

Reflexão sobre vários patrimónios

Valmor e outras arquitecturas

Valmor e outras arquitecturas.

Quando morreu, em 1898, Fausto de Queiroz Guedes, visconde de Valmor, mal imaginava quantas viriam a ser as interpretações dadas ao galardão que ele acabara de instituir para o futuro, assim expresso no seu testamento: “Deixo mais cincoenta contos à Cidade de Lisboa afim de que esta quantia forme um Fundo cujos rendimentos anuais constituam um Prémio que será anualmente dado em duas partes iguais ao Proprietário e ao Architecto do mais bello prédio ou casa edificada em Lisboa, com a condição porém de que essa casa nova, ou restauração de edifício velho, tenha um estylo architetónico Classico, Grego ou Romano, Romão-Gothico ou da Renascença, ou algum tipo artístico Portuguez, enfim um estylo digno duma cidade civilizada”.

Capa 03-11-17

Capa 03-11-17

Bispos Franceses explicam o “Halloween”

Não mais do que um divertimento

Não mais do que um divertimento

A Conferência Episcopal Francesa (CEF) divulgou na sua página online um conjunto de trabalhos sobre a festa de Todos os Santos, assinalada a 1 de Novembro, em contraponto ao Halloween.

“Enquanto o Halloween é uma festa do medo, com as crianças (e adultos) a divertirem-se a causar medo aos outros e a elas próprias, a evocação católica é uma festa de comunhão, comunhão com os santos, a 1 de Novembro, e com os fiéis defuntos, no dia seguinte”, refere um dos textos da CEF.

Covela, Tecedeiras e Boa-vista no Clube Militar

COVELA, TECEDEIRAS E BOA-VISTA NO CLUBE MILITAR

Jantar das três quintas

Três quintas do Douro (Quinta de Covela, Quinta das Tecedeiras e Quinta da Boa-Vista) deram um toque especial a quatro especialidades gastronómicas assinadas pelos irmãos António e Óscar Geadas, servidas durante um jantar realizado por ocasião da última edição do Festival de Gastronomia e Vinhos do Clube Militar de Macau.

Quinze comensais juntaram-se na Sala de Bridge da vetusta agremiação, a convite da Palatium Fine Wines, com o Rosé (Edição Nacional 2016) da Quinta de Covela a servir de cicerone – um autêntico cartão de visita com sabor a morango.

A Diocese de Macau após a passagem do Hato – VI

Seminário e Carmo sem constrangimentos

Seminário e Carmo sem constrangimentos

O tufão Hato causou danos significativos no Seminário de São José. Contudo, o funcionamento das instalações decorre em condições consideradas normais, cerca de dois meses e meio após a catástrofe ter assolado Macau.

«As janelas da sacristia estão a ser substituídas, limpámos todas as árvores e as plantas danificadas no complexo, e também plantámos outras. As instalações estão agora num estado normal, tal e qual como antes da passagem do tufão.

Filomena Zuleima Cascais

Filomena Zuleima Cascais

Traquina e diferente

Filomena Zuleima Cascais é a irmã mais velha dos três irmãos Cascais. Anteriormente falámos com Luís Cascais, no encontro que se realizou na Mealhada. Desta vez, no encontro que marcou o Festival das Lanternas, conhecemos Zuleima e passámos uns momentos agradáveis a desfiar a sua vida e ligação a Macau. Laços que à semelhança do irmão nunca mais esqueceu, apesar de ter deixado o território em tenra idade.

Nasceu a 9 de Fevereiro de 1940 e veio para Portugal depois de terminar o Ensino Primário na antiga colónia portuguesa.

O Nosso Tempo

Crónica do juiz distraído

Crónica do juiz distraído

Correu há tempos, nas redes sociais em Portugal, apelando à adesão de subscritores (e foram milhares os que responderam…), uma petição pública para que fosse sujeito a reprovação disciplinar o juiz que, em processo clamoroso de violência doméstica, interposto por mulher agredida pelo marido e pelo amante – em estranho conluio – resolveu perorar, na sentença, sobre o adultério. E criticar a adúltera, em vez de fustigar a agressão e de punir os agressores.

Isto é, o Meritíssimo enganou-se de perspectiva e julgou-se Deus…

Filosofia, uma dentada de cada vez (38)

Estará a Natureza a trabalhar para o seu final?

Estará a Natureza a trabalhar para o seu final?

No artigo anterior falámos sobre a Causa Final: a razão pela qual uma pessoa actua. Mas, e se agora quem actua não for uma pessoa, mas um animal, ou uma planta, ou algo sem vida? (inanimado). As suas acções também terão uma causa final? Vimos que a causa final é algo que o agente ou a causa eficiente tinha em mente, a sua intenção primária. Mas as coisas inanimadas, plantas ou animais, não têm mente. Fazem as coisas baseadas no seu instinto ou natureza. Assim sendo, parece que não podem ter uma causa final.

Fotolegenda

BJORK MAIS PRIMEIRO

BJORK MAIS PRIMEIRO

Depois de Ningbo (China) foi a vez de Motegi (Japão). As más condições meteorológicas voltaram a marcar o desempenho dos pilotos em mais uma etapa do WTCC. Nada que tivesse impedido Thed Bjork de consolidar a liderança do mundial (228,5 pontos), agora à frente de Norbert Michelisz (212). Tiago Monteiro voltou a não correr por aconselhamento médico.

Cismas, Reformas e Divisões na Igreja – XLI

João Calvino

João Calvino

Para muitos foi o maior teólogo protestante. João Calvino. Outros até o alcandoram a um estatuto só superado por Santo Agostinho de Hipona, no Ocidente. Não nos interessam aqui os “rankings”, mas estamos a falar de um teólogo largamente seguido. Calvino nasceu na França, em Noyon, a 10 de Julho de 1509, e faleceu em Genebra (Suíça), a 27 de Maio de 1564. Não conheceu pessoalmente Lutero, mas como este foi também um dos maiores reformadores de Quinhentos e com uma influência multissecular e mundial, um radical que abalou a Igreja e com ela cindiu, intencionalmente…

Bengala e o Reino do Dragão – 2

O porto pequeno de Satgaon

O porto pequeno de Satgaon

Tomé Pires e Duarte Barbosa são os primeiros a dar-nos notícias dos reinos de Bengala povoados por “gente de peleja e de trato”, ou seja, guerreiros e mercadores, chamando desde logo a atenção para riquezas como o algodão, o açúcar, o gengibre e os “panos pintados e finos”. Foi apenas uma questão de tempo até que os portugueses começassem a chegar, aportando ao principal porto fluvial (com o nome de Bengala), e percorrendo depois o leito do rio a jusante ao longo de dois dias até chegar ao porto de Satgaon, que passaria a ser designado como “Porto Pequeno”, para diferenciá-lo de Chatigão, também conhecido como Porto Grande de Bengala, e onde os portugueses se encontravam instalados pelo menos desde 1518.