Papa na China, Santa Sé nomeia Bispos com o consentimento de Pequim, Taiwan perde reconhecimento

Nova página da História. O Papa Francisco poderá visitar a República Popular da China em 2017; a Santa Sé deverá nomear bispos no continente chinês (possivelmente três) – o que acontecerá pela Ler Mais

Padre Armindo Vaz, professor de Sagrada Escritura na Universidade Católica Portuguesa

«O inferno é o não sentido de uma pessoa». A Bíblia não pode ser interpretada à letra, defende o padre Armindo Vaz, que exulta os fiéis a descobrir o sentido dos textos Ler Mais

Pré-Quaresma no seminário de Ledalero

A força do vínculo religioso. Aqui há uns anos, aquando a minha viagem pela Indonésia em busca do legado português naquele arquipélago, assisti a um casamento entre dois membros da comunidade luso-descendente Ler Mais

Quaresma de 2016

Mensagem de D. Stephen Lee. «Que a Quaresma neste Ano Jubilar seja vivida mais intensamente como tempo forte para celebrar e experimentar a misericórdia de Deus» (Misericordiae Vultus, 17). A Quaresma é Ler Mais

Milagres

A acção sensível de Deus. Do Latim miraculum, de mirari, “maravilhar-se”, pode significar também “prodígio”, um milagre é um facto extraordinário atribuído à intervenção divina, ou seja, à acção sensível de Deus, Ler Mais

 

Papa na China, Santa Sé nomeia Bispos com o consentimento de Pequim, Taiwan perde reconhecimento

Nova página da História

Nova página da História.

O Papa Francisco poderá visitar a República Popular da China em 2017; a Santa Sé deverá nomear bispos no continente chinês (possivelmente três) – o que acontecerá pela primeira vez desde a ruptura das relações diplomáticas entre os dois Estados; e o Vaticano poderá deixar de reconhecer Taiwan, avançava na última sexta-feira (29 de Janeiro) a edição digital do jornal italiano Corriere della Sera.

O virar de página nas relações entre a China e o Vaticano parece estar cada vez mais próximo, após o Sumo Pontífice ter enviado uma mensagem ao Presidente Xi Jinping, extensível ao povo chinês, por ocasião do Ano Novo Lunar.

Padre Armindo Vaz, professor de Sagrada Escritura na Universidade Católica Portuguesa

Padre Armindo Vaz

«O inferno é o não sentido de uma pessoa».

A Bíblia não pode ser interpretada à letra, defende o padre Armindo Vaz, que exulta os fiéis a descobrir o sentido dos textos bíblicos. A’O CLARIM, o professor catedrático convidado de Sagrada Escritura na Universidade Católica Portuguesa, em Lisboa, fala sobre as raízes do Cristianismo, a relação com o Judaísmo e o parentesco com o Islamismo, sem esquecer a cruz onde padeceu Jesus Cristo, os falsos profetas, a espiritualidade, o Reino dos Céus, o inferno e a vida para além da morte.

Pré-Quaresma no seminário de Ledalero

A força do vínculo religioso

A força do vínculo religioso.

Aqui há uns anos, aquando a minha viagem pela Indonésia em busca do legado português naquele arquipélago, assisti a um casamento entre dois membros da comunidade luso-descendente de Maumere, capital da ilha das Flores. Estávamos a breves dias do início da Quaresma e essa era a última cerimónia mundana antes do período de reflexão e jejum, preceitos que aquela comunidade católica leva bastante a peito.

O padre que presidiu ao casamento quis saber coisas acerca de Portugal pois iria passar um ano em Lisboa, «para aprender Português». Moçambique era terra de futura missão.

Quaresma de 2016

Mensagem de D. Stephen Lee

Mensagem de D. Stephen Lee.

«Que a Quaresma neste Ano Jubilar seja vivida mais intensamente como tempo forte para celebrar e experimentar a misericórdia de Deus» (Misericordiae Vultus, 17).

A Quaresma é o tempo de penitência e renovação interior que nos permite preparar para a Páscoa. A liturgia da Igreja convida-nos a purificar as nossas almas e a começar novamente. O Senhor diz: «Mas agora ainda, convertei-vos a Mim de todo o vosso coração, com jejuns, com lágrimas e com gemidos; rasgai os vossos corações e não as vossas vestes; convertei-vos ao Senhor, vosso Deus, porque Ele é bom e compassivo» (Joel 2, 12).

Milagres

A acção sensível de Deus

A acção sensível de Deus.

Do Latim miraculum, de mirari, “maravilhar-se”, pode significar também “prodígio”, um milagre é um facto extraordinário atribuído à intervenção divina, ou seja, à acção sensível de Deus, em resposta à fé. Se nos lembrarmos dos Evangelhos, recordaremos os milagres de Jesus, por exemplo, que são acima de tudo os sinais da chegada do Reino de Deus, como refere São Mateus, em 11, 5. Como afinal os profetas tinham anunciado. Na tradição cristã, a partir das Sagradas Escrituras, os milagres surgem em apoio do testemunho dos Apóstolos acerca da divindade de Jesus.

Capa 05-02-16

Letras e Palavras

A Quaresma no Ano da Misericórdia

A Quaresma no Ano da Misericórdia

Na Bula Misericordiae Vultus (MV), com a qual o Santo Padre proclamou o Jubileu Extraordinário da Misericórdia, cujo início ocorreu solenemente a 8 de Dezembro de 2015, são dadas algumas definições do que é a misericórdia.

