Monthly Archives: August 2017

Cismas, Reformas e Divisões na Igreja – XXXII

Franciscanos Espirituais e Fraticelli

Franciscanos Espirituais e Fraticelli

Antes de avançarmos para as heresias pós-Cisma do Ocidente seria importante recordarmos aqui um dos movimentos religiosos e espirituais mais importantes e influentes na Idade Média, que teve sempre, dir-se-ia, “um pé na heresia e outro na ortodoxia”. Brotando da grande árvore que era o Franciscanismo, reavivou o debate mais importante da fase final da época medieval, a questão da Pobreza. Na palavra de ordem que era então o Evangelho e a reivindicação da pureza das Sagradas Escrituras como modelo de salvação e único projecto de vida. O conflito no seio da Ordem Franciscana entre a ortodoxia e os Espirituais e os Fraticelli constitui o pano de fundo d’O Nome da Rosa, de Umberto Eco.

Papa contra horóscopos e cartomantes

A fé dá um sentido aos problemas da vida

A fé dá um sentido aos problemas da vida

O Papa Francisco afirmou no passado Domingo, no Vaticano, que a fé «dá sentido» à vida e não é uma «fuga» aos problemas do quotidiano, acrescentando que a consulta de «horóscopos e cartomantes» é sinal de começar a «bater no fundo».

«Quando não nos agarramos à Palavra do Senhor e para ter mais segurança se consultam horóscopos e cartomantes começa-se a bater no fundo», disse o Papa no encontro dominical com os peregrinos presentes na Praça de São Pedro para a oração do Ângelus.

Conhecer as Leis de Macau

Lei n.º 8/2017 (Alteração ao Código Penal) – Ⅰ - Parte 1

Lei n.º 8/2017 (Alteração ao Código Penal) – Ⅰ – Parte 1

O Código Penal está em vigor há já mais de 20 anos, desde 1 de Janeiro de 1996. Durante este período de tempo, embora fosse alvo de cinco alterações legislativas com a finalidade de dar resposta aos problemas específicos que surgiram na sociedade, verificou-se que, com o desenvolvimento contínuo da sociedade, algumas disposições previstas no código, sobretudo as diversas disposições relativas aos crimes contra a liberdade e autodeterminação sexuais, já deixaram de responder eficazmente às exigências de salvaguarda da estabilidade social. Perante tal, o Governo da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM) decidiu proceder, com prioridade, à revisão das disposições em causa.

Cartoon 18-08-17

Cartoon 18-08-17

Padre Andrzej Blazkiewicz, Missionário no Caminho Neocatecumenal

Padre Andrzej Blazkiewicz

«Há que recuperar os laços nas relações familiares».

Natural da Polónia, onde conheceu Karol Wojtyla (Papa João Paulo II), o padre Andrzej Blazkiewicz está em Macau para servir a missão do Caminho Neocatecumenal. Responsável pelo aconselhamento familiar, sustenta a’O CLARIM que o sucesso de um casal reside essencialmente na disponibilidade em ouvir o outro. E há também que dar atenção aos filhos, ou seja, às novas gerações.

Diáspora Macaense de Hong Kong

Fronteira com a China, Macau Joaquim Magalhães de Castro/LUMEWORLD

Vinte anos após o “handover”.

A comunidade portuguesa de Hong Kong foi de extrema importância para a vida económica e cultural daquela antiga colónia britânica. Ao longo das décadas os seus melhores filhos foram partindo para longínquas paragens e a comunidade está hoje muito reduzida e envelhecida. Para além do prestigiado Club Lusitano, do Club de Recreio (hoje com a maioria de sócios chineses), da Escola Camões, que de português tem o nome, de alguns pequenos restaurantes, de alguns técnicos e de uns tantos produtos portugueses ali vendidos, pouco mais existe. Até o Consulado de Portugal fechou e os assuntos dos cerca de trinta mil portugueses ali inscritos, dos quais muitos são de etnia chinesa, passaram para o Consulado Geral de Portugal em Macau.

Gualter Vera Cruz, Delegado de São Tomé e Príncipe no Fórum Macau

Gualter Vera Cruz

Aeroporto de São Tomé espera investimento chinês.

O delegado de São Tomé e Príncipe no Fórum Macau, Gualter Vera Cruz, disse ontem a’O CLARIM que o seu país conta com o investimento chinês para desenvolver a infra-estrutura aeroportuária situada na ilha de São Tomé e para a construção de um porto de águas profundas.

De igual forma, sustentou que um leque de novas oportunidades se abre após São Tomé e Príncipe ter aderido ao Fórum Macau no passado mês de Março, com realce para os sectores do turismo e das pescas.

