Belarmino Barbosa, Delegado de Angola no Fórum Macau

Diversificação também preocupa Luanda. Macau assume-se cada vez mais como plataforma privilegiada entre a China e os Países de Língua Portuguesa, refere Belarmino Barbosa. A’O CLARIM, o delegado de Angola no Fórum Ler Mais

Combonianos assinalam fundação e chegada a Macau

150 anos em Missão. Os Missionários Combonianos do Coração de Jesus assinalaram, no passado sábado, os 150 anos da sua fundação em Verona (Itália) e os 25 anos da chegada a Macau, Ler Mais

Festival do Bolo de Bate-Pau em Portugal

Quilómetros para matar a saudade. Como já vem sendo hábito nos últimos anos, o grupo de amigos “Filo Filo di Macau” organizou um encontro para assinalar o Festival das Lanternas, ou Festival Ler Mais

Núcleo de Animação Cultural de Goa, Damão e Diu visitou a Terra Santa

Em busca das memórias bíblicas. Um grupo de vinte membros do Núcleo de Animação Cultural de Goa, Damão e Diu, liderado pelo advogado Rui Cunha, presidente do Conselho de Directores da instituição, Ler Mais

Palatium Fine Wines organizou primeiro jantar de vinho do Porto em Macau

Ponte de amizade. A Palatium Fine Wines, de Pedro Lobo, em parceria com a Burmester, uma das mais conceituadas casas do Vinho do Porto, e a Cigraal, empresa importadora de charutos com Ler Mais

 

Belarmino Barbosa, Delegado de Angola no Fórum Macau

Belarmino Barbosa

Diversificação também preocupa Luanda.

Macau assume-se cada vez mais como plataforma privilegiada entre a China e os Países de Língua Portuguesa, refere Belarmino Barbosa. A’O CLARIM, o delegado de Angola no Fórum Macau fala sobre a diversificação económica angolana com o objectivo de fugir à dependência do petróleo e explica a importância do investimento chinês no seu país.

Combonianos assinalam fundação e chegada a Macau

COMBONIANOS ASSINALAM FUNDAÇÃO E CHEGADA A MACAU

150 anos em Missão.

Os Missionários Combonianos do Coração de Jesus assinalaram, no passado sábado, os 150 anos da sua fundação em Verona (Itália) e os 25 anos da chegada a Macau, com celebração eucarística na igreja de São José Operário, presidida pelo bispo D. Stephen Lee, seguida de um momento de convívio.

«Nestes 25 anos de presença na Cidade do Santo Nome estivemos e estamos ao serviço da diocese de Macau nas tarefas de primeira evangelização e trabalho pastoral, bem como no apoio à Igreja na China através do projecto Fen Xiang», disse a’O CLARIM o padre Manuel Machado.

Festival do Bolo de Bate-Pau em Portugal

FESTIVAL DO BOLO DE BATE-PAU EM PORTUGAL

Quilómetros para matar a saudade.

Como já vem sendo hábito nos últimos anos, o grupo de amigos “Filo Filo di Macau” organizou um encontro para assinalar o Festival das Lanternas, ou Festival do Bolo Lunar, que se festejou no passado dia 5 de Outubro.

Este ano, com a vantagem de ser também feriado em Portugal, a participação foi ainda mais notória. Foram reservados lugares para quarenta e quatro pessoas, sendo que, no final, apareceram quarenta e duas. Estiveram também presentes no convívio duas crianças, da Zona Centro e do Norte de Portugal.

Núcleo de Animação Cultural de Goa, Damão e Diu visitou a Terra Santa

NÚCLEO DE ANIMAÇÃO CULTURAL DE GOA, DAMÃO E DIU VISITOU A TERRA SANTA

Em busca das memórias bíblicas.

Um grupo de vinte membros do Núcleo de Animação Cultural de Goa, Damão e Diu, liderado pelo advogado Rui Cunha, presidente do Conselho de Directores da instituição, visitou entre os dias 28 de Setembro e 6 de Outubro vários lugares bíblicos da Terra Santa.

O primeiro dia foi aproveitado para visitar o Carmel Shuk (Mercado de Carmel) e para conhecer as praias de Tel Aviv, em Israel.

Palatium Fine Wines organizou primeiro jantar de vinho do Porto em Macau

Palatium Fine Wines

Ponte de amizade.

A Palatium Fine Wines, de Pedro Lobo, em parceria com a Burmester, uma das mais conceituadas casas do Vinho do Porto, e a Cigraal, empresa importadora de charutos com sede em Hong Kong, organizou um jantar no passado dia 7 de Outubro, no hotel Sofitel (Ponte 16).

Limitado a 24 pessoas, o convívio teve início no bar Rendezvous, onde os comensais trocaram as primeiras palavras da noite ao sabor de uma taça de Vinho do Porto Branco (Burmester Extra Dry White).

Capa 13-10-17

Capa 13-10-17

O Nosso Tempo

Por quem rezou a Polónia?

Por quem rezou a Polónia?

O deambular, algo abstracto, a que me dedico mais abaixo, tem uma âncora em algo muito concreto, saído do mundo das notícias. Na Polónia, no Domingo passado, milhares de católicos abeiraram-se das fronteiras do País e rezaram.

Por quem rezaram os polacos?

As motivações são sempre muito individuais, mesmo que o apelo à reunião tenha invocado razões colectivas.