O Papa Francisco afirma que a «misericórdia é a palavra que revela o mistério da Santíssima Trindade. Misericórdia é o acto último e supremo pelo qual Deus vem ao nosso encontro. Misericórdia é a lei fundamental que mora no coração de cada pessoa, quando vê com olhos sinceros o irmão que encontra no caminho da vida. Misericórdia é o caminho que une Deus e o homem, porque nos abre o coração à esperança de sermos amados para sempre, apesar da limitação do nosso pecado» (MV, n.º 2). É neste horizonte, a partir do qual vislumbramos o verdadeiro sentido da misericórdia, que celebraremos a Quaresma.

Alexis Tam visitou APOMAC

ALEXIS TAM VISITOU APOMAC

O secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Alexis Tam, discursa na sede da Associação dos Aposentados, Reformados e Pensionistas de Macau para um grupo de sócios e convidados, no âmbito de uma visita às suas instalações. Do encontro ficou a promessa do governante de continuar a apoiar a actividade social e caritativa da agremiação.

Pinceladas Nipónicas – 2

Entre lendas e peregrinações

Entre lendas e peregrinações

O templo de Toshogu, na cidade Nikko, a norte de Tóquio, foi erguido por um exército de mais de 15 mil artesãos vindos de todo o Japão e levou dois anos a ficar concluído. O resultado final ainda hoje é motivo de controvérsia, já que, num contraste absoluto com a simplicidade e a discrição própria da arte japonesa, Toshugu esgota-nos os sentidos com detalhes e mais detalhes decorativos. Animais míticos ou reais misturam-se numa impressionante e abusiva utilização de talha dourada e objectos laqueados, e as paredes estão repletas de baixos-relevos coloridos e pinturas de flores, dançarinas, bestas míticas, sábios chineses, entre muitos outros elementos. Na realidade, o santuário tem muito mais de chinês do que de japonês mas, apesar de todas a acusações, continua a ser considerado a quintessência da arquitectura religiosa do Japão.

Algum vento e peixe

Rota dos 500 Anos-Algum vento e peixe

Depois de muito reflectirmos, tomámos a decisão de rumar a norte para mais tarde reunirmos com os amigos brasileiros. Eles irão das Antilhas Holandesas directamente para as Ilhas Virgens Britânicas. Nós estamos a caminho do mesmo destino mas ainda sem sabermos se teremos permissão de entrada, pois viajamos com um cão e a NaE tem passaporte tailandês, sendo que necessita de visto de entrada em território britânico. Embora tenha visto de longa duração para o espaço Schengen e para os Estados Unidos, a burocracia inglesa pode vir a ser um entrave. Da primeira vez que lá estivemos não levantaram problemas, mas obrigaram ao pagamento de um visto de custo elevado. Acabámos, no entanto, por não permanecer mais de 24 horas, uma vez que a verba que exigiram para a entrada do cachorro, que nessa altura não tinha toda a documentação necessária, foi exorbitante e inaceitável.

Síria, A Verdadeira História (3)

“O Silêncio Cúmplice dos Países Ocidentais”

“O Silêncio Cúmplice dos Países Ocidentais”

Era ridículo! Mas quem é que compreendia arábico para saber que eles estavam, na realidade, a apoiar o seu Presidente? É por isso que uma das maiores tristezas deste povo foi que uma grande mentira tivesse sido construída à volta de toda esta história. Os sírios foram abandonados pelo Ocidente. O Papa chamou a isso “O Silêncio Cúmplice dos Países Ocidentais”. Sempre que o povo sírio se tentou fazer ouvir e expressar a sua opinião, as suas palavras, foram totalmente deturpadas.

O nosso tempo

Setenta vezes sete

Setenta vezes sete

É naturalmente uma pequena provocação o título desta crónica, recordando a contabilidade bíblica do perdão… Cristo colocou a fasquia alta demais! Ainda se fossem só sete vezes! E mesmo assim…

Isto a propósito do apelo do Papa ao perdão entre católicos e protestantes.

Centenário das aparições

CENTENÁRIO DAS APARIÇÕES

Papa vai motivar «grande festa» em Fátima

O reitor do Santuário de Fátima afirmou, em entrevista à Agência ECCLESIA, que a presença do Papa Francisco em Fátima, em Maio de 2017, será uma «grande festa».

«Não sabemos ainda se 12 e 13, mas certamente na grande celebração de 13 contamos com a presença do Papa Francisco. Não temos programa. Não depende do Santuário e não está elaborado», adiantou.

Costa da Memória

A cisterna manuelina

A cisterna manuelina

A fortaleza era olhada como terra lusitana e dali partiram os cavaleiros e diplomatas que tanto influíram no destino do País e nas sortes das populações. Muralhas, bastiões e torres testemunham bem essa época. Assim como as entradas – a Porta do Mar, a Porta da Terra e a Porta dos Bois (pequeníssima, onde se situam, ainda hoje, os currais para burros) – e as ruas: a Rua do Arco, a Rua Direita, a Rua da Cadeia, a Rua das Curvas. Esses nomes, se bem que pouco visíveis, permanecem legíveis nas placas incrustadas nas paredes.

Conhecer as Leis de Macau

“Mah-jong”

Regulamentação sobre o jogo de “mah-jong” durante as festividades do Ano Novo Lunar

Hoje é o segundo dia do primeiro mês do Ano Novo Lunar, pelo que desejamos a todos um Próspero Ano Novo Lunar!

O Ano Novo Lunar é a festividade tradicional mais importante para os chineses, altura também para as famílias se reunirem, em que muitos familiares e amigos, aproveitando as férias, combinam jogar “mah-jong” em casa. Jogar “mah-jong” em casa como um divertimento é, em princípio, legítimo. todavia, é necessário estar atento para evitar o ruído perturbador produzido pelo “mah-jong”.