Pe. Shenan Boquet, presidente da “Vida Humana Internacional”

Prostituição separa as famílias Ciente dos problemas de Las Vegas e Macau, o padre Shenan Boquet considera que os grandes líderes são capazes de dividir às águas do Jogo e da prostituição, Ler Mais

Órgãos municipais atribuem mais poder aos secretários

Caixa de Pandora Com a eventual extinção do Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais será finalmente consolidado o poder dos secretários do Governo. Sónia Chan e Raimundo do Rosário poderão já Ler Mais

Ana LaÍns, cantora e fadista, Embaixadora da Língua Portuguesa

«Língua de Camões sofre doença degenerativa» Ana Laíns nasceu em Tomar e viveu até à idade adulta em Montalvo, pequena aldeia do concelho de Constância. Desde cedo começou a cantar de forma Ler Mais

Quetzal assume risco de publicar “Best Seller” de autor chinês em Portugal

Contra o preconceito A editora Quetzal vai publicar em Portugal, no próximo mês, o livro “Cifra”, do escritor chinês Mai Jia (pseudónimo de Jiang Benhu). Trata-se da versão portuguesa do best seller Ler Mais

Xi Chuan e as sociedades

Há espaço para a poesia interventiva O poeta chinês Xi Chuan considera que, ao contrário do que as pessoas acreditam, a poesia não é apenas uma forma de manifestação lírica, porque pode Ler Mais

 

Pe. Shenan Boquet, presidente da “Vida Humana Internacional”

PE. SHENAN BOQUET

Prostituição separa as famílias

Ciente dos problemas de Las Vegas e Macau, o padre Shenan Boquet considera que os grandes líderes são capazes de dividir às águas do Jogo e da prostituição, sabendo ao mesmo tempo integrar os trabalhadores migrantes na sociedade de acolhimento. A’O CLARIM, surpreso pela esfera consumista de Macau, defendeu o valor maior da Família e da Vida Humana.

Órgãos municipais atribuem mais poder aos secretários

Fernando Chui Sai On

Caixa de Pandora

Com a eventual extinção do Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais será finalmente consolidado o poder dos secretários do Governo. Sónia Chan e Raimundo do Rosário poderão já em Dezembro começar a marcar pontos com a gestão do dossiê “Canídromo”. Depois virá Alexis Tam com a construção do Complexo de Cuidados de Saúde das Ilhas, Lionel Leong com a renegociação dos contratos de jogo, e Wong Sio Chak com a nova politica para as fronteiras da RAEM. Abriu-se a Caixa de Pandora!

Ana LaÍns, cantora e fadista, Embaixadora da Língua Portuguesa

ANA LAÍNS

«Língua de Camões sofre doença degenerativa»

Ana Laíns nasceu em Tomar e viveu até à idade adulta em Montalvo, pequena aldeia do concelho de Constância. Desde cedo começou a cantar de forma descomprometida «em festivais locais, festas de amigos, bandas de garagem». Canta o primeiro fado aos 15 anos, e aos 19 vence a Grande Noite do Fado de Lisboa no Coliseu dos Recreios. Paralelamente ao Fado, foi deixando entrar outros géneros na sua vida, «muito por força das circunstâncias». Cantou em bares, casinos, hotéis. Em Francês, Inglês, Castelhano, Italiano. Teve bandas de jazz e bossa nova. Fez musicais, shows de casino, cantou com orquestras e big bands. Fez coros para outros cantores em palco e em estúdio.

Quetzal assume risco de publicar “Best Seller” de autor chinês em Portugal

Francisco José Viegas

Contra o preconceito

A editora Quetzal vai publicar em Portugal, no próximo mês, o livro “Cifra”, do escritor chinês Mai Jia (pseudónimo de Jiang Benhu). Trata-se da versão portuguesa do best seller “Decoded”, que recebeu críticas bastante favoráveis no Ocidente.

«Vou ainda publicar mais dois livros dele. Não vou ter grande sucesso, porque há um grande preconceito contra os chineses em Portugal», assumiu a’O CLARIM Francisco José Viegas, responsável pela direcção editorial da Quetzal.

Xi Chuan e as sociedades

XI CHUAN

Há espaço para a poesia interventiva

O poeta chinês Xi Chuan considera que, ao contrário do que as pessoas acreditam, a poesia não é apenas uma forma de manifestação lírica, porque pode também ser crítica e interventiva.

«Alguns poetas tentam encontrar uma forma de pensamento. Penso que para mudar a forma de pensamento a poesia é tão importante como as sugestões ou críticas à sociedade. Por isso, também pode tornar-se numa outra forma de transmitir ideias», referiu a’O CLARIM, à margem da sessão “Olhando o Mar pela Janela”, realizada na passada quarta-feira, no edifício do Antigo Tribunal.

Capa 27-03-15

Festival Literário de Macau – Rota das Letras

Festival Literário de Macau 2015

A tal ponte entre culturas

O director do “Festival Literário de Macau – Rota das Letras”, Ricardo Pinto, considera que o evento por si organizado está a superar todas as expectativas, em termos de adesão do público e da interacção entre portugueses e chineses.