USJ e IEEM organizam curso do mar e da água

USJ E IEEM ORGANIZAM CURSO DO MAR E DA ÁGUA

Saber o que diz a lei.

A Universidade de São José (USJ) e o Instituto de Estudos Europeus de Macau (IEEM) co-organizam, entre os dias 1 e 3 de Setembro, o curso com 18 horas de duração intitulado “Lei do Mar e da Água”.

Ministrado em Inglês, “o programa abrange um vasto aspecto de temas relevantes, incluindo os antecedentes históricos da Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar (UNCLOS), os limites marítimos, a preservação do meio marinho, o conceito de planeamento geográfico (MSP), a economia marítima sob os quadros jurídicos regionais e internacionais, a liberdade de navegação, a criminalidade e os direitos humanos no mar”, refere a USJ em comunicado de Imprensa.

Capa 11-08-17

Capa 11-08-17

Maria Arcelina

Maria Arcelina

Cinco anos inesquecíveis.

Maria Arcelina Chantip Clementino de Santiago nasceu em 1953 no Hospital Conde de São Januário. Foi registada na freguesia da Sé. Na grande parte do tempo que passou em Macau andou entre a zona das Portas do Cerco e a Rua da Madrezinha, onde viviam os avós. Depois dos primeiros anos na península mudou-se para Coloane, passando a viver dentro do acantonamento militar porque o seu pai fazia parte do contingente português ali estacionado.

A mãe, sino-mexicana, que para além do Espanhol materno também dominava o Chinês paterno e o Português, conheceu o pai nos primeiros anos que este serviu em Macau como militar.

Campeonato da China de Carros de Turismo

Ávila culpa diferencial e motor

Ávila culpa diferencial e motor

O piloto Rodolfo Ávila iniciou a segunda metade da temporada do Campeonato da China de Carros de Turismo (CTCC) com o objectivo de melhorar o 7º lugar da geral que actualmente ocupa, em igualdade pontual com o 5º e o 6º classificados, e de lutar pelas posições cimeiras nas três jornadas duplas que faltam disputar.

«O CTCC deste ano não tem sido uma época muito fácil. Depois das corridas que fizemos no ano passado estava com espectativas mais altas para o início do campeonato.

Olhando em Redor

CAEAL patriótica

CAEAL patriótica

Algo nunca visto e impensável até há pouco tempo, na ainda curta história da RAEM, é o facto de termos um “braço armado”, vulgo Comissão de Assuntos Eleitorais da Assembleia Legislativa (CAEAL), para controlar as eleições legislativas que se avizinham.

Ante de prosseguir o meu raciocínio, esclareço que a expressão “braço armado” não é referente a qualquer célula terrorista – como se torna bastante evidente pela actuação da própria CAEAL – mas sim a um órgão que se faz valer de alguma legislação em vigor para legitimar a sua conduta.

A Rússia e o Ocidente

Entre o frio escaldante e o calor gelado

Entre o frio escaldante e o calor gelado

A Rússia lançou uma nova Guerra Fria contra o Ocidente, diz-se por estes dias. E o Ocidente? Está a responder na mesma moeda? Uma parte, sim – ou pelo menos parece estar a preparar-se para isso. Outra parte – a principal – dá sinais contraditórios.

No século XX, duas visões da História enfrentaram-se com estrondo dentro das universidades e não só.

Filosofia, uma dentada de cada vez (28)

A Morte está relacionada com a Mudança Substancial

A Morte está relacionada com a Mudança Substancial

Da última vez examinámos os dois tipos de mudança: a mudança acidental e a mudança substancial.

Vimos que na mudança acidental há um aspecto que permanece (a substância) e um aspecto que vem ou vai (o acidente ou, como também é chamado, a forma acidental). Quando uma manga (substância) amadurece, a sua cor (um acidente) muda de verde para amarelo, e o sabor (outro acidente) passa de amargo para doce. Continua a ser a mesma substância, com formas acidentais diferentes.

Um horizonte europeu menos carregado

Um horizonte europeu menos carregado

O receio da União Soviética, que depois da II Guerra Mundial “anexou” vários países do Leste europeu, representou um cimento para a integração da Europa Ocidental. Com o colapso do comunismo e o fim da Guerra Fria, esse cimento desapareceu. Depois da queda do Muro de Berlim, a maioria dos países que haviam estado sob o poder soviético optou por aderir à União Europeia, além da NATO.

Esse grande alargamento da UE era necessário do ponto de vista geo-estratégico, mas complicou a tomada de decisões na Europa comunitária.