A Diocese de Macau após a passagem do Hato – III

Fátima quase em ordem, Penha recupera

Fátima quase em ordem, Penha recupera

A passagem do tufão Hato por Macau deixou um rastro de destruição na igreja de Nossa Senhora de Fátima. A’O CLARIM, o pároco José Ángel Hernández elogiou o trabalho de «muitos paroquianos e voluntários» que «ajudaram a limpar e a deitar fora as mobílias destruídas e os papéis irrecuperáveis», em resultado da subida do nível de água a 1,4 metros do piso térreo.

«Os homens ficaram com a tarefa de cortar e retirar as árvores caídas. Houve também membros do Centro Pastoral Diocesano para a Juventude com a nobre tarefa de limpar a paróquia.

A “poeira” das eleições

A “poeira” das eleições

Neste Outono, admiravelmente quente para uns e horrivelmente seco para outros, os portugueses dividem-se entre o prolongar do Verão estival nas praias e a preocupação com a seca e as suas consequências nas culturas vegetais, na criação do gado, na pesca, nos intermináveis incêndios, na insuficiência de água nas albufeiras, barragens, e na dificuldade em obter água potável.

Para os turistas, de todo o género, seis meses de Sol e calor colocaram Portugal na “zona do Equador” e no “top” das férias.

A experiência de leccionar no Japão

oaquim Magalhães de Castro/LUMEWORLD

Da espontaneidade e da educação

Depois do CR7, Wenceslau de Moraes é seguramente o português mais conhecido no Japão, porém, ao contrário do futebolista, só o é no meio académico e estudantil. Moraes tem um pequeno museu em Tokushima, onde morreu. Lá está o túmulo e um pequeno templo com a fotografia do escritor no altar. Em tempos falei com Jorge Cavalheiro, professor de Português com vasta experiência em terras do Sol Nascente, e disse-me que nas suas aulas sempre tivera a preocupação de falar dele e de nomes ilustres como Fernão Mendes Pinto, Luís de Almeida e outros jesuítas menos conhecidos. «Tudo o que é português eles preservam», garantia.

Claretianos em festa

CLARETIANOS EM FESTA

O padre Mario Bonfaini (em primeiro plano, ao centro) comemora, rodeado de outros clérigos, o jubileu de ouro da sua ordenação sacerdotal. A celebração na igreja de São Lourenço, coincidindo com a Festa dos Claretianos e a assembleia-geral da delegação claretiana no Sudeste Asiático, realizadas a 5 de Outubro, assinalou também a beatificação dos 109 mártires da congregação, a decorrer a 21 de Outubro próximo em Barcelona (Espanha).

Os Homens do Império Sombra – 2

Joaquim Magalhães de Castro/LUMEWORLD

Mercenários, casados e os religiosos

Esta semana continuamos a contar com o contributo do historiador Manuel Lobato, concentrando agora a nossa atenção nos portugueses que conseguiram criar, consolidar e gerir uma feitoria-fortaleza no Sirião, no sul do actual Myanmar, e sob os auspícios do rei do Arracão, senhor de uma região situada a norte, nas imediações do actual Bangladesh e que em finais do século XVI e inícios do século XVII constituía o mais poderoso monarca da região. A primeira questão que colocamos ao nosso entrevistado relaciona-se com a quantidade de pessoas que residiram nessa fortaleza.

Filosofia, uma dentada de cada vez (35)

O que são as Quatro Causas?

O que são as Quatro Causas?

Vimos que uma causa é algo que afecta o ser de outra coisa, de forma positiva. Aristóteles dizia existirem quatro tipos principais de causas, que ele dividia em dois grupos: causas intrínsecas e causas extrínsecas (ou externas). Vamos falar primeiro sobre as causas intrínsecas.

As causas intrínsecas encontram-se na própria coisa, e para as coisas materiais as causas intrínsecas são as causas materiais e as causas formais. A causa material é apenas algo de que é feito, como, por exemplo, um cachimbo é feito de madeira, um instrumento musical é feito de latão, uma escultura é feita de mármore, etc.

Cartas do Bornéu – 32

Totens e o basto dos daiaques

Totens e o basto dos daiaques

Povoam, aqui e ali, a área da aldeia cultural de Santubong, com lago ao centro, uns intrigantes toros de madeira totalmente esculpidos com figuras geométricas, ou de animais, que ao contrário dos seus imensamente coloridos contrapartes dos povos nativos do Canadá – os designados First Nation – primam pela ausência de cor. São tão escuros que à distância difícil se torna identificar as figuras neles esculpidas. Uma das razões de ser da sua existência é, afinal, e quem diria, de carácter funerário. Na realidade, o dito totem pode não passar de uma simples urna erigida no solo. Numa das salas dos vários museus de Kuching que visitei (já não me lembro qual) encontrei a explicação de como a coisa se passa.

Cismas, Reformas e Divisões na Igreja – XXXVIII

A Reforma Luterana - I

A Reforma Luterana – I

É neste mês de Outubro que se comemoram oficialmente os 500 anos da afixação das 95 teses de Lutero na porta da igreja do castelo de Vitemberga, no que é hoje a Alemanha. Um acto normal naquele tempo, mesmo até na discordância ou no debate. Mas neste caso com consequências fracturantes, até hoje. Lutero seria o primeiro dos reformadores do século XVI, ou, melhor dizendo, das reformas que romperam com a unidade da Igreja. Nada mais seria igual no Cristianismo. Conhecida que é a biografia de Lutero, vejamos quais são os pontos fundamentais desta reforma que lhe leva a marca e o nome: Luteranismo.