«Está a superar as expectativas na adesão do público e em termos de momentos marcantes. A sessão inaugural foi muito forte e significativa, não só pela presença do autor Murong Xuecun, como também pelas suas declarações, irreverência e frontalidade», salientou a’O CLARIM.

Igreja de Nossa Senhora do Carmo

Paixão de Jesus Cristo

Paixão de Jesus Cristo

Com base no Evangelho de São Marcos para o Domingo de Ramos, sob orientação das irmãs Franciscanas Missionárias de Nossa Senhora – que assim aderiram ao pedido do padre Corrado da paróquia de Nossa Senhora do Carmo – e com a colaboração de todos os catequistas e pais das crianças e jovens da catequese, teve lugar uma celebração, ao vivo, de passagens da Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo, no passado dia 22 de Março, na Igreja de Nossa Senhora do Carmo.

Festa de São José reuniu antigos alunos do Seminário

Seminário de São José 2015

Fé, esperança e caridade

A igreja do Seminário de São José acolheu dezenas de antigos alunos (de entre as décadas de 30 a 70) da vetusta instituição vocacional e educacional, no passado dia 19, para festejar o Padroeiro do Seminário, com a celebração de missa em Latim – uma forma de recordar as missas quotidianas vividas por todos enquanto pupilos.

A lista VIP

A lista VIP

A política portuguesa foi mais uma vez sacudida por mais um caso a atestar as fundamentadas incompetências, ilegalidades e fuga às responsabilidades da expressiva maioria dos nossos governantes. Mas, porque não há espaço para mais, falemos dos mais recentes.

Com a morosidade da justiça portuguesa em pano de fundo, ninguém tinha ainda perdoado os disparates da ministra da Justiça e do seu novo mapa judiciário que, com a sua nova ferramenta informática CITIUS, colocou os processos judiciais numa enorme barafunda e prolongou por mais meses o descalabro do seu pelouro porque – segundo ela – ninguém a avisou (?) que o programa não funcionava. Para a ministra, os culpados foram os informáticos.

O que o mundo precisa, agora

Aprendendo a perdoar, procurando perdão

Aprendendo a perdoar, procurando perdão

Há dez anos, a 2 de Abril de 2005, às 9 horas e 37 da noite (tempo local de Roma), o Papa João Paulo II regressou a casa do Pai. Milhões de pessoas seguiram os últimos dias da sua prolífica vida terrena. Muitos comoveram-se ao ponto de se converterem. O facto de ter entregue a sua alma num sábado, dia que é dedicado à Virgem Santíssima, e na véspera da Festividade que ele próprio tinha instituído, a Festa da Divina Misericórdia, não foi coincidência.

Na capital, Fort-de-France

Rota dos 500 Anos-Na capital, Fort-de-France

Esta semana já vos escrevo de Fort-de-France, actual capital de Martinica e centro urbano por excelência. A capital da ilha era Sainte Pierre, mas devido à erupção do vulcão ficou destruída e os franceses viram-se obrigados a mudar o centro administrativo para Fort-de-France, hoje a maior e mais dinâmica cidade das ilhas das Caraíbas. Uma urbe com tudo o que se pode esperar, muito organizada e muito voltada para o mar.

China

CHINA Polícia prende dois sacerdotes

Polícia prende dois sacerdotes

A Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) divulgou, na última terça-feira, que a polícia chinesa prendeu dois sacerdotes que pertencem à denominada “Igreja clandestina” (fiel a Roma), depois da Eucaristia do passado Domingo, 22 de Março, em Mudanjiang, no Nordeste da China.

A chamada “Igreja clandestina” não é reconhecida pelo Governo de Pequim e desta forma, os dois padres, detidos depois da missa dominical, são considerados criminosos pelo regime, uma vez que estavam a desempenhar acções ilegais, contextualiza a AIS.

Os Kristang da Península Malaia

Desentendimentos lusitanos

Desentendimentos lusitanos

Nem tudo eram rosas naquele “jardim à beira mar plantado” – como descrevia um panfleto informativo, numa clara analogia a Portugal.

Os breves dias que passei no kampung foram suficientes para que me apercebesse de uma notória divisão entre as hostes locais. De um lado, pontuava o Comité dos Pescadores, cuja figura de proa era o meu amigo Patrick Felix, um homem de sessenta e cinco anos, mas que aparentava quarenta, que me ofereceu alojamento em sua casa.

Fórmula 1 – Época de 2015

FÓRMULA 1 – De mal a pior?

De mal a pior?

Viu-se que os problemas que assolam a Fórmula 1 moderna, ironicamente causados no seu próprio seio, estão a levar a categoria mais prestigiada e prestigiante do automobilismo de competição a entrar em terreno muito perigoso.

No Grande Prémio da Austrália os espectadores assobiaram quando a grelha de largada foi fechada após a volta de aquecimento. Alinharam apenas 17 dos vinte carros previstos para o primeiro confronto desta temporada.